Ibope mostra que indecisos, brancos e nulos continuam à frente na eleição

Resultado de imagem para indecisos charges

Charge Ivan Cabral (ivancabral.com.br)

Carlos Newton

A pesquisa espontânea feita pelo Ibope entre os dias 16 e 18 de setembro continua mostrando que a eleição ainda está sendo vencida pelos indecisos, brancos e nulos, que dão exatos 40% dos eleitores, além de outros 2% que preferem outros políticos que nem são candidatos, vejam como esta eleição tem toques de grande insanidade. O certo é que, quando o pesquisador indaga simplesmente em quem a pessoa vai votar, o resultado é muito diferente da pesquisa induzida, com a planilha indicando os candidatos.

Na pesquisa espontânea do Ibope, que somente foi divulgada nesta quarta-feira, Bolsonaro (PSL) vem na frente com 24%, seguido de Haddad (PT) com 11% e Lula, 8%. Depois estão Ciro Gomes (PDT), 6%; Geraldo Alckmin (PSDB), 3%; Marina Silva (Rede), 2%; Alvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo), com 1% cada. E o resto é silêncio, diria Érico Veríssimo.

COMEÇANDO – A pesquisa espontânea do Ibope (42%) bate com a da CNT/MDA, na margem de erro, com 45% dos eleitores ainda sem definição, entre indecisos, brancos e nulos.

A pesquisa Datafolha, divulgada no final da noite de ontem pelo Jornal da Globo, acaba de anunciar o resultado da intenção de voto espontânea, com 44% dos eleitores na soma de  indecisos, brancos e nulos. De fato, é impressionante este índice, mostrando a decepção do eleitor com relação à classe política, fato que explica o fenômeno Bolsonaro.

16 thoughts on “Ibope mostra que indecisos, brancos e nulos continuam à frente na eleição

  1. E todo mundo leva sua colinha na palma da mão para ajudar na digitação dos números.

    Os nomes e números dos candidatos não surgem espontaneamente na memória do eleitor apenas na hora da votação.

    Mas é certo que muitos indecisos vão decidir o voto apenas no caminho para o local da votação. Muitas vezes na saida de casa, pede uma cola a um amigo e lava no bolso.

    E nesse momento, o eleitor pensa: não vou perder meu voto. E acaba escolhendo o candidato com chances de chegar ao 2o turno.

  2. Os esquerdopatas estão desesperados. Vai acabar a boquinha deles. Indultado, cariocadaclara e os outros, vão ter de trabalhar…. É melhor JAIR se acostumando. Mito no 1° turno. Que deleite.

  3. A única unanimidade possível que vejo entre todas as opiniões que possam existir da extrema esquerda à extrema direita é bastante simples.

    Sejam como quiserem chamar os acontecimentos políticos dos últimos, vivemos um processo de radicalização sem volta e sem conciliação possível, em que qualquer governo, não importa se foi eleito ou imposto, não poderá ser considerado democrático.

    É isso mesmo que você leu.

    Seremos uma ditadura, seja pela utilização de instrumentos legais ou ainda a serem criados pela institucionalidade, ou simplesmente pela necessidade de intervenção militar.

    Não se trata aqui de discutir política partidária ou ideológica.

    Analisem a rejeição dos principais candidatos à Presidência da República, conforme divulgado em cada pesquisa.

    O primeiro turno da eleição já vai deflagrar uma onda de rejeição que apenas se agravará quando for definido o eleito.

    Lembrem-se que no primeiro turno define-se todo o Congresso Nacional e aí começam as negociações para o segundo turno.

    Portanto, imaginar que viveremos uma ditadura, seja lá como for, não é mais uma previsão, é uma certeza. Isso inclusive é um movimento que está acontecendo em toda a América Latina.

    Eu ainda não vi um artigo nesta Tribuna que explorasse um assunto que deveria ser uma preocupação real da sociedade, pois é algo que já caminha a passos largos para acontecer.

  4. Para complementar esse comentário, o Carlos Newton, ao qual parabenizo, mostra neste artigo o repúdio aos políticos e a política.

    Volto a pedir que algum artigo seja publicado sobre a certeza que tenho de um governo ditatorial que se faz muito claro na situação do país em que vivemos.

  5. Amigo Bendl, “porisso” (em homenagem a minha conterrânea), sou obrigado ao “voto útil”. Convenhamos, a esquerda já enterrou este país. Quem sabe “à direita” conserta? Não vou bater palmas para nenhum outro maluco (esquerdopata) dançar.O PT minou o próprio legado…13 anos? Chega dessa gente! Abraços!

  6. Cidadão Brasileiro e Francisco Bendl, parabéns pela análise e comentários, é disso que precisamos e, não das cansativas lamurias das vivandeiras que insistem em infestar diariamente esta T.I. Só o educado, paciente e incansável do NC para aguentá-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *