Grupo do PT agrediu Miriam Leitão para escapar a si próprio

Resultado de imagem para miriam leitão charges

A ABI se omitiu sobre o caso de Miriam Leitão

Pedro do Coutto

A agressão cometida por um grupo de filiados do PT à jornalista Miriam Leitão, num voo de Brasília para o Rio, não só foi uma manifestação brutal à liberdade, como também psicologicamente representou uma tentativa vã de escapar a si próprio, uma vez que a corrupção disparou nos governos Lula e Dilma Rousseff, desembocando no governo Michel Temer. O PT deveria, isto sim, manifestar-se contra aqueles que mancharam a carta de princípios do próprio partido, que de sua mensagem original de reformista, transformou-se em conservador. E mais do que isso: patrocinou por ação e omissão a onda de assaltos ao patrimônio público. A Petrobrás é o exemplo mais emblemático.

A jornalista Miriam Leitão narrou o episódio em sua coluna de O Globo de terça-feira e nesta quarta-feira o jornal em que trabalha publicou destacada reportagem sobre o assunto. No que foi acompanhado pela Folha de São Paulo e pelo O Estado de São Paulo. No Estado de São Paulo a matéria é assinada por Elisa Clavery.

SILÊNCIO DA ABI – Estranho e sobretudo revoltante foi o silêncio da ABI, destoando das posições assumidas pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, pela Associação Nacional de Editoras de Revistas e pela Associação Nacional de Jornais e pelo Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro.

O repúdio foi geral, maciço, apagando a omissão da ABI. Mas não apagou o repúdio de toda a opinião pública. A situação do voo foi tão intensa que o comandante da aeronave propôs a Miriam Leitão que trocasse de lugar para um espaço que a libertaria dos fanáticos impulsionados por uma confissão de culpa. Miriam Leitão rejeitou e preferiu enfrentar o absurdo mantendo-se onde se encontrava, rodeada por aqueles que querem impor a sua realidade, tentando desconhecer a realidade dos fatos.

FASCISMO – O episódio representa também o espírito fascista que habita grande parte das hostes petistas. Como, aliás, focalizou O Globo em editorial nesta quarta-feira. Os petistas fiéis ao programa do partido deveriam repudiar os que romperam com a dignidade pública, apropriando-se de negócios sinuosos que mancharam a sua bandeira de luta. Para o PT, o episódio do avião demonstra que o partido está perdido no espaço político. E na procura de reencontrar-se consigo mesmo, extrapola e acusa aqueles que não são responsáveis pela debacle da legenda e, na verdade, apenas relataram o que aconteceu no Brasil a partir de 2003.

Enquanto permanecer longe de seus princípios, longe da bandeira que levou à sua constituição, os petistas precisam urgentemente ingressar num processo de autocrítica. Miriam Leitão não foi responsável pelo desabamento partidário. Não foi responsável também pela passeata de 1 milhão de pessoas em São Paulo e 600 mil no Rio exigindo a saída de Dilma Rousseff.

EMBLEMA DA REFORMA – Foram as ruas brasileiras e não os jornalistas e apresentadores de televisão que explodiram o emblema da reforma que, depois das derrotas de 89, 94 e 98, foi usado para fins nada coincidentes com a motivação original de um Partido que se intitulava dos Trabalhadores.

No final das contas, o PT acabou nas mãos da Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez e da JBS. A JBS permaneceu aliada a MIchel Temer até o episódio de Joesley Batista com sua gravação desmoralizante.

INTOLERÂNCIA – A atitude agressiva para com Miriam Leitão foi mais uma página também da intolerância dos que tentam fugir ao julgamento inapelável da consciência.

Miriam Leitão está bem com sua consciência de jornalista. Ela foi personagem principal de um fato que representa a preservação da liberdade de pensamento como uma das grandes colunas que sustentam a mente humana.

Os agressores do final de semana juntam-se aos eternos inconformados com uma coisa chamada liberdade.

23 thoughts on “Grupo do PT agrediu Miriam Leitão para escapar a si próprio

  1. Para ai ela é conservadora ou liberal, não to entendendo nada, pra mim ela é e sempre foi uma comunista, e comunista não tem prestígio é TRAIDOR.

    • Ex-Comunista
      Agora frequenta o Grande Palácio da Avenue Foch em Paris
      Com aquela bela e linda maravilhosa Adega com vinhos e champagne francesa.
      Tudo pago com aqueles Bilhões roubados da Petrobrás
      Cerveró que o diga.
      Aliás, não só ela frequenta a Mansão Faraônica, tem vários Ex-Comunistas.
      Largaram o Lanchinho de Pão com Mortadela do Parque Dom Pedro II, para se esbaldar e degustar o bom e velho Caviar…..

  2. Nada contra a posição dos que apoiam a jornalista neste caso de ” terrorismo “. Tempos passados, a senadora Gleisi foi agredida da mesma forma no aeroporto de Curitiba, não por ” terroristas ” e sim por pessoas comuns. Curiosamente, não me lembro de visto qualquer manifestação de repúdio da grande imprensa daquele episódio como também deste Blog.
    Curioso, não ?

    • Tem razão, Menezes, deveríamos ter lamentado e criticado o fato, embora haja muitas diferenças entre as duas situações. Miriam Leitão não é acusada de nenhum crime. Quanto a Gleisi Hoffmann…

      Abs.

      CN

      • Não voto em ninguém nem tenho simpatia por ladrão algum seja Lula, seja Aécio, seja Dilma, seja Temer.

        E Hitler foi um grande administrador para seu país: “O crime imperdoável da Alemanha antes da Segunda Guerra Mundial foi sua tentativa de desgrudar sua economia do sistema de comércio mundial e construir um sistema de câmbio independente, do qual o financiamento mundial não poderia mais lucrar. Nós trucidamos o porco errado” … Confissão sincera de SIe Winston Churchill.

        Agora, se o senhor está querendo me ofender ou me atribuir a pecha de petista ou qualquer outro adjetivo relativo à política, VTNC ! Se não pretendeu isso, tiro tudo.

  3. Umas palavras para lavar a alma:

    Miriam Leitão sentiu o gosto do próprio veneno
    Publicado em 14 de junho de 2017 por genpaulochagas
    Caros amigos

    Miriam Leitão sofreu um “ataque de violência verbal por parte de delegados do PT dentro de um voo”. Foi ameaçada, teve seu nome achincalhado e foi acusada de ter defendido posições que diz que não defende.

    Bem feito! É assim que ela se conduz quando se trata de “reportar” sua ira contra os militares, como se nunca tivesse sido aliada de terroristas ou conivente com atos de terrorismo.

    Ao ser chamada de terrorista, tantas décadas depois, certamente lembrou-se do que já foi.

    Por ironia do destino, foi a mesma Policia Federal que, em 1972, a prendeu, que tentou livra-la do constrangimento e da intimidação dos vândalos comunistas, todavia, nem nessa hora, sua incipiente humildade conseguiu vencer a arrogância vingativa: “Diga à Polícia Federal que enfrentei a ditadura. Não tenho medo. De nada”(sic). Exceto de cobra! É o que deveria ter acrescentado, pelo menos para manter a coerência com a sua versão da história.

    Os delegados do PT a ofenderam e mostraram, segundo ela, uma visão totalmente distorcida do seu trabalho. Novamente me cabe dizer “bem feito”, porquanto é exatamente o que ela faz quando se trata de reportar o trabalho dos órgãos de segurança em face das ações da organização terrorista da qual fez parte como Amélia. Seria analogia à mulher de verdade ou seu exemplar desempenho na organização criminosa?

    Ela sabe que o que sofreu mostra a verdadeira cara do PT e de toda a esquerda que representa, mas seu comprometimento ideologico a obriga a dizer que não e, ao mesmo tempo, a vangloriar-se de ter sido citada positivamente por, nada mais nada menos, que o quadrilheiro chefe, Lula da Silva! É a manifestação da incoerência congênita da esquerda!

    Foi um erro do partido achincalha-la, afinal ela é uma jornalista de esquerda, comprometida com seu passado terrorista e que, confessadamente, continuará a fazer o trabalho de sempre.

    De qualquer forma, valeu saber que não lhe agradou o gosto amargo do seu próprio veneno!

    Bem feito!

    Gen Bda Paulo Chagas

    https://genpaulochagas.wordpress.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *