“Havia na planície um passarinho, um pé de milho e uma mulher sentada…”

O quanto perco em luz conquisto em... Carlos Pena Filho.Paulo Peres
Poemas & Canções

                                                                                O advogado e poeta pernambucano Carlos Pena Filho (1929-1960), poeticamente, pinta um “Retrato Campestre”, através o visual de uma planície, onde estão um passarinho, uma mulher e um homem.

RETRATO CAMPESTRE
Carlos Pena Filho

Havia na planície um passarinho,
um pé de milho e uma mulher sentada.
E era só. Nenhum deles tinha nada
com o homem deitado no caminho.

O vento veio e pôs em desalinho
a cabeleira da mulher sentada
e despertou o homem lá na estrada
e fez canto nascer no passarinho.

O homem levantou-se e veio, olhando
a cabeleira da mulher voando
na calma da planície desolada.

Mas logo regressou ao seu caminho
deixando atrás um quieto passarinho,
um pé de milho e uma mulher sentada.

One thought on ““Havia na planície um passarinho, um pé de milho e uma mulher sentada…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *