Gratidão, outra grande virtude da primeira-dama Michelle Bolsonaro

Resultado de imagem para michelle bolsonaro

Bonita, elegante e generosa, Michelle Bolsonaro é uma simpatia

Jorge Béja

“Prezado Sr. Beja. Por gentileza, o senhor pode encaminhar um contato telefônico?. Grata. Capitã Larissa Lima (Ajudância de Ordens)/PR, Telefone (61)…..” –  esta mensagem entrou na tela do meu computador às 16:31h e depois repetida às 16:35h, da última quinta-feira, 14 de março.  Procedia da Presidência da República. E muitas hipóteses, deduções e incertezas passaram pela minha cabeça. O que o presidente da República (ou seu gabinete) queria falar comigo? Seria por causa dos artigos que publiquei aqui na Tribuna da Internet? E não foram poucos. Eis alguns, neste ano de 2019: em 11/3, “Bolsonaro não deve sustentar confronto no Twitter”; em 18/2, “Foro Íntimo não é ato republicano nem democrático para demitir ministro”; em 28/1, “O que Bolsonaro espera para cassar as concessões da Samarco e da Vale S/A?”; em 1/1 “Michelle Bolsonaro, ao fazer seu primeiro discurso, me fez sorrir e chorar de emoção”.

No ano passado, 2018, em 28/10, “Meu nome é Jair Messias Bolsonaro. Podem me chamar de presidente”. E outros artigos mais, até ríspidos, porém respeitosos, como podem ser aferidos no link desta “Tribuna da Internet”.

SERIA A EMENDA? – Ou o chamado presidencial seria para alavancar o projeto de Emenda Constitucional, sobre a inimputabilidade penal dos menores de 18 anos, que entreguei em 2014, pessoalmente, ao então deputado federal Jair Bolsonaro e que tornei a enviar ao já presidente Bolsonaro, através do e-mail institucional da Presidência da República?

Não telefonei para a capitã Larissa Lima. Preferi responder ao e-mail e encaminhei o telefone aqui de casa. E às 18:55h do mesmo dia o telefone tocou. Atendi. Disse “Alô”. E quando ouvi do lado de lá o “Por favor, Jorge Béja“, identifiquei logo aquela doce e suave voz. Era a própria primeira-dama, que não se serviu de terceiro para fazer a ligação, para mandar me chamar e depois colocá-la ao telefone. Era a própria Michelle Bolsonaro, de carne e osso, de viva voz. Ela pegou o aparelho telefônico no Palácio da Alvorada, discou o número e ligou para mim.

É indescritível  escrever o que senti. Sou um desconhecido, um idoso…”Jorge, estou ligando para agradecer o seu artigo na Tribuna da Internet sobre o discurso em Libras. Saiba que Jair e eu também ficamos muito emocionados ao lê-lo…”. Este foi o início o diálogo.

FRATERNO E MERECIDO – Nunca na minha vida — e logo agora, perto dos 73 de idade — poderia imaginar que receberia ligação telefônica da primeira-dama do meu país, esposa do senhor presidente da República. Michelle Bolsonaro ainda disse assim: “Eu poderia mandar um cartão de agradecimento, ou mensagem e-mail. Mas seriam gestos frios e distantes. Agradecer de viva voz é o que é fraterno e merecido“.

Tudo foi emocionante. Conto esta passagem do diálogo: “Senhora Michelle, o 22 de março está chegando. Vai ter bolo?”. E Michelle exclamou em resposta: “Vejo que é meu fã mesmo, hein! pois sabe até a data do meu aniversário!”. Falamos sobre o progresso do Brasil. Falamos sobre outros assuntos. Falamos sobre a beleza do Hino Nacional… Falamos francamente, como se eu fosse um seu igual. Quando lembrei que Laura, sua segunda filha, já completara 7 anos de idade, perguntei sobre a primeira filha, “Luciana”, no que fui corrigido: “Chama-se Letícia, e já está com 16“.

UMA PESSOA SIMPLES – E todo esse momento de sublime grandeza ocorreu porque Michelle Bolsonaro é pessoa simples, pessoa do povo e sabe o que o povo quer e sente. O povo brasileiro tem no marido dela a esperança da refundação do nosso país. E na pessoa da primeira-dama, o esteio, a pilastra de nobreza e sentimentos que a todos nós garantem um futuro promissor.

Michelle Bolsonaro é pessoa grata. E quem tem a virtude da gratidão, também possui todas as outras virtudes e nobrezas para as quais Deus, nosso criador, nos fez delas depositários, ainda que muitos as desconheçam, as ignorem e, por isso, não as pratiquem. Também este registro de felicidade não seria possível se não existisse a Tribuna da Internet e seu fundador, mantenedor e único editor, jornalista Carlos Newton, a quem agradeço e compartilho tanta honraria.

25 thoughts on “Gratidão, outra grande virtude da primeira-dama Michelle Bolsonaro

  1. Muito comovente e humano esse depoimento do Sr. Jorge Béja.

    Também é louvável a dedicação da atual Primeira Dama à linguagem de sinais. É uma pessoa que decidiu ocupar seu tempo se dedicando a algo útil e bondoso.

    Como é da natureza humana sempre buscar comparações, me lembrei daquela outra PD que tinha uma opinião peculiar sobre panelas…

  2. Isso mostra o que já sabemos, a Tribuna da Internet é lida por todos.
    Meus parabéns ao incansável Carlos Newton. Quanto à primeira dama, além de sua simplicidade é muito inteligente.

  3. Dr. Béja, o felicito sempre por sua escrita sensível e fiel a seus princípios humanos. Nos faz bem, e nesse espaço divergir ou convergir faz parte do respeito mútuo de Cidadãos de Bem e do Bem. Perfeita sua análise sobre nossa Primeira Dama, a Gratidão é eterna, podemos morar distantes, mas, seremos gratos uns aos outros por aquilo que construímos e sonhamos juntos seja na divergência, seja na convergência. Estamos no inicio de Governo e D. Michelle Bolsonaro de origem simples nunca irá se afastar de sua gente que luta e sonha, constrói e pensa na Paz e no Progresso Humano como Construção Plena de todos, Indistintamente, é o que minha experiência de Vida Pública , Profissional e Familiar me ensinaram e continuam ensinando aos meus filhos. Realmente, esse espaço da Tribuna da Internet é diferenciado, felizmente tem as mãos e pensamentos humanísticos do Carlos Newton, esse Escritor de nossa História que muitas vezes intervém nos comentaristas para que não saiamos dos caminhos do respeito e da democracia plena. Hoje você deixou nessa sua conversa com a Primeira Dama Michelle Bolsonaro, um chamamento para que nos unamos na reconstrução do Brasil, o Brasil que meu Filho Autista João Pedro diante daquele horror de Suzano me perguntou… Papai o que é que esses jovens querem destruindo o Amor e os Irmãos e o Brasil ??? E ao olhar os olhos de minha Filha em pleno 16 anos vir do Colégio chorando pelo que ouviu nas narrativas desse acontecimentos, e quando sentou-se ao meu lado em casa me pediu que nós adultos libertemos o Brasil e o Mundo de tanto desamor, por tudo isso hoje deixastes Dr. Béja essa Lição, quem puder escutar e guardar escute e guarde, e seguremos nas mãos uns dos outros nessa reconstrução de todos os Brasileiros, Indistintamente, sem Divisões…..

  4. “Michelle Bolsonaro está cortando gastos do Alvorada e da Granja”

    “Primeira-dama mandou desligar aquecedores de piscinas, que ficavam ligados o tempo todo, e aparelhos de ar-condicionado em cômodos vazios”

    Reportagem completa:

    https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/michelle-bolsonaro-esta-cortando-gastos-do-alvorada-e-da-granja-22012019

    ——————————————————————-

    ===> Exemplo em consonância com o governo de seu marido e em contraste total com os antecessores ocupantes da presidência, reis da gastança e desperdício.

  5. Caro dr.Béja,

    As suas qualidades como homem, esposo, amigo, profissional do Direito e notável jurista, certamente lhe trouxeram felicidades à sua vida exemplar.

    O telefonema da Primeira-Dama, a bela Michelle Bolsonaro, que mais se torna bonita porque Professora de Ensino de Libras, coroou de êxito a sua franqueza, sensibilidade, a verdade que sempre o distinguiu em seus artigos e comentários.

    Digo mais, caríssimo:
    Só em poder compartilhar com o senhor este espaço, este blog incomparável, a conversa que o senhor teve com a srª Michelle, nos faz sentir como se ela tivesse se comunicado com todos nós, sinceramente.

    A alegria e honra recebidas pelo senhor espraiou-se na TI, e nos sentimos orgulhosos dessa mensagem pessoal, pois alguém muito próximo ao Presidente entrou em contato com uma pessoa ímpar, modelo a ser copiado de retidão de caráter e personalidade, e nosso amigo, o senhor, dr.Béja!

    Parabéns pela forma como o senhor foi distinguido e merecidamente.

    Um grande e fraterno abraço.
    Saúde, muita SAÚDE!

  6. Caro Dr. Beja,
    Realmente, em seus artigos realça a sua visão humanística, eis que o humanismo é a filosofia moral que coloca os humanos como principais protagonistas, numa escala de importância, no centro do mundo, como não poderia deixar de ser, no entanto, poucos têm esta visão humanística que o caro jurista possui, uma rara qualidade.
    Como seria bom que os agentes públicos tivessem essa perspectiva de que o deve ser buscado sempre é o bem comum, deflagrando assim uma grande variedade de posturas éticas que atribuam a maior importância à dignidade, aspirações e capacidades humanas.
    Parabéns pelo artigo e pelo reconhecimento da Primeira Dama do país que manifestou a sua gratidão pelo artigo escrito por causa do seu pronunciamento na posse do seu marido como presidente dessa amada pátria mãe gentil.
    P.S. – Parabéns também ao nobre mediador da gloriosa TRIBUNA DA INTERNET pela publicação do artigo.

  7. Parabéns ao jornalista Jorge Béja pelo depoimento e registro de tão honrado contato.
    Relatar tal contato é imprencindível para contruir a imagem e a integralidade de pessoas que aparecem tão pouco, mas que são essenciais ao Brasil.

  8. Dentre as condições humanas esta se destaca, notadamente nos tempos atuais: a gratidão. Mas observe que ela – gratidão – só vem depois do reconhecimento.
    E parece que a primeira dama atua em palácio como domesticamente, com atenção e atenta as suas despesas.
    Pode-se querer mais?!
    Grande abraço e parabéns dr. Béja.
    Como participantes ou mesmo como apenas ouvintes da TI, sentimo-nos felizes por você.

    PS: acho que a Michele lê a TI…rsrsrs

  9. Gostei da atitude de dona Michele. Mas dela estou esperando atitudes bem mais significativas: que caia em campo numa cruzada visando minorar a situação de tantos desassistidos Brasil afora, principalmente no Nordeste, onde sem dúvida o problema é mais gritante. Até agora compreendo que a convalescença do seu esposo seja um fator impeditivo para o início de sua ação. Daí ser necessário esperar um pouco mais para o pontapé de sua cruzada em benefício dos nossos desvalidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *