Helio Fernandes esportivo: Bernardinho e o Rio, outra vitoria facílima

No primeiro jogo contra o Pinheiros, 3 a 0 para a Rio. Hoje, o segundo jogo, outro 3 a 0. Está na final, pode perder mas o adversário seja quem for, tem que “descer a biblioteca”.

VOLEI FUTURO FEMININO

Depois do acidente querem apressadamente marcar o jogo que não pôde ser realizado. Alem do trauma, do susto, do desgaste psicológico, existe o problema físico. Mesmo as jogadoras que estão bem, sentem as mãos e os braços, inchados, doendo. É preciso compreensão e respeito pelas jogadoras e pelos seres humanos. O vencedor disputará a finalíssima, em apenas uma partida, contra o time (seleção) do Bernardinho.

HELIO RUBENS DESESPERADO

Todo ano, os 4 primeiros colocados no campeonato brasileiro de basquete, jogam um torneio com os 4 primeiros da Argentina. Sempre interessante. O Franca, (da cidade onde nasceu e vive esse esporte) ganhava por 10 pontos.

No terceiro set de 10 minutos, em 6 minutos e 45 segundo, não marcou nenhum ponto. Nos outros 3 e 15, fez apenas 3. Não pode ganhar, claro. Os 10 a favor se transformaram em 19 contra.

FUTEBOL, FINAIS AMANHÃ

Em São Paulo, os 4 grandes (Santos, Corintians, Palmeiras e São Paulo), já classificados (e podiam não ser?) se divertem. No Rio, Flamengo, Fluminense e Vasco, “jogam”  amistosos. Só o Botafogo corre o risco de ficar de fora.

FÓRMULA 1 DA CHINA

Com total tranqüilidade, sem o menor esforço, Vettel estabeleceu mais uma pole. Colocou um segundo e meio na frente de Button e Hamilton. Quase não houve alteração.

Alonso foi o quinto, Massa o sexto. Mas a diferença entre eles foi de 26 decimos de segundo. Experimente calcular, com a mão, o que significa isso. Nem se pode chamar de tempo.

No momento, Vettel só perde por acidente de percurso, esta palavra muito bem aplicada.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *