Hoje tem sessão imperdível no Tribunal Superior Eleitoral

Gilmar Mendes Reino do FogoCarlos Newton

Espera-se que a TV Justiça transmita hoje a sensacional sessão do Tribunal Superior Eleitoral, a primeira depois que o procurador-geral da  Rodrigo Janot apresentou seu parecer tentando arquivar a investigação dos crimes eleitorais cometidos pelo PT na campanha eleitoral que elegeu Dilma Rousseff e seu vice Michel Temer.

O responsável pela prestação de contas chama-se Edson Antonio Edinho da Silva, que é seguidor de Lula e incorporou o apelido ao nome. Como prêmio pelos inestimáveis serviços prestados na campanha, ganhou uma licença remunerada para que se submetesse a um radical implante de cabelos e pudesse aparecer meses depois com novo visual, ao ser agraciado com um cargo de ministro.

Edinho Silva é o homem que sabia demais, igual ao filme de Hitchcock. Todas as homenagens são devidas a ele pelo partido, e cargo de ministro é até pouca coisa, digamos assim.

 APARÊNCIAS ENGANAM

Na aparência, o trabalho eleitoral de Edinho Silva parecia ter sido perfeito e chegou até a ser aceito pela Justiça Eleitoral, mas a aprovação foi com ressalvas, porque o relator, ministro Gilmar Mendes, percebeu que o exame dos auditores do TSE fora superficial e merecia ser refeito.

Agora, a situação está de tal modo que já se vê a hora de Edinho Silva se desesperar e arrancar os novos cabelos dos quais tanto se orgulha. O fato é que de nada adiantou a boa vontade de Rodrigo Janot, novo engavetador-geral da República, que gentilmente tentou forçar o arquivamento da ação criminal do PSDB contra a eleição de Dilma. O Tribunal Superior Eleitoral simplesmente desconheceu este arroubo de servilismo de Janot e vai tocar a ação para frente.

E a primeira decisão do TSE será unificar as quatro ações, que ficarão com o ministro Gilmar Mendes na relatoria, por ser do Supremo e ter preferência.

PEGOU MUITO MAL

Não importa o pense ou tente o engavetador-geral Janot, a investigação será retomada pelo Ministério Público de São Paulo, pela Polícia Federal e pela própria Procuradoria. Entre seus pares, que apoiaram sua recondução, pegou muito mal a decisão de atuar como advogado de Dilma Rousseff, ao invés de se comportar com a isenção que se espera de um procurador-geral da República.

Só falta agora Janot inocentar o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), para exibir in totum  (como dizem os advogados) o acordo celebrado por representantes dos três poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para garantir a impunidade da presidente Dilma Rousseff.

Hoje, o engavetador-geral Janot não vai comparecer ao TSE, onde será o prato do dila. Mesmo sem o principal coadjuvante, a sessão de hoje é aguardada com invulgar ansiedade. E se for adiada, não haverá problema, porque o show recomeça na quinta-feira e a gente não pode perder, não é mesmo?

11 thoughts on “Hoje tem sessão imperdível no Tribunal Superior Eleitoral

  1. Alem de ter chamado o bibelo Janot de moleque para baixo , o Gilmar Mendes abriu mais uma linha de investigacao , a da adiposa figura do Vargas…
    Bando de aloprados.

  2. Para que haja um mínimo de equidade no tratamento jornalístico dado aos diferentes candidatos, segue matéria de o “Globo” sobre irregularidades nas contas de campanha de Aécio Neves. Sobre essas o TT (Tucano de Toga), líder do PSDB no TSE, Ministro Gilmar Mendes não quer aprofundar as investigações. Isto sem falar no processo sobre o financiamento empresarial de campanha que ele retém ilegalmente, ilicitamente há mais de um ano. Gilmar Mendes xerife da moralidade pública é brincadeira, fala sério! Logo ele, que concedeu dois habeas corpus absurdos a Daniel Dantas.

    http://oglobo.globo.com/brasil/tse-encontra-15-falhas-na-prestacao-de-contas-da-campanha-de-aecio-17363869

  3. Carlos Newton, o que você tem a ver se o cara fez transpante capilar ou não. Atenha-se aos fatos, aja com isenção profissional se possível. Esta paracendo mais com os fofoqueiros da
    revista caras. Que dureza!

    • Assim você tira minha inspiração, Luiz Antônio. Eu estava pensando em fazer um concurso de perucas, ao qual concorreriam, entre outros, Eike Batista, Fernando Pimentel e Luiz Fux, mas agora vou desistir. É melhor continuar apenas com a Piada do Ano.

      CN

  4. “Só falta agora Janot inocentar o senador Renan Calheiros (PMDB-AL),…”

    Caro jornalista, o ministério público, não condena nem inocenta ninguém. Essa atribuição é
    privativa do poder judiciário. O ministério público, oferece ou não a denúncia.

  5. Newton gostei de ver usares de ironia. Já dizia Voltaire que a ironia tem têmpera divina. Quando usamos de ironia “o formigueiro se assanha”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *