“Haute Cuisine”, versão chique do Fome Zero, mostrou-se eficiente

wpid-wp-1439435138092.jpeg

Renan agora é mais importante do que Joaquim Levy

José Carlos Werneck

Renan Calheiros é o homem que manda na Política do País no presente momento. Parece que a “Haute Cuisine”, como está sendo chamada a série de jantares oferecidos pela presidente Dilma Rousseff aos membros do Legislativo e agora do Judiciário, está sendo considerada uma versão mais que eficiente do Programa Fome Zero e vem cooptando nomes importantes para o lado de Dilma nos últimos dias, numa desesperada tentativa gastronômiica para livrá-la do impeachment.

Essa rodada de encontros no Palácio da Alvorada teve como principal conquista trazer para o lado da presidente da República o presidente do Senado, Renan Calheiros, atualmente um dos nomes de maior importância na Coordenação Política do Governo.

O senador alagoano é um político veterano e, sobretudo habilíssimo, com noções de Direito, conhecimentos sólidos de questões regimentais e PHD em política de bastidores. Enfim, tudo o que a presidente Dilma precisa de um eficiente interlocutor, em momento tão grave como o que o País atravessa.

UMA BRIGA DURA

Mas o embate não vai se fácil. O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, não fica atrás. É homem inteligente. Domina com plena intimidade o Regimento da casa e mesmo seM formação jurídica acadêmica,não pode ser considerado um jejuno em Direito. Ao contrário, possui pleno conhecimento de Direito Constitucional, que é onde se encontra inserida a questão do impeachment.

E sobretudo, de bobo Eduardo Cunhanão tem nada! É um dos políticos mais atentos e vigilantes em tudo o que vem acontecendo hoje no cenário político e econômico do país.

Fica a pergunta: Quem vencerá?

4 thoughts on ““Haute Cuisine”, versão chique do Fome Zero, mostrou-se eficiente

  1. Bom artigo, quem vai vencer não sei, mas uma coisa eu sei, desde criança, tenho 62 anos, o povão continua perdendo. Quem discorda é só pegar um transporte coletivo quentão (sem ar condicionado) agora, 17:48 h, nas grandes cidades. Ou ir em um hospital público, ou SUS e olha que nem falei na Educação.

  2. Dilma lembrou de antigo ditado que diz que é pelo estômago que se pega os homens. Político que é do ramo não refuga jamais uma boca livre, ainda mais no palácio, onde a despensa e a adega são abastecidas por nós. Porém, comer à farta é uma coisa, segurar no rabo do foguete é outra.

  3. Igual a Dilma nunca vai existir.
    Renan Calheiros não é exemplo para nada.
    Os atores neste teatro político de Brasília e do congresso nacional estão apostando que a sociedade brasileira vai ficar sem mobilização. As pessoas somente irão se indignar mais e mais com estas manobras. O Eduardo Cunha sabe disso.
    Se no início de mandato já estamos encontrando todas estas mazelas deixadas pela Presidenta Sapiens e pelos esquerdopatas, imagina o que pode acontecer com o país e a sociedade brasileira na proporção que o tempo avance.
    Caminhamos para o Caos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *