Hesitações, insinuações, desinformações sobre a misteriosa guerrilha do Araguaia.

Jô – “Só para constar: a GQ é da editora do “amigão do rei” Mino Carta, provavelmente o ‘maior vigarista da inprensa chapa-branca” que o Brasil já conheceu. A preguiça e o compromisso de certos “jornalistas” com o partido enoja qualquer cidadão que não vive das tetas da viúva…”

Comentário de Helio Fernandes:
Nota zero em conhecimento. A revista é das editoras Condé Nast e Globo.

***

ORB – “Não conheço o repórter que escreveu a matéria, nem sei que revista é essa (de duas letras apenas), não me convenceram”.

Comentário de Helio Fernandes:
Desculpe, mas quando é que você será coerente? Não gosta de uma revista que só tem duas letras no título, mas você assina com três. Além do mais, se não conhece a revista ou o repórter, com espera ser respeitado, se dizendo não convencido?

***

A PRESENÇA INCRÍVEL DE PAULO SOLON

Pode ser que alguém tenha a coragem, o conhecimento e a sinceridade dele. Mais, é impossível. Ele sabe o que diz, não se interessa pelo que os outros pensam. Acredito que muitas vezes abre mão das próprias convicções, para estabelecer o debate e a controvérsia.

Se me dissessem, “Helio, você tem que usar apenas uma palavra sobre o Sólon”, eu não teria o menor problema. Diria P-A-R-A-B-E-N-S. Assim, sincopado, intercalado, separado.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *