Grupo com mais de 2 mil juízes faz uma moção de apoio à Lava Jato

Bretas e Moro recebem solidariedade dos juízes

Frederico Vasconcelos
Folha

O Grupo Palavra de Juiz, formado por mais de 2.000 magistrados que discutem em rede temas sobre o Judiciário, distribuiu moção de apoio aos juízes federais que atuam no julgamento de crimes do colarinho branco, em especial nas ações da Operação Lava Jato.

Segundo o texto, a iniciativa é dirigida principalmente aos juízes Carolina Moura Lebbos, Marcelo da Costa Bretas e Sergio Fernando Moro, como manifestação de “profundo repúdio à série de acontecimentos envolvendo pressões indevidas sobre as atividades de membros do Poder Judiciário, atitudes que não disfarçam a incitação à desobediência civil”.

AMORDAÇAR – “Vislumbramos que este episódio, aliado a tantos outros, evidenciam à população uma franca tentativa de amordaçar o Poder Judiciário, perseguindo os seus membros com expedientes vis de ameaças, xingamentos e toda sorte de atos truculentos próprios de quem não sabe conviver em um Estado Democrático de Direito”.

O grupo afirma que os atos decisórios sob a responsabilidade dos três magistrados “foram submetidos ao devido processo legal e ao sistema recursal em sua plenitude”.

“Essa manifestação [a moção] não decorre de voluntarismo ou arroubo de mágoa partidária, mas de obediência ao que ordena o artigo 6º do Código de Ética da Magistratura, ao dispor que ‘é dever do magistrado denunciar qualquer interferência que vise a limitar sua independência’”.

PREOCUPAÇÃO – Os manifestantes expressam “profunda preocupação com as ofensas, ameaças diretas aos órgãos do Poder Judiciário perpetradas por diversos políticos –em especial pelo deputado federal Wadih Damous– pois tendem a fragmentar a independência dos Poderes e reduzir o Estado Democrático e Direito”.

Segundo informam os coordenadores, participam do Grupo Palavra de Juiz magistrados estaduais de primeiro grau (ligeira maioria) e de segundo grau, juízes da Justiça Federal, Trabalhista e Militar de todos os Estados, além de alguns ministros do Superior Tribunal de Justiça e do Superior Tribunal Militar.

A moção será encaminhada aos juízes Moro, Bretas e Lebbos e distribuída entre os membros do grupo, do qual também fazem parte mais de 100 magistrados de Portugal e de países africanos de língua portuguesa.

16 thoughts on “Grupo com mais de 2 mil juízes faz uma moção de apoio à Lava Jato

  1. Todo grupo, toda corporação, todo amigo, todo irmão, todos brasileiros devemos fazer também uma moção. Moção enérgica de apoio á legalidade, á lava jato, á extinção da pouco vergonha que polula no STF, no Planalto e nos Dois Penicos onde agem os políticos ladrões. Abaixo a sem vergonhice, abaixo os 3 patestas, abaixo o pouco que do PT resta!
    Viu, seu general?

      • “‎Do not allow people to dim your shine because they are blinded. Tell them to put on some sunglasses, cuz we were born this way bitch!”
        ― Lady Gaga

          • Sapão e Babão
            Sou a favor de extinção de todos os Partidecos deste Páis , junto com a prisão da grande maioria dos politicos destes partidecos corruptos.
            Se a solução para acabar com esses bandidos infestados dentro de Partidecos são as Forças Armadas, que saiam dos Quartéis e vão para as ruas fazer o serviço de limpeza.

          • Armandão, sabe aquela piada do sádico e do masoquista:
            – “Me bate, me maltrata, eu preciso”
            – “Não …”

            Pois é, os militares são os sádicos. Os corruptos estão pedindo para levar umas bordoadas e os sádicos nada fazem.

  2. Os senhores Juízes, a nosso ver, a médio Prazo “enxugarão gelo”, se combaterem os efeitos da Corrupção Política/Administrativa, em vez da Causa, nosso péssimo e caríssimo SISTEMA POLÍTICO, indutor de tudo isso.

    Onde tem 2º Turno com +- 32 Partidos, e ausência absoluta de Disciplina Partidária obrigando o Executivo a “negociar” individualmente com cada Deputado/Senador cada Projeto de Lei, etc, não se pode esperar outra coisa.
    Daqui para frente, apenas mais DISCRIÇÃO.

    • Prezado Bortolloto
      Em boa parte tens razão e assino embaixo.

      Mas me permita incluir o agente principal, o responsável direto pela situação atual e futura: o eleitor, muitas vezes confundido com o cidadão!

      Nossas leis, a partir do própria constituição, precisam ser revisadas, refeitas.

      O país nosso precisa de uma refundação, reorganização e, também, d resgate de valores esquecidos, jogados em gavetas e sacos de lixo.

      Os partidos tem problemas. Me perdoe, mas a quantidade deles só tem efeito quando o eleitor precisa de muletas. Exemplo: ficha limpa/suja.

      O episódio Lula precisa servir para mostrar o quão venal é parcela significativa da sociedade. Quem idolatra ladrão, bandido, canalha, é o que?

      As leis e mudanças servirão para a parcela boa, honesta e responsável de nossa sociedade. Mas e o resto, a turba, a máfia que detém e contem a vontade de desrespeitar tudo, de acompanhar ídolos de barro (para não dizer de m….), fazer o que com ela?

      Não existe nação boa com povo ruim. Não existe nação sem valores.

      certamente temos de reformas os “escritos”, as normas, as bases e as instâncias de poder. mas com uma sociedade como a nossa que alimenta a corrupção a cada eleição?

      por esta razão meu norte e de muitos que conheço é: “educar a criança (educação familiar) e punir o adulto infrator.

      Ou o exemplo será dado por parte da sociedade ou as próximas gerações serão piores do que as últimas.

      Abraço e muita saúde.
      Fallavena

  3. Pena esses juízes não terem feito nenhuma menção a Gilmar Mendes e seu esforço para dinamitar a Lava Jato. Seria muito oportuno, já que fazem parte desse grupo magistrados de Portugal e de países de língua portuguesa. É preciso mostrar quanto se possa o que é esse sr Gilmar Mandes.

  4. Para os nossos “MINISTROS” do Supremo (sim! ministros, pois os deuses daquela Casa se sentem diminuídos se forem chamados “apenas” de magistrados!), assinaturas de JUIZECOS não têm valor algum.

  5. Alguns pensaram e até dirão que é luta da corporação. Até pode ser, mas aproveitável para as causas do povo!

    E aqui vai minha indignação: os juizes se levantam e o povo, por onde andará?

    Será que não tem mais esperanças? Será que não acredita mais em nada? Será que sabe o que está acontecendo? Será que ainda tem alguma indignação? Será que consegue enxergar aquilo em que deixou se transformar seu país?

    Ah povo, será que um dia acordarás e ainda encontrarás algo por que lutar?

    Fallavena

  6. Muito bom o artigo; lembra que ficamos focados nos patetas lá de cima e esquecemos que tem gente séria e trabalhadora aqui em baixo no Judiciário, e é a maioria.

Deixe um comentário para Homem sem pinguelo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *