Haddad faz novo apelo ao PDT e diz que apoio de Ciro Gomes seria decisivo

Resultado de imagem para ciro gomes

Acontece que no segundo turno Ciro não está nem aí…

Daniela Lima
Painel/Folha

Fernando Haddad (PT) fez um último apelo à direção do PDT por um aceno público e enfático de Ciro Gomes à sua candidatura e contra Jair Bolsonaro (PSL). Em telefonema na tarde desta quarta-feira (24) para Carlos Lupi, o presidente da sigla, o petista rogou pela unidade da esquerda, citou riscos à pauta progressista e disse que um gesto do PDT teria significado histórico. Ciro, que foi para a Europa após o primeiro turno, chegará no Brasil nesta sexta-feira (26) e vai avaliar novo posicionamento.

Na conversa com Lupi, Haddad demonstrou otimismo com as pesquisas desta semana e reforçou que o aceno de Ciro seria crucial para uma virada.

FORÇA-TAREFA – A direção da Força Sindical, uma das maiores centrais do país, procurou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e reforçou o pedido para que ele declare voto em Haddad “em nome da democracia”. De acordo com sindicalistas, o tucano disse que está avaliando o caminho que vai seguir.

Os dirigentes da central disseram que, se o ex-presidente optar por divulgar um manifesto mais amplo, eles farão um esforço para que outros setores chancelem o documento.

A queda na rejeição de Haddad no Ibope animou petistas, mas os pragmáticos admitem que a eleição está definida e que agora é usar a reta final para garantir que a esquerda saia forte da disputa, impedindo uma vitória avassaladora de Bolsonaro no domingo.

LULA E DORIA – Em tom de lamento, o ex-presidente Lula afirmou a quem o visitou em Curitiba que a campanha do PT errou na primeira semana do segundo turno ao deixar “Haddad preso em São Paulo” gravando programas de TV.

A estratégia, disse Lula, teria afastado Haddad do povo, abrindo espaço para que Bolsonaro conquistasse as periferias do país –reduto tradicional do PT.

Aliados de João Doria (PSDB) admitem que o vídeo em que ele supostamente aparece em uma orgia pode ter impacto na reta final da eleição paulista, especialmente entre evangélicos. Líderes desse segmento telefonaram alarmados para a campanha.

NARCISA EM CENA – A socialite Narcisa Tamborindeguy tenta agendar uma visita a Jair Bolsonaro. Segundo aliados do candidato, ela disse que quer dar um abraço nele e levar amigos da Bélgica para conhecê-lo. A campanha ainda não respondeu à solicitação.

De acordo com o relato recebido por assessores de Bolsonaro, uma das pessoas que Narcisa quer apresentar ao candidato seria o representante de Alijan Ibragimov, um bilionário oligarca do Cazaquistão.

Em setembro, Narcisa divulgou vídeo declarando voto no candidato do PSL, mas depois, cobrada por seguidores LGBTQ, escreveu um comunicado dizendo que errou ao declarar apoio ao presidenciável e que só o fez porque ele havia sido alvo de um atentado.

7 thoughts on “Haddad faz novo apelo ao PDT e diz que apoio de Ciro Gomes seria decisivo

  1. Haddad não aprende mesmo.
    O irmão do Ciro já fez um pequno estrago na campanha dele.

    Agora imagine se Ciro baixar um santo pior que o que baixou no Cid.

    A vitória do Bolsonaro vai ser por 80% a 20%.

  2. Ciro queria ser o candidato de toda esquerda, não conseguiu. Perdeu e decretou seu rancor ao PT. Não adianta Haddad copiar os jargões do adversário. Se Lula mandar deitar, ele deita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *