Imagem negativa do PT afastou Dilma do programa na TV

Pedro do Coutto

A presidente Dilma Rousseff – revela a repórter Andreia Sadi, Folha de São Paulo de segunda-feira – decidiu cancelar sua participação no programa organizado pelo PT, sob o motivo preponderante de não desejar, na fase atual, se vincular à imagem desgastada do Partido dos Trabalhadores, agravada com a prisão do ex-tesoureiro Joao Vacari Neto. O tempo que caberia à presidente da República foi ocupado pelo ex-presidente Lula, acrescenta a matéria.

Com isso, torna-se flagrante a divergência essencial entre Dilma Rousseff e a agremiação, com a primeira querendo distância da segunda. Para Andreia Sadi, figuras dos bastidores petistas interpretaram a decisão como uma tentativa da chefe do Executivo se descolar da legenda, ao mesmo tempo deslocando o relacionamento para segundo plano, um espaço mais distante do centro do poder.

Assessores da presidente, inclusive, disseram que a ausência é uma forma de blindar a presidente da República, preservando sua imagem, pessoal. Observaram também que, nesse instante, Dilma Rousseff somente deve aparecer em agendas positivas, como anúncios de execuções de obras e projetos federais. Sua reaparição pública precisa ser medida e analisada para não causar efeito contrário e agravar – reconhecem – a situação do governo em meio à crise econômica e política.

CAIXA DE SURPRESA

O afastamento entre Dilma Rousseff e o PTsempre pareceu impossível sob o ângulo político, mas agora, como se constata, transformou-se em, realidade. A política, ao mesmo tempo ciência e arte, reserva sempre uma caixa de surpresas aos que propõem a analisá-la. É indispensável traduzir constantemente seus episódios, seus lances, suas contradições, seus antagonismos. Como definia o saudoso Antônio Houaiss, tem que se distinguir entre o significado e o significante.

Este lance de choque entre Dilma e seu próprio partido, por exemplo, deve-se admitir o reflexo que poderá ter na votação do ajuste fiscal na Câmara dos Deputados, ampliando a divisão da legenda na hora de votar o projeto elaborado pelo ministro Joaquim Levy, um personagem cada vez mais enigmático da cena brasileira.

LEVY E OS GOVERNOS SUBNACIONAIS

O que são governos subnacionais? Francamente não sei o que sejam – mas a expressão foi usada pelo titular da Fazenda em entrevista a repórter Alessandra Duarte, O Globo, também edição de segunda-feira, sobre a passagem dos 15 anos da entrada em vigor da lei de Responsabilidade Fiscal. Avaliar os gastos públicos, disse ele, é o próximo passo do governo, como se alguma etapa já estivesse resolvida e não houvesse qualquer obstáculo pela frente.

Depois de abordar teoricamente a questão, Joaquim Levy afirmou exatamente o seguinte: “As principais sanções da LRF têm um caráter institucional e democrático muito forte. Por exemplo , quando ela proíbe o governo federal de fazer transferências voluntárias para governos subnacionais que estejam descumprindo as leis. A LRF força o gestor a fazer uma decisão ética, tornando-se responsável diante de seus eleitores. Além disso, penaliza os indivíduos, impedindo-os de continuar a exercer cargos públicos onde sua conduta poderia continuar causando prejuízos à população”.

Como se vê há necessidade de uma tradução para que a opinião pública entenda. Ou será que ele falou justamente para não ser entendido?

11 thoughts on “Imagem negativa do PT afastou Dilma do programa na TV

  1. A sigla PT acabou.Ontem jogaram a última pá de terra no caixão do PT, Lula, Dilma e companhia.
    Se manca Dilma.Pede pra sair. Faz um gesto de grandeza uma vezinha na tua vida, “muié” maléfica.

    • O Barba falou que vai andar pelo Brasil fazendo comícios e falando com o povo.
      Aos ouvintes paga 50 reais + pão com mortadela + tubaina a cada diária.

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. É sempre assim, quanto mais o PT é tido como bando, quadrilha, etc. mais ele mostra que é dos poucos que sabe o que quer e como fazê-lo.
    Esta desclassificação vem de longe, e até hoje o que se vê é o contrário.
    Espero que o PT continue crescendo principalmente em lideranças nacionais e subnacionais.
    Para quem não notou; pela vez primeira foi usada a palavra correta substituindo a palavra estados.
    O Brasil é UM ESTADO, subdividido por areas geograficas, que NÃO são estados. O Brasil foi descoberto na Bahia, a independência foi em São Paulo, já tivemos 3 capitais em cidades diferentes. Que negócio é esse de subdividir o Brasil em estados? Imitação dos Estados Unidos da América? Êles sim são um país constituídos de estados.

  3. Ontem, na propaganda política do PT, o nome da sigla só apareceu pela primeira vez na tela aos 3:25 m (pequeno e branco no fundo azul). E foi assim, aparecendo e sumindo rapidamente como se fosse uma notícia secundária.
    A estrela com a logomarca só foi vista no final a partir de 9:25 m quando o Santana imaginou que todo mundo já deveria estar na cozinha ou no banheiro.
    O partido se envergonha da sua marca.
    E da sua trajetória esquizofrênica.

  4. Bom, se para a Presidenta DILMA, e seus principais Assessores, a imagem do PT está tão feia assim, de ter que se descolar dela, então mais vale fazer como na Itália e na França e refundar o PT com outro nome, por exemplo, PON ( Partido OBREIRO Nacional), e começar tudo de novo.

    O grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO, “brinca” com a expressão usada pelo Ministro da Fazenda JOAQUIM LEVY, quando este fez o elogio da “Lei de Responsabilidade Fiscal”, que está completando 15 anos ontem, de “GOVERNOS SUBNACIONAIS”. Realmente, também acho que boa parte de nosso POVO não está acostumada com essa Palavra, que significa Governos Estaduais, Municipais, e em alguns casos Distritais.
    Lei Fiscal BOA que regulamenta as Arrecadações e Gastos dos Governos nos 3 níveis de Administração Pública, e que entre outras coisas fixa que: no máximo as Despesas com Pessoal não podem ultrapassar 50% no Governo Federal, e 60% nos Governos SubNacionais ( Estadual e Municipal).
    Realmente o Ministro da Fazenda JOAQUIM LEVY deveria ter sido mais explicito. Abrs.

  5. Para entes “subnacionais”, não se pode enviar grana, se estiverem em débito com as leis. Está certo. Leis devem ser cumpridas.Mas, para ditaduras estrangeiras, mesmo que seja necessário perdoar-lhes as dívidas, lá vai nossa granona. Eita, Joaquinzão, tome tento.

  6. PROGRAMA NOVO DE NOVAS IDEIAS.. Sem Dilma?

    A fala introdutória de Lula no programa do PT não foi das piores, isto porque o ex-presidente deixou de lado o ‘nunca antes na história deste país’ ao defender a manutenção de direitos trabalhistas conquistados na primeira metade do século passado embora também tenha evitado de tocar no nome do Presidente Getulio Vargas. Mas o mais impressionante foi a descolagem transmitida pelo programa petista em relação ao governo da presidente Dilma Rousseff, que não apareceu nem foi citada.

    Se tivesse procedido assim nos seus oito anos de mandato, antenado nos bons exemplos da história e deixando que o PT praticasse a mesma liberdade de manifestação em relação ao governo, certamente Lula teria feito gestões mais austeras e eficazes sobretudo em matéria de avanços econômicos e combate à impunidade. Cabe ressaltar que a atual presidente enfrenta mazelas de várias gestões passadas, incluindo a anterior (dela) somada às quatro do binômio FHLula (duas de cada).

    Quanto ao PT concordo que não se deva criminalizar a legenda, mas como anunciaram que os petistas que forem condenados serão expulsos bem podia a instituição começar com esses que já se encontram cumprindo penas. E para que ninguém pense que escrevo isto tentando depreciar o partido sugiro rápido acesso ao meu perfil ou mesmo na ilustração, quando será possível verificar como o que efetivamente me importa é focalizar questões importantes para a política nacional, em níveis mais elevados.

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1614720872077511&set=a.1382649428617991.1073741827.100006188403089&type=1&theater&notif_t=like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *