Há irregularidades em nove grandes obras da Petrobras

João Valadares
Correio Braziliense

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou relatório que recomenda a paralisação ou a retenção parcial de valores em nove grandes obras do governo federal, incluindo a Refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, alvo de denúncias no âmbito da Operação Lava-Jato.

O documento será encaminhado ao Congresso Nacional para atendimento às determinações da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O objetivo é alertar os parlamentares para promover preventivamente o bloqueio de recursos que seriam destinados a empreendimentos irregulares. A consolidação de 102 auditorias, denominada Fiscobras 2014, englobou uma dotação orçamentária de R$ 12,3 bilhões. O TCU encontrou 840 irregularidades, das quais 637 referem-se às fiscalizações realizadas na áreas de saúde e educação e 203 nos demais segmentos.

Os problemas mais recorrentes nas áreas de saúde e educação foram atrasos nas obras e nos serviços, fiscalização deficiente ou omissa, inobservância dos requisitos legais e técnicos de acessibilidade de pessoas portadoras de deficiência, execução de serviços com qualidade deficiente e ausência de anotação de responsabilidade técnica do projeto básico ou executivo.SEM RECEBER RECURSOS

O relator do Fiscobras 2014, ministro Bruno Dantas, afirmou que o percentual de intervenções públicas irregulares ainda é alto. “Entre todas essas obras que nós escolhemos a dedo — não são escolhidas aleatoriamente, é importante que se diga —, elegemos critérios. Foram encontrados, em 53% dos casos, indícios de irregularidades graves. É um índice ainda bastante elevado”, afirmou. O ministro explicou a importância do relatório.

“Fizemos a indicação de paralisação para que não sejam alocados recursos na LDO do próximo ano. Queremos que esses empreendimentos sejam afastados de qualquer tipo de recebimento de recursos públicos devido a esses problemas diagnosticados”, comentou.

2 thoughts on “Há irregularidades em nove grandes obras da Petrobras

  1. Após o PT colocar um pau mandado como Presidente da VALE, acho estranho a mídia nacional e internacional não comentarem sobre seus problemas administrativos .

    Depois da substituição do Roger Agnelli, pelo governo Lula, a empresa só fez vender propriedades, concessões e perder lucratividade.

  2. Charge, mil!
    Me permitam indagar: não será matéria antiga, plantada pelo pessoal do Aécio para destruir e privatizar a Petrobras?
    Faz pouco tempo, conselheiro do TCU retirou responsabilidade de Dillma nas questões da “petrolama”.
    Agora aparece mais isto? Será que a turma dos tucanos continuam mandando no TCU?
    Se for pessoal sério que afirma isto, Dillma deve colocar as barbas de molho! Lulla também. Início do ano assumem novos senadores e deputados. Oposição sairá fortalecida com sangue novo. Quem sabe não conseguem “collorir um pouquinho” o governo Dillma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *