Hélio Lopes diz ser um “soldado” de Bolsonaro à disposição para disputar Prefeitura do Rio

“Ele me chama de ‘Negão’, eu chamo de ‘Irmão'”, diz Hélio

Deu no O Globo

O deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ) falou, nesta semana, sobre a possibilidade de concorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro. Apelidado de “Hélio Negão” e apadrinhado pelo presidente Jair Bolsonaro, o parlamentar disse em entrevista à rádio Jovem Pan que está a disposição do presidente na corrida eleitoral municipal.

“Sou um soldado. Se ele achar que tenho que ser prefeito, eu vou cumprir a missão”, afirmou Hélio. O deputado, no entanto, completou sua fala dizendo que não tem intenções de disputar ao cargo de prefeito, já que foi eleito recentemente para a Câmara e que está “em fase de aprendizado”: “Mas acho que fui eleito para a Câmara, estou em fase de aprendizado e é muito importante que apareçam outros nomes”.

RACHA – Hélio também comentou sobre o racha dentro do partido, o que chamou de “uma luz no escuro”. “A crise no PSL foi como se fosse uma luz que chegou em um ambiente escuro. Clareou, estamos em fase de depuração e é isso aí que vocês estão vendo. Eu só tenho comigo que a gratidão não prescreve”, disse o deputado.

O deputado também falou sobre a amizade décadas que tem com Jair Bolsonaro. Para ele, a relação com o presidente é verdadeira e a narrativa de que ele é usado por Bolsonaro para não transparecer o rótulo de racismo é falsa.

“ESPONTÂNEO” – “O Bolsonaro não me escolheu. São 22 anos de amizade. Ele vai na minha casa, frequento a casa dele. Ele me chama de ‘Negão’, eu chamo de ‘Irmão’, é tudo espontâneo. Mas a verdade foi aparecer agora porque tentavam colocar nele o rótulo de racista, coisa que ele não é. Muita gente fala do que não tem conhecimento. Nossa amizade só fez transparecer aquilo que é real. Bolsonaro não é racista. Nem homofóbico”, defendeu.

Contrário às políticas afirmativas como as cotas raciais, Hélio Lopes argumentou que os mecanismos de meritocracia devem ter mais valor do que políticas de reparação histórica da escravidão: “Vivemos num Brasil da divisão de classes. Do preto contra o branco. Do rico contra o pobre. Aquela narrativa. Eu respeito a opinião de todo mundo, mas quero ter minha opinião respeitada. O negro tem que ter espaço pela competência. Sou negro e meu QI não é inferior ao de ninguém. Sou contra a cota, essa política de vitimização não pega em cima de mim”, concluiu.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
– O deputado pode negar as caneladas do seu amigo-irmão de forma até exagerada, mas continua sem argumentos diante do papel de figurante de segurança do presidente quase que diuturnamente, participando inclusive de eventos internacionais sem motivo algum que justifique a sua presença. Colocar isso na conta da “amizade” não cabe. Há trabalho a ser feito. (Marcelo Copelli)

8 thoughts on “Hélio Lopes diz ser um “soldado” de Bolsonaro à disposição para disputar Prefeitura do Rio

  1. Desfaçatez, escárnio, desrespeito. Não há adjetivos suficientes para a desclassificação dessa gente cuja única preocupação é se dar bem.
    Estamos chegando a mais um final de ano em que muita coisa aconteceu e, apesar das tentativas de engabelação do governo com o auxílio descarado de alguns setores da imprensa, o povo continua esperando as melhorias prometidas no passado, diferidas para os próximos anos.
    Em Brasília, o leite e o mel jorraram cumprindo a profecia de Dom Bosco. Só que foram parar nas despensas de alguns privilegiados, zelosos pela manutenção da ordem e do progresso da nação.
    Até quando iremos assistir inertes a esse banquetear-se de espertalhões indiferentes ao que sucede aos seus semelhantes? Quantos inaptos e ineptos ainda serão eleitos no Rio de Janeiro e noutras cidades deste país para que homens de bem (se é que restou algum) se encorajem, tomem à frente do destino de suas urbes e minimizem o calvário de seus habitantes, defenestrando os aventureiros descarados.

    • -Caro Vilas, não foram só leite e mel que jorraram na Praça dos Três Poderes (sem nem falar na Corte de Pernambuco).
      -Também teve vinho, champanhe e lagosta!

    • Belo texto, Sr. Vilas. Em poucas palavras seu comentário disse tudo o que eu e vários comentaristas da TI gostariam de dizer, à exceção dos fanáticos de extrema direita que parecem apoiar tudo o que está acontecendo em Brasília contra a imensa maioria do povo brasileiro.

      O impeachment de Trump foi ontem na Câmara dos Representantes (embora provavelmente não vá ser ratificado no Senado) já foi votado e aprovado ontem nos Estados Unidos, mas se o Senado não ratificar o impeachment, ainda assim, este já é uma pedra no caminho para Trump tentar a re-eleição. A maioria dos americanos, segundo as pesquisas é a favor do impeachment.

      Quem sabe, em Brasília, o leite e o mel venham a jorrar em breve, cumprindo a profecia de Dom Bosco com o impeachment de Jair Bolsonaro.

      Assim, esperemos que a profecia se cumpra ainda em 2020.

  2. “…papel de figurante de segurança do presidente quase que diuturnamente, participando inclusive de eventos internacionais sem motivo algum que justifique a sua presença.”

    -Ora, quem não visto ou falado, não é lembrado. E, dependendo da situação econômica do país no próximo ano, o Bolsonaro poderá ser um excelente cabo eleitoral.

  3. Depois da batida do MP do RJ no mega esquema de corrupção do clã bolsonaro, que inclui ate lavagem de dinheiro em loja de chocolate, o messias da intolerância na presidência vai precisar do ex-juiz para disparar chumbo grosso contra Witzel.

    http://bit.ly/35BvPpF

  4. Os esquerdopatas não conseguem ver em Bolsonaro aquilo que luiz inacio sempre tentou mas não conseguirá, ou seja, um homem público popular.
    A esquerda semprw tentou ter um Bolsonaro, daí produziu o catastrófico luiz inacio que além de apedeuta é ladrão e traidor, agora ex presidiário condendo em dois processos por corrupção e lavagem de dinheiro quenroubou do povo pobre a quem sempre enganou com suas mentiras que envergonham qualquer brasileiro.
    Não votei em Bolsonaro, mas já votei no ladrão luiz inacio a pedido de Brizola a quem traiu várias vezes, e Brizola demorou a entender que o safado além de burro é ladrão.
    Ainda bem que temos Bolsonaro em vez da praga Hadad que seria muito pior para o Brasil.
    Avante Bolsonaro pois combater o comunismo dignifica qualquer um.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *