Homenagem aos incansáveis procuradores federais da Lava Jato

Resultado de imagem para palestra de dallagnol

Dallagnol deixou tudo explicadinho, nos mínimos detalhes…

Percival Puggina

Mais importante do que conhecer é reconhecer. Sim, os fatos narrados na longa dissertação do procurador Deltan Dallagnol são ofensivos, são impróprios, são intoleráveis por toda consciência bem formada. Sim, foram duras aquelas palavras e podemos dizer como os discípulos a Jesus: “Quem as pode ouvir?”. Ora, se o cidadão comum se sente assim ao ver desvelada com crueza substantiva e adjetiva a ampla organização criminosa que saqueava o país, imagino o desconforto que as denúncias causam a quem vê exibida em público a face hedionda do objeto de sua devoção.

A entrevista ainda estava em curso e já começavam os protestos. “Essas coisas não são feitas assim!”, clamavam uns. “O Ministério Público foi longe demais!”, exaltavam-se outros. “A acusação deve simplesmente anunciar que encaminhou a denúncia e jamais produzir libelos públicos!”, professoravam certos escolados. Mesmo entre os que concordavam com a narrativa da acusação, havia quem reprovasse a contundência do discurso.

No entanto, quanta lógica na decisão que os procuradores da operação Lava Jato tomaram! E com quanta admiração ouvi e acolhi sua iniciativa!

O BOM COMBATE – Há mais de dois anos, pondo em risco a própria segurança, no torvelinho da maior investigação criminal da história do país, eles combatem os poderes das trevas que atuam no topo da nossa ordem política, econômica e judiciária. Contrariam interesses hegemônicos. Seus investigados têm, ao estalo dos dedos, todo o dinheiro de que possam necessitar para quanto lhes convenha e todas as facilidades para agir fora e acima da lei.

Não bastasse isso, Dallagnol e seus colegas enfrentam, também, o carisma de Lula, as milícias de João Pedro Stédile, Guilherme Boulos e Vagner Freitas, e o escudo protetor que a prerrogativa de foro proporciona aos principais indiciados da operação.

Eles ouviram centenas de testemunhas. Setenta indiciados relataram seus crimes e informaram o que sabiam. Empilharam dezenas de milhares de provas, relatórios e documentos. A repetição das fórmulas evidenciou rotinas consolidadas ao longo dos anos. Os crimes eram revelados e confessados pelos beneficiários, pelos autores e por seus operadores. Bilhões de reais estão sendo devolvidos e reavidos.

OS CORRUPTOS REAGEM – O Brasil que não é comprado com depósitos na Suíça nem com pratos rasos de lentilha, louva a ação da Lava Jato e aplaude Sérgio Moro. Mas sabemos todos e sabem ainda melhor os procuradores que, assim como na italiana operação Mãos Limpas, o Congresso Nacional pode aprovar projetos que já tramitam e tornam inócuas suas apurações e denúncias. Sabem que seus inimigos agem no entorno e no interior do STF, dentro e fora do governo.

Se o leitor entendeu, há de ter visto que estão aí, devidamente alinhadas, grossas fatias do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. E se entendeu completamente, reconhecerá o imenso serviço que aquela coletiva prestou à Nação, com sacrifício e risco pessoal dos procuradores federais.

Não sei o que acontecerá nos próximos dias, mas quis escrever este artigo antes de o sabermos.

21 thoughts on “Homenagem aos incansáveis procuradores federais da Lava Jato

  1. A “esquecidinha” passando a tesoura:

    “NOVA AGU MOSTRA AS GARRAS (O Antagonista)

    Brasil 23.09.16 14:30
    Grace Mendonça exonerou ontem Rodrigo Becker do cargo de procurador-geral da União.

    Becker foi o responsável pelo ajuizamento das ações de improbidade contra a OAS, a Queiroz Galvão e empresas consorciadas, com pedido de restituição de R$ 12 bilhões.

    As ações foram ajuizadas em maio na Justiça Federal do Paraná e provocaram o primeiro abalo na relação de Fabio Medina com Eliseu Padilha.”

  2. Isso mesmo TODOS !!!!

    para mim

    Procedimento antecede abertura de investigação. Cabe agora a Janot dar parecer sobre necessidade de inquérito. Temer foi acusado pelo ex-presidente da Transpetro de negociar propina para a campanha de Gabriel Chalita.O relator da Lava-Jato no Supr…

    dw.com – sexta-feira, 23 de setembro de 2016

    http://a.msn.com/r/2/BBwySUb?a=1&m=PT-BR

  3. Caro Puggina, assino em baixo de teu artigo, e dos demais comentaristas, a podridão nos 3 poderes, está sufocante.
    A isso chamam de republica democrática, chamo “Democradura”, “amaziamento” de Democracia com Ditadura,Rui Barbosa Tá pleno de razão, ter vergonha de ser honesto. Estou com Ele e não abro.
    Drª Carmen Lúcia, o povo espera ação de suas palavras, em moralizar o stf, para O Servir, e não aos corruptos, como até agora, pelos passos de cagado, põe em Pauta, os crimes de Renan e demais, lembre-se, como religiosa, as palavras de Jesus: A Cada um segundo suas obras e Pagarás até o último Ceitil, cujo Tribunal é a Consciência, que Deus, lhe ilumine e ajude. lembre-se dessa frase de Rui Barbosa: “A fome é má Conselheira”.

  4. Sr. Puggina.

    Ele é recordista em delações, um fenômeno, alguns delatores chegaram a dizer que ele é o mais chato para pedir propinas em seu nome e do Partideco da Honorabilidade Francesa.
    Outro delator disse que uma parte das propinas ia para o Nacional (Partido)., outra parte ia para São Paulo onde o Efeagacê desgoverna há 30 anos, e a outra parte ia direto para o bolso do Fenômeno Propineiro e também mineiro Efeagaécio Nevers.
    Tem outras delações em que os delatores entregam de bandeja as cabeças do Partideco da Honorabilidade, José Serra, Aloisio Nunes, Geraldo Alkimin, e o Mestre dos Mestres em Corrupção a famosa Rainha Dona Henriquetta Cardoso , inclusive um dos filhos está atolado do Panamá Papers.
    Também tem delações contra o PMDB, José Sarney, Jucá, Cunha, Gedel, e até o Presidente eleito pela Constituição Brasileira, MIchel Temer.
    Aguardamos os Incansáveis Promotores fazerem a Limpeza Geral…….

    PS. Será o que Juiz Moro pega a Quadrilha do Efeagace.???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *