Guedes, o ignorante, quer vender imóveis no Rio que são “tombados e inalienáveis por natureza”

Palácio Capanema, no Rio de Janeiro (Reprodução)

Mural de Portinari embeleza uma das entradas do Palácio

Jorge Béja

O decreto que organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional é bastante antigo e até hoje vigente, a salvaguardar os bens que marcam a História e a Arte nacionais. É o Decreto-lei nº 25, de 30 de Novembro de 1937, assinado pelo Presidente da República, doutor Getúlio Vargas, junto com Gustavo Capanema, então ministro da Educação e Cultura.

São 29 artigos imortais. E que ninguém se atreva a alterá-lo, desconstituí-lo, porque afrontado ele já vem sendo pela ignorância do ministro Paulo Guedes, que queria vender até o Palácio Capanema, a mais importante obra do período republicano.

SAIU NO JORNAL – “União põe à venda Mercadinho São José e antiga sede da Ancine”, é o título da matéria de quatro colunas e meia página, publicada na edição deste sábado do O Globo (página 39). Começa informando que “o Mercadinho São José, em Laranjeiras, está entre os 168 imóveis apresentados pelo Ministério da Economia durante o primeiro Feirão de Imóveis SPU+, para pré-venda, por estarem desembaraçados….”.

Êpa, paremos por aí. Pré-venda? Venda? A matéria tem muito mais notícia, inclusive a declaração de Eduardo Paes, prefeito do Rio, sobre a inclusão para leilão do Palácio Capanema, que recebeu forte reação do povo e das instituições do Rio. Disse Paes:

“Fiquei muito impressionado com a defesa ao Capanema, como se frequentassem o prédio. É um prédio estatal, usado por poucos em benefício de poucos… Questiono por que as pessoas defendem tanto sem nunca terem frequentado”.

PESSOAS CULTAS – Respondo eu: Defendem o Palácio Capanema porque são pessoas cultas, eruditas e sabem o valor arquitetônico e histórico daquele prédio, enquanto você, Paes, é um coroa-garotão imaturo, de poucos estudos e que, naquela conversa ao telefone com Lula e que a Polícia Federal gravou durante a Lava Jato, menosprezou a belíssima cidade de Maricá, pertinho aqui no Rio e que tem cinco gigantescas lagoas interligadas, com ecossistema preservado.

Mas não é do Palácio Capanema que estamos aqui a falar, como se diz em Portugal. Falemos do imóvel que foi título de matéria do O Globo, que é o “Mercadinho São José”.  Antes, é importante dizer desde logo que, a teor do artigo 11 do Decreto-Lei do Presidente Vargas, bens públicos tombados só podem ser transferidos, graciosa ou onerosamente, a outro ente público.

“Artigo 11 – As coisas tombadas, que pertençam à União, aos Estados ou aos Municípios, inalienáveis por natureza, só poderão ser transferidos de uma à outra das referidas entidades”.

VENDA PROIBIDA – Nada mais claro, portanto. Aquela oração “inalienáveis por natureza”, diz tudo. Proíbe a alienação. Ou seja, a venda. Proibição sem exceção, sem contorno, sem malandragem. A lei é cogente e taxativa. Não pode, não pode.

Mas o Mercadinho São José, um dos polos culturais do Rio, está na lista dos bens da União que serão leiloados? Sim, está. E poderia estar? Para ser leiloado, não. Leilão é forma de alienação. Quase sempre e na maioria das vezes decorrente de litígio judicial. Primeiro ocorre a hasta pública e em seguida o leilão. Ou vice-versa, para alguns.

Qualquer bem particular pode ser vendido através de leilão. Basta o proprietário querer e contratar um leiloeiro particular. Já o Mercadinho, como bem público tombado, não pode ser vendido, consequentemente não pode ser leiloado.

PODERÁ SER CEDIDO – O Mercadinho São José somente poderia ser incluído no rol dos bens imóveis pertencentes à União desde que fosse para o fim de transferência de propriedade, da União para o Estado do Rio de Janeiro. Ou da União para o Município do Rio de Janeiro, que atualmente voltou a ter o erudito Eduardo Paes à frente do Poder Executivo.

Untitled Document

Mercadinho é uma das raras construções da época colonial

O imóvel jamais poderá ser leiloado-vendido. Isto porque, desde a edição da Lei Municipal nº 2.263, de 16 de dezembro de 1994, assinada pelo então prefeito César Maia, o Mercadinho foi tombado. A conferir:

“Artigo 1º – Fica tombado, por seu valor histórico e cultural, o Mercado São José, localizado na Rua das Laranjeiras, nº 90, no bairro de Laranjeiras – IV Região Administrativa”.

ATIVIDADES PRESERVADAS – Mas tem mais. A Lei sancionada por César Maia não apenas tomba o mercadinho como também assegura a permanência daqueles que lá estão com atividades artísticas e culturais e até mesmo comerciais A conferir o parágrafo Único do artigo 1º:

“As atividades artísticas e culturais, bem como as relativas ao comércio com suas divisões em boxes, serão mantidas no Mercado São José”.

Pronto. Nada mais é preciso dizer. A Autoridade Municipal tombou o bem e ainda garantiu a permanência das atividades artísticas e culturais e até mesmo comerciais lá existentes. Somente uma outra lei municipal poderia revogar a lei de tombamento que César Maia sancionou ao assiná-la. Assim, representa e constitui autêntico direito de ficar.

DIREITO DE FICAR – Quando a Constituição Federal garante o Direito de Ir e Vir, implícito está o Direito de Ficar, de Permanecer. E no caso desse Mercadinho, a autoridade maior é o chefe do Executivo Municipal. Logo, o decreto de tombamento é ato jurídico perfeito e subscrito por quem detinha legitimidade.

Vai aqui um conselho: que o ministro Paulo Guedes combine com o prefeito do Rio, Eduardo Paes – que é bolsonarista de raiz –, a transferência do Mercadinho São José para o Município do Rio. Ou então que faça o mesmo com o governador Cláudio Castro, outro bolsonarista fanático, entregando o imóvel ao acervo imobiliário do Estado. O que não pode e não deve é a União colocar ilegalmente o Mercadinho a leilão.

17 thoughts on “Guedes, o ignorante, quer vender imóveis no Rio que são “tombados e inalienáveis por natureza”

  1. Saiu matéria dizendo que a Secretária da pasta encarregada das privatizações afirmou que “os Correios será vendido por um precinho” – bem assim mesmo.

  2. O sempre bem escrito, didático e informativo artigo do Dr.Béja, poderá ser complementado pelo meu comentário postado minutos atrás em outra página.

    “Rápida pesquisa indica que temos 30 milhões de aposentados pela Previdência Social.
    Deste total, 70% ou 21 milhões de pessoas recebem o salário mínimo!

    A despesa do governo para com essas pessoas que recebem essa quantia aviltante, atinge 23 bilhões de reais ao mês (1.100,00 x 21.000.000).

    O sádico ministro da economia, o incompetente, economista que não distingue matemática de aritmética, quer tirar da boca destas milhões de pessoas e dar para outras 50,00 (em tese o reajuste de 2022)!

    Dos proventos milionários das castas do Legislativo, Judiciário, das altas categorias de servidores públicos lotados no BC, Receita Federal, Tribunais de Contas, Ministérios Públicos Estaduais e Federal, Promotorias de Defensorias, diretorias de estatais, BB, CEF, ministérios, os reajustes equivalem para cada servidor dessas categorias mencionadas acima, no mínimo MIL trabalhadores que recebem o mínimo!!!!

    Guedes e Bolsonaro odeiam o pobre, tenho escrito assim neste blog desde que assumiram a economia desta republiqueta.
    Nesse meio tempo, basta observarmos os lucros dos bancos, e teremos a comprovação que o Brasil é governado para as castas, elites e poder econômico.

    Lula, independente do que fez de péssimo, lesivo e danoso para o Brasil, pelo menos nunca deixou de reajustar o mínimo acima da inflação!
    Essa sua decisão tem sido a responsável pelo salário não estar pela metade dos 1.100,00 atuais.

    Esta ameaça de Guedes, corajoso, valente, destemido, decidido apenas contra os desvalidos revela, escancara, a covardia deste governo insano, sádico, cruel, e mal intencionado.

    Quanto não será a despesa do Cartão Corporativo usado pelo presidente e demais pessoas que lhe têm acesso?
    Quanto seria o custo da corrupção?
    Quanto que estamos pagando de juros da dívida pública interna?
    E serão os 50,00 de reajuste para quem merece o dobro para viver, no mínimo, que quebrarão o país??!!

    A menos que a ideia de Guedes seja jogar o aposentado para as garras dos bancos e financeiras, para conseguir tomar dinheiro emprestado através do crédito consignado!!

    Diga-se de passagem,

    O MAIOR GOLPE CONTRA QUE UTILIZA ESSE MEIO DE OBTER EMPRÉSTIMO COM DESCONTO EM FOLHA!!!!

    O crédito consignado deveria COLOCAR NA CADEIA OS BANCOS E FINANCEIRAS QUE ESTÃO COMETENDO O MAIOR ESTELIONATO CONTRA O CIDADÃO, QUE SE OBRIGA AO CRÉDITO CONSIGNADO NA VÃ IDEIA QUE PAGARÁ JUROS MENORES!!!!

    Explico, e certamente algum colega na TI poderá confirmar a minha informação e denúncia:

    Quando se faz um empréstimo consignado, de acordo com o limite imposto por lei de desconto, no caso 30%, o valor que seria descontado direto do salário seria 333,00 mensais;
    Bolsonaro aumentou mais 5%, alegando que o trabalhador ou aposentado conseguisse mais 55,00 sobre os 333,00 totalizando 388,00 de desconto salarial.

    Sobra, portanto, para o tomador desse meio de empréstimo DESCONTADO EM FOLHA, igualmente proibido pela Constituição Federal, a quantia de 712,00.

    Meses atrás, Guedes autorizou mais 5% de desconto no salário, atingindo 443,00 de descontos sobre 1.100,00 = 657,00 líquidos recebidos, correspondentes a 40% do salário.

    Pois bem:
    se fosse apenas essa excrescência, essa manobra CRIMINOSA para o salário ser penhorável, que não é por força de lei maior, a Carta Magna, vá lá, esse é o país da trampa, da falcatrua.

    NO ENTANTO, e agora o crime lesa pátria, que pergunto aonde que estão as nossas autoridades judiciárias, mormente os Ministérios Públicos Estaduais e Federal, que não se dão conta que, sobre esse desconto ILEGAL, o aposentado e/ou trabalhador TEM DESCONTADO NA MARRA, um seguro prestamista!!!!????

    para quem recebe o salário, PAGA, afora o empréstimo correspondente a 40% do salário bruto, 1.100,00
    MAIS 108,80 de SEGURO PRESTAMISTA, descontado na conta corrente do servidor, dinheiro que vai para o agente que concedeu o empréstimo!!!!

    Ou seja, não só o limite de 40% foi ultrapassado, como foi para 50% de retirada do salário!!!!!
    Os juros, que os bancos TÊM LADRÕES COMO DIRETORES são muito maiores do os que são “estabelecidos” como menores do mercado!!!

    TRATA-SE DE UM GOLPE QUE DEVERIA TER ATÉ MESMO REPERCUSSÃO INTERNACIONAL PORQUE TOMADO À FORÇA DO CIDADÃO E DO SEU AVILTANTE SALÁRIO MENSAL!!!!

    Pessoas que têm mais de setenta anos, chegam a pagar pelo desconto em folha que pode chegar até 1.650,00 ou 30% de quem recebe 5.500,00 como aposentadoria, 1.100,00 reais a mais a título de seguro prestamista!!!!

    Certamente é esse o plano desse canalha do Guedes, que aumentará o desconto do mínimo para se pedir empréstimo consignado, aumentando, em consequência, o maldito seguro prestamista!!!!!

    Não só esse desconto salarial é ilegal, criminoso, como a obrigatoriedade de se aceitar o seguro também, pois se constitui VENDA CASADA!!!!!!!

    Sinceramente, e dizer que não encontro quem queira junto comigo endireitar esta nação em TRINTA DIAS, e não mais do que isso!!!!
    Preferem ser roubados, explorados, manipulados; adoram ouvir mentiras; deliciam-se com promessas vãs; defendem bandidos, ladrões, quadrilheiros, mas não movem uma palha em suas próprias defesas!!!!

    Continuo à disposição para me explodir com um caminhão com 2/3 mil kg de dinamite na Praça dos Três Poderes, em sinal de protesto pelo que fazem com o povo nesta republiqueta de merda, governada por salafrários, uma ralé política, autoridades que deveriam estar presas em calabouços e a pão e água!!!!”

    Agradeço a compreensão pela forma que participo da sua postagem, dr.Béja.
    Até porque, caso o senhor não tenha conhecimento desta safadeza que me reporto, e advinda do guru do presidente, o seu parecer jurídico esclarecerá muito sobre essa maneira encontrada de roubar o povo, inacreditavelmente!

    Abraço.
    Saúde e paz.

    • Concordo, plenamente, com o nobre Bendl.
      E tem as situações várias das mais absurdas. Férias 60 dias que, na verdade, são em parte vendidas. Ou seja, fora da finalidade que é descanso. Mordomias como motorista e carro particular.

      Cumprimento de carga horária que uns fazem algo diferenciado, sem cumprimento, de exigência de ponto, como juízes…

      Até o café tipo especial orgânico servido para alguns, enquanto para outros é café de mercado de quinta e aguado, para render. E item comprado pelo órgão com dinheiro público. Fora ainda que determinados órgãos, mesmo as FFAA, como se comprovou fartamente em notícias divulgadas, de compras de uísque, vinhos e gêneros alimentícios de primeira.

      É claramente uma sociedade de castas.

      Fora situações de cessão de funcionários entre órgãos que, na verdade, trata-se de trocas de favores, a maioria, e não intercâmbio como se pensaria.

      Há também o caso de cumulação de cargos. Devia ser proibido. Esses dias estava ouvindo caso de uma pessoa que acumula dois empregos de 40 horas em cidades a centena de quilômetros uma da outra… Algo impossível! A pessoa não dorme, não come, não tem vida social?

      Essas coisas só acontecem no Brasil.

    • Bendl,

      por favor, preciso ler seu comentário sobre o artigo que escrevi ontem, 28, sábado, sobre o auto-impeachment que Jair Bolsonaro impõe a si próprio.
      Se puder, agradeço muito.
      Jorge

  3. Caríssimo,

    Vou ler o seu artigo, evidente.
    Hoje mesmo respondo.
    Preciso de duas horas agora para tomar meus medicamentos.

    Muito obrigado pela deferência pessoal.
    Outro abraço.

      • Robô humanoide, a diferença entre mim e ti não conseguiras avaliar.

        Enquanto sou humano, e me revolto com as injustiças que sofremos, o quanto somos roubados, explorados e manipulados, tu concordas que o povo seja comandado por déspotas, aspirantes a ditadores, incompetentes e corruptos.

        Sim, o robô não tem e não sabe o que vem a ser a coragem de alguém na luta pela sua sobrevivência.

        Se querem me matar de fome através de indignidades, abandono, doenças, humilhações, ofereço a minha vida em sacrifício, mas levarei alguns canalhas comigo, que tanto têm lesado e prejudicado a população e país!

        Mais a mais, o meu alvo, em princípio não seria o STF, mas o congresso.
        Lá é que está o cerne de todos os males que vivemos, o âmago da maldade, o centro da corrupção.

        Quanto à tua observação, sinceramente, comprovas mesmo a tua ojeriza pelo cidadão, igual ao teu amo e senhor Bolsonaro.

      • Você queria explodir os três poderes; tomou o remedinho, e já diminuiu o ódio; só quer explodir o congresso.

        Resumindo: Diminui a quantidade de dinamite; e pede pro seu medico aumentar a dose do medicamento.

        PS: Como ninguém o fez; faço eu: Feliz aniversario sesse mês.

  4. Dr Béja, com todo respeito, sem nenhuma intenção de fulanizar seu artigo, irrepreensível como sempre, mas usando da licença satírica, por ser final de tarde de um belo Domingo.
    Não seria mais patriótico e exemplar alienar o património imobiliário do Senhor Presidente e seus rebentos? Já que não tem importância histórica nem aquisição legítima?
    Aproveitando o ensejo, sugeriria ao eminente jurista, que uma hora nos brindasse com um comentário sobre a tentativa de óbice eleitoral a alvos definidos.
    Boa Noite.

  5. Caríssimo dr.Béja,

    Sabemos que Bolsonaro está bem protegido pelo presidente da Câmara Federal que, dificilmente, deixará ir adiante qualquer solicitação de impeachment contra o presidente.

    Motivos não faltam, pelo contrário, existem aos borbotões, principalmente no que tange à conduta deplorável do primeiro mandatário da República, havendo o episódio que foi deprimente e humilhante para o Brasil, quando Bolsonaro ofendeu a mulher do presidente francês, em ato de má educação e desrespeito absolutos.

    Simplesmente o indivíduo não tem paradigma nenhum para ter a sua conduta contida.
    Causa espécie a ausência de assessores, e mesmo uma chamada à atenção pelo generalato brasileiro neste sentido.
    Bolsonaro faz o que quer, como quer e quando quer.
    Uma criança mimada, que chora e berra se não fizer o que lhe dá na telha.

    Por essas e outras, o País está à deriva, sem comando, sem timoneiro, sem oficial de ponte.
    Apenas seguimos o vento, a correnteza, e a vontade do comandante, mesmo desconhecendo como é pilotar um navio do tamanho do Brasil, um cargueiro imenso, que não são todos os portos que podem nos acolher pelo imenso calado que possuímos.

    Mas, o presidente teima em nos atracar em portos pequenos e de rios!
    E foi assim que encalhamos, dr.Béja.

    O presidente aproveita a imensa embarcação para brincar de pirata com seus amigos, onde se realça Paulo Guedes, exímio bucaneiro de economias públicas!
    Evidente que o navio possui inúmeros atrativos para esses amadores e inconsequentes, irresponsáveis e incompetentes, mal intencionados e corruptos.

    Logo, o povo continua sendo o alvo preferido dos corsários, dos piratas, pois, sem defesa, frágil e à mercê de seus algozes, se vê sendo roubado, explorado e manipulado há décadas.

    Na falta natural de caráter, hombridade, decência, honestidade, compromisso com o povo e país, Bolsonaro debocha, ri, despreza o desempregado, pobre, miserável, então chama de imbecil quem compra feijão e não um fuzil!
    E tem gente que o aplaude, apoia, bate palmas.

    Sinceramente, mas não vejo solução para nós desse jeito, excelso advogado.
    Jamais conseguiremos lograr êxito através dos conhecidos “canais legais”, hoje desconhecidos porque em desuso.

    Leve em conta a inflação;
    O preço do combustível;
    A conta de luz;
    O desemprego;
    A pobreza;
    A miséria;
    Os mortos pela pandemia;
    As diatribes do presidente;
    A sua falta de planejamento;
    Ausência de criatividade;
    Suas encrencas com os demais poderes;
    Suas brigas com aliados políticos;
    Sua aproximação com o centrão;
    Seus filho com problemas graves com a rachadinha …

    Sinceramente, o que haveria de positivo neste governo?
    Se, na maioria do meu texto, usei metáforas ou escrevi em sentido figurado, eminente advogado, é que se eu utilizasse a realidade que nos cerca seria enredo para filme de ficção!

    Como que uma nação e seus 213 milhões de pessoas suportam tantas adversidades?
    Tanta corrupção?
    Tanta violência?
    Um analfabetismo absoluto e funcional que não sai dessa posição vexatória que temos no mundo?
    Como que alguém consegue viver com os descontos do salário mínimo em necessários empréstimos consignados, se o líquido a ser recebido é pouco mais de 600,00???!!!!

    O mais grave, hediondo, inaceitável, indigno, abominável, seria comparar o salário mínimo com os ganhos dos poderes Legislativo e Judiciário!?
    Não pode porque não existe qualquer justificativa, explicação ou razão, um parlamentar receber o equivalente a 200 pessoas que recebem o salário mínimo!!

    Não sou um pessimista, mas um realista.
    Não temos solução, a verdade é esta, nua e fria.
    O empobrecimento do povo é o sintoma da péssima, lesiva e danosa administração de Bolsonaro.

    O presidente conseguiu piorar o que já estava ruim, como o desemprego e juros bancários, inflação e falta de planejamento para minimizar o número de milhões de desvalidos.

    O seu artigo, que me pediu para ler;
    O atual, mediante a conduta criminosa de um ministro da economia que não sabe a diferença entre matemática e aritmética, perfazem um legítimo painel do descaso, do desprezo, do abandono, que o povo e país foram conduzidos a esta situação de penúria, de humilhação, a ponto que mais serão os inscritos para o Bolsa Família – o maior engodo como projeto social solerte, venal, haja vista condenar perpetuamente milhões de pessoas à miséria e à pobreza!!!

    Eu, que jamais imaginei que teríamos um presidente como foi Collor, Lula e Dilma em seguida o superaram em desonestidade.
    Pois eu que pensei que jamais teríamos alguém tão prejudicial como foram os petistas conosco, surgiu Bolsonaro com a sua maldade, prepotência, arrogância, a sua ideologia perniciosa, nefasta, nociva, e o seu desdém pelo Brasil!

    Um forte abraço, dr.Béja.
    Mais saúde e mais paz.

  6. Caro Chicão,
    Os comentários que vem de você são excepcionais.

    Porém o macaco aqui pergunta, pra que o aposentado tem que pagar seguro sobre o empréstimo se o mesmo é descontado em folha.

    ISSO PRA MIM SE CHAMA ROUBO E QUEM INVENTOU ESSA EXCRESCÊNCIA DEVERIA SER PRESO SUMARIAMENTE!!

    CONFIGURA ESTELIONATO, POIS A FINANCEIRA OU BANCO TEM RISCO ZERO!

    NÃO HÁ COMO A ENTIDADE FINANCEIRA NÃO RECEBER O DINHEIRO QUE FOI EMPRESTADO.

    Um forte abraço.
    José Luis.

  7. Prezado Espectro,

    Prá quem o safado Guedes comanda a economia do Brasil?
    Não é para o povo, mas para a manutenção do stablishment, e poder econômico.

    Não acredito que exista um aposentado que não tenha desconto em folha advindo de empréstimo consignado, QUE NÃO É DESCONTADO como o empréstimo, na fonte.

    O seguro prestamista é descontado da tua conta corrente, conforme a tua idade e valores obtidos, de acordo com os teus ganhos mensais, evidente.

    Não só ambas as operações são legais, como praticam o crime de estelionato e venda casada, proibida pelo Código de Defesa do Consumidor.
    Quanto ao salário, já publiquei várias vezes o artigo e inciso da Constituição desobedecido:

    Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:
    X – proteção do salário na forma da lei, constituindo crime sua retenção dolosa;

    CRIME SUA RETENSÃO DOLOSA, ou seja, o credor toma o teu salário como AVALISTA do teu empréstimo!
    Em outras palavras:
    se tu deixas de pagar, ele tira a comida da tua mesa!!!!

    O que se pode descontar do salário são os descontos previstos em lei:
    INSS, IR e pensão alimentícia, após ser arbitrada juridicamente.
    Ora, o salário do aposentado virou a maior fonte de lucro dos bancos porque este país é o único do mundo onde o poder econômico não corre risco algum de inadimplência por parte de pessoa física!!!!

    Trinta milhões de pessoas pagando “juros menores, pelo fato de o pagamento ser feito através do desconto em folha” mas, em compensação, o juro se triplica ou quadruplica com a obrigação do sistema prestamista!!!!

    Che, se isso não for o maior golpe contra o cidadão humilde, trabalhador, então, por favor, que alguém me diga o que vem a ser um golpe na folha de pagamento, NA FOLHA DE PAGAMENTO, em tese, “protegido” pela Constituição Federal!!!!

    Se me perguntares sobre a “justiça”, caso o consumidor reclamar do desconto em folha e do “seguro”, perdes a ação!!!!
    A “justiça” alega que concordaste com o sistema, então vai chorar na cama, onde o lugar é quente!!!

    Mesmo sendo feita a venda casada, o valores contratados serem maior que os 40%, ultrapassando até mais da metade do teu ganho, a “justiça” dá ganho de causa a quem, a quem, a quem??!!
    Aos bancos!!!!

    Os “representantes” do povo, os corruptos e vagabundos parlamentares, que sabem desse golpe, FAZEM ALGO PARA IMPEDIR ESSA PRÁTICA DELITUOSA?!
    Nada!!!!

    Ministérios Públicos Estaduais e Federal, agem para defender a cidadania?
    Nada!!!

    Che, as pessoas não têm a menor ideia do que é este país ou como se comportam as nossas ditas “autoridades”!

    Abração.
    Saúde e paz.

  8. Esses vagabundos, o presidente e seu ministro da economia, esstão tão interessados assim em privatizar e leloar bens públicos? Por que não começam com o CEAGESP de São Paulo que está hoje em dia numa area totalmente inadequada no bairro do Jaguaré, que está supervalorizado e que seria fonte de uma apreciavel arrecadação caso fosse vendido. J´que não tem competencia para gerir-lo, por que não o trasnfere para o Governo do estado de São Paulo que inclusive tem um projeto de transferi-lo para um lugar muito mais adequado, o caso ao lado de uma rodovia ou do rodoanel?
    Se fizesse isso todos sairiam ganhando começando pela União, passando pelo governo do Estado , pela prefeitura e com certeza os próprios atacadistas e varejistas que volta e meia tem que enfrentar terriveis enchentes que provocam perdas irreparáveis.
    Mas isso ele não faz porque é inimigo do governador Dória. Mas não tem vergonha de querer privatizar imóvel tombado com valor histórico reconhecido. O Dr. Béja tem inteira razão na critica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *