Ibope: rejeição já caiu 14 pontos e Lula é o candidato com maior potencial de votos

Resultado de imagem para lula 2018 charges

Charge do Simanca, reproduzida de A Tarde

José Roberto de Toledo e Daniel Bramatti
Estadão

Pesquisa inédita do Ibope mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a ser o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto. Pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam nele com certeza (30%) ou que poderiam votar (17%) se equivalem aos que não votariam de jeito nenhum (51%), considerada a margem de erro. Desde o impeachment de Dilma Rousseff, há um ano, a rejeição a Lula caiu 14 pontos.

A pesquisa foi feita antes de vir a público a lista do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), com as delações de executivos da Odebrecht que acusaram o ex-presidente de corrupção, junto com dezenas de outros políticos. Se a divulgação das denúncias prejudicou a imagem de Lula (e de outros denunciados), não houve tempo de isso ser captado pelo Ibope.

TUCANOS EM QUEDAOs três principais nomes do PSDB, por sua vez, viram seu potencial de voto diminuir ao longo do último ano e meio. Desde outubro de 2015, a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar no senador Aécio Neves (PSDB-MG) despencou de 41% para 22%. O potencial do senador José Serra (PSDB-SP) caiu de 32% para 25%, e o do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) foi de 29% para 22%. Os três tucanos aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente.

O Ibope testou pela primeira vez o potencial do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em uma eleição para presidente. Embora seja muito menos conhecido do que seus colegas de PSDB (44% de desconhecimento, contra 24% de Alckmin e 16% de Serra e Aécio), Doria já tem 24% de eleitores potenciais (metade votaria com certeza), ou seja, tanto quanto os outros tucanos, levando-se em conta a margem de erro. Mas sua vantagem é ter uma rejeição muito menor que a dos concorrentes dentro do partido: 32%.

MARINA SEM FORÇAAssim como os nomes tradicionais do PSDB, a ex-ministra Marina Silva (Rede) sofreu redução de potencial de voto e aumento da rejeição. Agora, um terço dos eleitores a indicam como possível opção – eram 39% há um ano.

Método. Entre os dias 7 e 11 de abril, o Ibope realizou 2.002 entrevistas face a face, em 143 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. As perguntas eleitorais fizeram parte da pesquisa que o instituto conduz mensalmente com questionário variável, o chamado BUS.

Na pesquisa de potencial de voto, o entrevistador apresenta um nome de cada vez e pede ao eleitor que escolha qual frase descreve melhor sua opinião sobre aquela pessoa: se votaria nela com certeza, se poderia votar, se não votaria de jeito nenhum, ou se não a conhece o suficiente para opinar. É diferente da intenção de voto. Se aplica especialmente quando falta muito tempo até a eleição e as candidaturas ainda estão incertas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG Em tradução simultânea, o fato é que o presidente Michel Temer, devido a sua extraordinária inabilidade político, já conseguiu ressuscitar Lula politicamente. Temer está enchendo a bolsa de Lula, é isso que as pesquisas estão mostrando. (C.N.)

29 thoughts on “Ibope: rejeição já caiu 14 pontos e Lula é o candidato com maior potencial de votos

  1. Quando alguém, com defeitos como possui Lula, começa a aparentar ser “melhor” – comparação entre Lula e Temer,, a tradução correta é que existe uma enorme INCAPACIDADE DE AVALIAR PESSOAS E SEUS ATOS por parte dos eleitores..
    Fica assim reafirmada a falta de qualidade, de sanidade, de responsabilidade, de ética e de conhecimento, de uma parcela considerável da sociedade brasileira.
    Solução? Se a maioria quer as coisas corretas, tem de derrotar Lula. Se for minoria, ou aguenta o tranco ou procura outras saídas.
    Fallavena

  2. Os economistas em geral apontam a política econômica aplicada durante os anos de governos petistas como responsáveis pela crise econômica brasileira atual – mesmo que esta crise tenha sido agravada pelo atual governo, apesar de todos os avanços que foram alcançados nos dois primeiros mandatos do ex-presidente Lula, como o Programa Minha Casa Minha Vida. O Brasil está superendividado, tanto o setor público quanto as famílias e as empresas, além de pagarmos os maiores juros do mundo – sequer temos capacidade para poupar. Se voltar ao poder, a única forma de retormar o crescimento econômico de acordo com os princípios petistas será através da expansão do crédito com mais endividamento para as famílias e empresas. A grande dúvida que se põe – e aqui não se trata de uma questão política – é se a sociedade tem capacidade financeira e os bancos disposição para conceder crédito, pois não há outra forma de fazer voltar a economia a crescer, já que os rendimento salariais estarão congelados nos próximos anos, bem como também os gastos públicos por medida constitucional já aprovada pelo Congresso, a PEC 55. Além do que com a terceirização do emprego avançando, haverá uma precarização do mercado de trabalho, com consequente queda na renda dos trabalhadores que forem terceirizados. Fica uma pergunta: como o PT fará para reativar a economia brasileira em um provável novo governo com tantos entraves, pois não existirão de forma alguma as condições do passado? É preciso desde já entender que toda a campanha presidencial do PT se fará em cima da retomada do crescimento econômico e da geração de empregos. Aguardo comentários.

    • 1º) A terceirização não vai precarizar nenhuma relação trabalhista, antes, vai facilitar o aquecimento do mercado de trabalho, diminuindo a informalidade;

      2º) Lula e o PT não estão nem um pouco preocupados com a retomada da economia, estão preocupados é com a retomada da máquina pública para garantir a impunidade da trupe e para dar continuidade ao seu projeto comunista de poder;

      3º) A economia não vai se recuperar com a simples facilitação do crédito. Isso porque o poder de endividamento – tanto das famílias (que consomem) quanto das empresas (que investem) – está comprometido. O tempo de endividamento médio das famílias com o sistema financeiro é de sete anos, e o das empresas cinco anos, segundo o BACEN.

      4º) A economia só se recuperará com a consolidação das reformas, incluindo a tributária (que segundo o governo virá no segundo semestre de 2017), dependendo, também, do investimento estrangeiro direto. Não temos poupança para alavancar investimento, dependemos do capital estrangeiro.

      5º) O mercado de trabalho só se recuperará nos próximos dez ou vinte anos, se, e somente se, as reformas se consolidarem, o aparelhamento estatal diminuir, e ocorrer o enxugamento da máquina pública de modo a diminuir concretamente a sua interferência na economia, seja pela eliminação das reservas de mercado, seja pela eliminação de subsídios que o governo dá a empresas apaniguadas distorcendo o equilíbrio da livre concorrência, seja diminuindo o excesso de liquidez (excesso de derramamento de dinheiro na economia) que provoca o aumento da inflação.

      • A única certeza q temos é que o povo sempre foi de esquerda na economia e de direita nos costumes. E tende assim a escolher um candidato alinhado. Além disso, todo candidato que for visto como aliado de Temer vai ser alvo de desconfiança do eleitor. Temer e sua trupe vão ser escorraçados pelo eleitor.

      • Tudo bem Wagner,

        Concordo com algumas colocações desse comentário sobre o meu comentário anterior, pois minhas opiniões se baseiam naquilo que leio diariamente na imprensa. Espero que a terceirização crie mais empregos no Brasil, pois há décadas fala-se da carga trabalhista sobre as empresas. Mas o que realmente me preocupa é a possibilidade do PT voltar ao poder, pois cometerá os mesmos erros que nos levaram a essa crise severa. Embora acho improvável que Lula consiga se eleger com 50% de rejeição. Não fico chateado com qualquer crítica aos meus comentários, porque o que mais admiro aqui nessa Tribuna são comentários que corrigem os eventuais erros cometidos e são sempre bem-vindos. Aguardo mais comentários com este. Um abraço!

  3. A meu ver, o SISTEMA que realmente controla o Poder ( Representantes do Alto Capital Nacional e Internacional, indiretamente também controladores das Medias de Massa, etc), por algum motivo não querem mais o hábil Político Presidente LULA na Presidência da República.

    Portanto, quanto mais sobe nas Pesquisas, é maior o risco do Presidente LULA, de alguma maneira, vir a ser INELEGÍVEL.

    Vamos esperar para ver.

  4. PT gastando com pesquisas “ENCOMENDADAS” o que roubou da nação.

    Se Lula for à padaria da esquina será linchado.

    Filho de Lula não se elegeu vereador no berço do petismo.

    LULA ACABOU.
    PT TAMBÉM.

  5. Pesquisa de opinião do Data Poder mostra claramente que Lula não consegue maioria dos votos (25% no máximo), empurra as eleições para o segundo turno, e pelo alto índice de rejeição (59%), é um forte candidato a derrota no segundo turno.

    A pesquisa mostra, também, que Jair Bolsonaro já aparece empatado tecnicamente com Lula.

    O resto é conversa fiada da mídia.

    http://www.poder360.com.br/pesquisas/joao-doria-vai-a-13-desidrata-bolsonaro-e-e-o-tucano-mais-forte-em-2018/

    • Empate técnico:

      Lula aparece com 24% das intenções de voto e Bolsonaro com 18% das intenções. Como o erro de estimativa admitido na pesquisa estatística de opinião é de 3%, o empate técnico é calculado da seguinte maneira:

      Lula: 24% (intenções de voto) – 3% (para menos) = 21%.

      Bolsonaro: 18% (intenções de voto + 3% (para mais) = 21%.

      Conclusão: Lula e Bolsonaro estão empatados tecnicamente na corrida eleitoral em 21% das intenções de voto.

      No segundo turno o possível candidato Lula vai penar, porque a sua rejeição é da maioria absoluta do eleitorado (59%).

      Tchau querido!

  6. O mais honesto é delatado semanalmente por diversos crimes e sua rejeição continua caindo. Legal. Isso eu chamo coerência dos institutos de pesquisas e/ou dos eleitores. Se continuar assim vai ser eleito papa no próximo conclave. Te cuida Francisco!

  7. Independente da observação de Newton ao final do artigo, acusando Temer como o melhor cabo eleitoral de Lula indiscutivelmente, a questão primordial é o povo optar por este criminoso!

    Afinal das contas, que tipo de gente o Brasil é composto?

    Idiotas, imbecis, palermas, desonestos, corruptos, alienados, irresponsáveis, patifes, canalhas …

    Como pode o cidadão que foi roubado e explorado pelo chefe da quadrilha petista, e esta mesma pessoa querer o retorno do causador da sua desgraça, representada pelo desemprego e recessão econômica?!

    Que instituiu a corrupção?!

    Que instalou ladrões no poder, a ponto de vários ministros petistas e tesoureiros da quadrilha estão presos?!

    Que condenou milhões à miséria?!

    Que é o responsável direto e único pela violência no país, que ceifa a vida de milhares de pessoas a cada ano?!

    Que povo é o brasileiro?!

    Certamente a decepção maior não é constatar a desonestidade dos Três Poderes (no Judiciário refiro-me ao STF), mas registrar a ignorância de um povo e também a sua maldade, quando escolhe uma pessoa abjeta e deletéria como presidente da República!

    Qual é a intenção do brasileiro com esta decisão, de eleger Lula, o ladrão?!

  8. O abonador de Temer na Vice-presidência da República sempre foi o ex-presidente.

    Temer afinal foi apoiado pelo ex sempre.

    A Real Política não aparece sequer nas memórias do Príncipe da Sociologia.

    E foi eleito com a ex.

    Os votos que elegeram aquela também elegeram este de plantão sempre a serviço do Rei.

    Quem pode manda…

    Triste realidade…

  9. Caro Jornalista,
    Caro Bendl,

    Isso já discutíamos por aqui, há uns DOIS ANOS ATRÁS:
    -Se, após o PT gastar com a festa, a Dilma deveria prosseguir no governo, convidar os sobreviventes para pagar a conta e ENTERRAR definitivamente a quadrilha ou se ela deveria sair do Planalto antes da conta ser cobrada e o país correr o risco do PT voltar ao poder em 2018.

    Como ela saiu antes, o risco do PT posar de bonzinho e voltar em 2018 é real. Ainda mais agora, quando o partido virou o defensor da Previdência…

  10. Perfeito, Francisco Vieira, perfeito!

    Dilma deveria ter concluído o seu mandato, e enterrar o pais de vez,

    Assim, impediria a candidatura de Lula ou de qualquer outro petita ao Planalto.

    Assim, com esta antecipação, o PT tem a seu favor o tempo para ser oposição às reformas absurdas propostas por Temer, e voltar ao jogo das eleições, desgraçadamente!

    Agora, vamos e venhamos, e se a queda de Dilma foi um plano do PT?!

    E se o impeachment da corrupta e desonesta Dilma não foi proposital, de modo que Lula possa voltar ao poder?!

    Um abraço, xará.
    Saúde e paz.

  11. Em 2002 dom lula teve a preferência de 34% do total de eleitores no 1° turno. Em 2006 foram 37%. O nordeste tem somente 27% dos eleitores.
    Quem acreditar nestas pesquisas feitas em uma esquina, estrategicamente escolhida, ou no celular “sorteado” pouco conhece de matemática.

  12. 1) Lula NÃO será candidato.
    2) Se for, vai para o segundo turno, MAS NÃO GANHA;
    3) Hoje, ele é o candidato dos sonhos da direita.

  13. Em um país onde a pratica da ética é virtude em vez dever , não causa qualquer espanto uma gama da sociedade ainda dizer que vota no bebum de rosemeri , um país onde a qualidade do ensino é o que é , isso por si só desvenda onde vamos chegar !

  14. Caros tribunários,
    Faço minhas as palavras de Rodrigo da Silva, editor do Spotniks, abaixo transcritas.
    O dono do Vox Populi é um cidadão chamado Marcos Coimbra.
    Se você não ligou o nome à pessoa, Marcos é colunista da Carta Capital, revista acusada na Lava Jato de receber mais de R$ 8 milhões da Odebrecht para favorecer Lula junto à opinião pública.
    Seu instituto foi alvo de busca e apreensão na sexta fase da Operação Acrônimo, acusado de intermediar repasses da empreiteira JHSF para a campanha do petista Fernando Pimentel ao governo de Minas.
    Também está no radar da Lava Jato, acusado de ter recebido clandestinamente R$ 10 milhões da Andrade Gutierrez S.A. para comprar “pesquisas” para a campanha de Dilma Rousseff.
    É esse cidadão – sociólogo, militante, historicamente comprometido com uma identidade político-partidária, dono de um “instituto de pesquisa” investigado pela Polícia Federal – que hoje utiliza sua empresa para divulgar uma “pesquisa eleitoral” que decreta a vitória de Lula em 2018 no primeiro turno.
    Sim, o mesmo Lula com 57% de rejeição nos demais intitutos de pesquisa.
    O mesmo Lula que há meros seis meses literalmente não conseguiu eleger nem o próprio filho vereador em São Bernardo do Campo.
    O mesmo Lula que na última eleição viu o seu partido perder seis de cada dez votos que recebeu na eleição anterior, angariando menos apoio ao redor do país que o PTB de Roberto Jefferson.
    A pesquisa foi amplamente difundida nessa manhã por sites como Brasil 247 e Rede Brasil Atual, ambos investigados pela Lava Jato.
    E o nome que se dá a isso, você já ouviu certamente outras vezes: manipulação de massa.
    A receita é simples, fácil de realizar. Cria-se uma “revista”, um “instituto de pesquisa” e “blogs independentes” que possam replicar o discurso oficial de um partido político, capaz de influenciar diretamente a construção argumentativa de seus militantes, que por sua vez repassam esse conteúdo adiante para seus amigos e familiares.
    E o discurso agora é: Lula preso será um golpe contra as eleições de 2018. “Imprensa”, “institutos de pesquisa” e “formadores de opinião” confirmam isso. Dureza, não?
    Sabe o pior? No país da malandragem, não falta otário para cair nesse esquema ponzi de falsificação da opinião pública.
    – Rodrigo da Silva, editor do Spotniks

  15. Caros tribunários,
    Convidem o Sr. Luiz Inácio (Lula) da Silva para percorrer toda a Av. Paulista e a Av. Rio Branco na cidade do Rio de Janeiro em um dia útil e certamente saberemos se os resultados dessas pesquisas são verdadeiros ou não.

  16. A sorte da turma incompetente de esquerda ( João Goulart, Lula-Dilma) é que a direita sofre de ejaculação precoce.
    Se tivessem deixado Jango completar o mandato do seu governo confuso, nas eleições de 1965 a turma de Jango teria tido um resultado pífio. Mas a direita fez o que fez, e Jango virou mito.
    Agora em 2016, TUDO DE NOVO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *