Haddad vira alvo dos rivais em debate sobre corrupção e crise econômica

Fernando Haddad

Alvaro Dias chamou Haddad de representante do caos

Pedro Venceslau e Ricardo Galhardo
Estadão

Com a ausência de Jair Bolsonaro (PSL), o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, foi o alvo principal dos adversários durante o debate presidencial realizado na noite desta quinta-feira, 20, pela TV Aparecida, na cidade do interior paulista. Estreante num encontro entre os presidenciáveis, Haddad foi questionado sobre denúncias de corrupção envolvendo petistas e a crise econômica originada no governo da presidente cassada Dilma Rousseff.

Haddad assumiu a candidatura presidencial do PT somente no dia 11 deste mês, em substituição a Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato e barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme as mais recentes pesquisas, ele está em segundo lugar nas intenções de voto, atrás do líder Bolsonaro – o candidato do PSL permanece internado se recuperando de uma facada.

HADDAD X ALCKMIN – O debate desta quinta-feira, promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Santuário Nacional de Aparecida, também foi marcado pelo primeiro confronto direto entre Haddad e o tucano Geraldo Alckmin. O petista questionou Alckmin sobre sua posição em relação à reforma trabalhista e a emenda do Teto dos Gastos, aprovada no governo Michel Temer, com apoio do PSDB.

O ex-governador aproveitou a deixa para responsabilizar Dilma tanto pela crise econômica que gerou 13 milhões de desempregados quanto pelo fato de Temer ser o presidente. “Não precisaria a PEC do teto se não fosse o vale-tudo do PT que não tem limites para ganhar a eleição. São 13 milhões de desempregados, herança da Dilma e do PT. Quebraram o Brasil. O petrolão foi o maior escândalo do mundo”, disse Alckmin.

O petista respondeu que, se eleito, vai revogar a reforma trabalhista e o teto dos gastos e se defendeu citando mais uma vez a entrevista do ex-presidente do PSDB Tasso Jereissati ao Estado. “Quem se uniu ao Temer para trair a Dilma foi o PSDB. Ele que colocou o Temer com um programa totalmente contrário ao que foi aprovado nas urnas. Tasso Jereissati assumiu que o PSDB sabotou o governo desde a reeleição”, disse Haddad.

MEIRELLES E O PT – Henrique Meirelles (MDB), em outro momento, também afirmou que a crise “criada pelo governo da Dilma foi construída pela aplicação do programa do PT”. “Estamos vivendo o momento em que o Brasil saiu do fundo do poço, mas ainda tem milhões de desempregados.”

Haddad retrucou lembrando que o emedebista foi durante oito anos presidente do Banco Central no governo Lula. “Considero a ingratidão um dos maiores pecados da política.”

‘Você, Haddad, vem para essa campanha como representante do caos’, disse Alvaro Dias, na mais enfática censura ao candidato do PT, contudo, partiu do presidenciável do Podemos, Alvaro Dias. Em resposta a um questionamento do petista, Dias afirmou que o PT distribuiu a “pobreza para todos e a riqueza para alguns”. “Você, Haddad, vem para essa campanha como o porta-voz da tragédia, o representante do caos”, afirmou. “A família brasileira é vítima dessas desigualdades sociais.”

BOLSA FAMÍLIA – O petista respondeu a Alvaro Dias citando o Bolsa Família. “É um conjunto enorme de programas que foram geridos que fortaleceram a família e você parece desconhecer. Você fica no Senado, no seu gabinete, e parece desconhecer a realidade.”

Ciro Gomes, do PDT, tratou Haddad como “amigo”, mas reservou críticas ao partido adversário. Ao falar sobre reforma tributária, disse que o PT esteve no poder por 14 anos, mas não promoveu a reforma. “O grande pacto do PT com PSDB nunca permitiu mudar o sistema.” Haddad respondeu que Lula “fez uma das maiores reformas tributárias às avessas do País”.

O Ibope, em sua mais recente pesquisa, mediu as intenções de voto entre os católicos. Jair Bolsonaro lidera e, no dia 18, tinha 25%. Fernando Haddad estava com 21%, mas tinha 9% na pesquisa anterior. A transferência dos votos do ex-presidente Lula lhe deu 12 pontos entre os católicos. Ciro Gomes oscilou para cima, com 13% do eleitorado desta religião.

17 thoughts on “Haddad vira alvo dos rivais em debate sobre corrupção e crise econômica

  1. Os rivais do Haddad são os brasileiros esclarecidos e aqueles que desejam um país melhor para todos. A peste vermelha, semelhante à negra, foi combatida e vencida. Precisamos de agora em diabte ficarmos atentos às pulgas dos ratos petistas!

  2. Foi de fazer pena ou “DE DÁ DÓ”, o despreparo do PNEU DE ESTEPE DO LULA, na televisão. É ser muito capacho um candidato à presidência da República se subordinar às ordens de um bandido preso. O que se viu no debate, foi o cúmulo da dependência e da humilhação. Eis o que o BONECO DE VENTRÍLOQUO ouviu e engoliu em seco: ADDAD, VOCÊ É O CANDIDATO PORTA VOZ DA TRAGÉDIA PETRALHA… ADDAD, VOCÊ É O CANDIDATO REPRESENTANTE DO CAOS… ADDAD, VOCÊ É O CANDIDATO POSTE DO DISCURSO DA FICÇÃO E DA MENTIRA… ADDAD, VOCÊ É O CANDIDATO LANÇADO EM PORTA DE PENITENCIÁRIA… O candidato PAU-MANDADO lançado em porta de penitenciária fala do beato da seita medieval, presidiário em Curitiba, de forma ostensiva, arrogante e com elogios profundamente desonestos. QUE PENA!!!

  3. Por ser um cidadão sério, honesto, simples, educado e EXCELENTE GESTOR, Alckmin, também tem o seu lado crítico e por isso vem botando pegado no Capitão Fato Furado, chegando até a fazer uma grave constatação quando apelou para o cenário de caos, lembrando, inclusive, elogios de Bolsonaro a Hugo Chávez quando este chegou ao poder. Afirmou o tucano no horário eleitoral:

    “Talvez esse seja um dos momentos mais delicados da nossa democracia. O risco de o Brasil se tornar uma nova Venezuela é real, a partir dos extremismos que estão colocados nessa eleição”. E bateu no “extremismo de um deputado que já mostrou simpatia por ditadores, como Pinochet e Hugo Chávez, que já defendeu o uso da tortura, que acha normal que mulheres ganhem menos que os homens. Uma pessoa intolerante e pouco afeita ao diálogo; que, em quase 30 anos de Congresso, nunca presidiu uma comissão sequer. Nunca foi líder de nenhum dos nove partidos a que foi filiado. Um despreparado, que representa um salto no escuro”. NESSA, “XÁ DE XUXÚ” MATOU A PAU e MANDOU VÊ!!!

    De um lado, Alckmin bate impiedosamente no Capitão Homofóbico. Do outro, o PT e a marionete do Lula são esquartejados por Bolsonaro, que pode não ser o melhor fertilizante político que o Brasil precisa, mas no momento atual é o melhor pesticida que se apresenta para infernizar e erradicar da vida pública tanto o desastrado ex-prefeito de São Paulo, o PAU-MANDADO ADDAD, como a caterva petralha…

  4. Espero que Jair esteja bem protegido. Não precisamos de outro mártir igual o Neves.


    ¨Bolsonaro, que pode não ser o melhor fertilizante político que o Brasil precisa, mas no momento atual é o melhor pesticida que se apresenta para infernizar e erradicar da vida pública tanto o desastrado ex-prefeito de São Paulo, o PAU-MANDADO ADDAD, como a caterva petralha…¨…cara, muito bom!

  5. Estes 21% de católicos que declararam voto no poste do 51 devem ser daqueles católicos só de batismo, porque igreja é coisa que não frequentam. E os 13% que dizem votar no coronel cearense são ainda piores, votam num cara que diz que quer acabar com os valores cristãos, estes são loucos de pedra. Ou muito burros.

  6. Por falar em mulher, Meirelles prometeu substituir 30% dos conselhos das estatais imediatamente após sua posse.
    Diante dessa tremenda irresponsabilidade, receio agora pelo que ele ainda pode fazer como Ministro da Fazenda.

  7. Meu nome também é jorge. Mas ponho meu sobrenome pois o jorge que postou é um canalha petista que não assume o que escreve. Alvaro Dias falou a verdade para o novo poste do Luladrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *