Impasse adia reunião da Executiva do PSDB para confirmar se dará apoio a Simone Tebet

Doria desiste de disputar eleições para Presidência

Doria venceu as prévias, mas foi traído pela cúpula do PSDB

Gerson Camarotti e Ricardo Abreu
G1 Brasília

Diante de novo impasse no ninho tucano, a reunião da Comissão Executiva Nacional do PSDB que estava marcada para acontecer nesta terça-feira (24) foi adiada. A expectativa era que, nessa reunião, a Executiva confirmasse o apoio ao nome da senadora Simone Tebet (MDB-MS) como pré-candidata a presidente da República.

Mas, diante da divisão entre os que defendem o apoio a Tebet e os que insistem em candidatura própria do PSDB, a Executiva decidiu ganhar tempo e alterou para 2 de junho a data da reunião.

REUNIÕES SEPARADAS – Na semana passada, os presidentes dos três partidos da chamada “terceira via” (MDB, PSDB e Cidadania) combinaram de fazer separadamente nesta terça reuniões das respectivas comissões executivas, a fim de sacramentar Tebet como a pré-candidata do grupo.

Para isso, era necessário uma definição do PSDB, que aconteceu nesta segunda, com o anúncio da desistência de João Doria, pré-candidato escolhido em novembro do ano passado nas prévias do partido. Mas nas últimas horas, um movimento por uma candidatura própria ganhou força, rachando mais uma vez o PSDB.

Nomes do partido voltaram a defender a candidatura do ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite, derrotado nas prévias, ou do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

CANDIDATURA PRÓPRIA – Esse movimento de candidatura própria tem sido defendido pelos ex-presidentes do PSDB Aécio Neves, José Aníbal e Pimenta da Veiga, além do ex-governador Marconi Perillo.

Oficialmente, o partido informou que, com a saída de Doria, equacionou o que precisava ser discutido com urgência. Mas, nos bastidores, tucanos ouvidos pelo Blog argumentam que, se mantida para esta terça-feira, a reunião iria explicitar um novo racha no partido, o que seria muito negativo.

As reuniões das executivas de MDB e Cidadania nesta terça foram mantidas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É uma tremenda canalhice. Fizeram prévias, Dória venceu, mas os tucanos não sossegaram até fazê-lo desistir. Agora essa ala dos ressentidos tenta emplacar Eduardo Leite, vencido nas prévias, ou Tasso Jereissati, que nem teve coragem de disputar. Em tradução simultânea, o PSDB já foi grande, mas agora precisa da muleta do Cidadania para se manter de pé. (C.N.)

10 thoughts on “Impasse adia reunião da Executiva do PSDB para confirmar se dará apoio a Simone Tebet

  1. Virou uma sigla de aluguel , como todas as outras , com exceção dos PT e PSOL Não nutro nenhuma simpatia por eles , mas , não há como negar ; são os únicos que ainda não se esfacelaram e conseguiram manter uma firme coesão interna. Porém , não rasguem as suas cartelas…

  2. O engraçado é que o PSDB se comporta como se fosse o favorito para vencer as eleições ao ponto de se dar ao luxo de ficar escolhendo, escolhendo, escolhendo… sem pressa nenhuma.

  3. Bela democracia, que não é levada a sério nem interna corporis, nem pelos donos do negócio, os donos dos partidos, da ditadura partidária e do monopólio eleitoral. Na verdade, verdadeira, o militarismo e o partidarismo, politiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, são os encostos das nossas vidas, que nos impuseram a maior carga tributária do Planeta, 5 meses de trabalho por ano apenas para pagar tributos, são nossos algozes e não mocinhos, e não fariam nenhuma falta se fossem todos, com as suas 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª… vias ordinárias, mandados pela Nova Via Extraordinária, a Revolução Pacífica do Leão, para a Tonga da Mironga do Kabuletê, com passagem só de ida. TODAVIA, quanto ao STUDIO I, aviso de antemão que sem a Maria Beltrão não vai rolar, vai ser a mesma coisa que o SBT-BRASIL sem a Rachel Sheherazade, a audiência foi por água abaixo, ficou parecendo domingo sem a tradicionalíssima macarronada da Mama, com o frango assado, a maionese e a farofa à moda da casa. https://g1.globo.com/globonews/estudio-i/video/natuza-sem-doria-ala-do-psdb-vai-insistir-em-eduardo-leite-10600498.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=gnews&utm_content=post&fbclid=IwAR2KnrY8ffrROy4Rwezq3NI2h9iss8wuAcHamfoxfDcew4lkX5KqjkpQkcw

  4. Se Dória fosse o candidato do PSDB, ganhando ou não as eleições seria no novo nome do partido, com direito a liderança.
    Isso não interessa as velhas raposas do PSDB que preferia o Eduardo Leite, que é mais flexível politicamente, mesmo que depois de perder às eleições tivesse que chorar pelo leite derramado.

  5. O PSDB não passa de um ninho de velhacos que muito se assemelham a políticos principiantes, que não sabem nada. Fora de São Paulo, Dória é um solene desconhecido e Leite, ninguém sabe quem é no resto do Brasil fora o Rio Grande do Sul. Uma terceira via de vergonha, com força eleitoral e disposição para a vitória, teria que ser feita com CIRO e TEBET. Isto é óbvio para qualquer um, menos para esses idiotas que vão sofrer uma fragorosa derrota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.