Impasse continua em Humait, onde os corpos no so encontrados e os ndios voltaro a cobrar pedgios

Trabalho dos militares que buscam pistas de desaparecidos

Da Agncia Cmara

AFrente Parlamentarem Defesa dos Povos Indgenas da Cmara dos Deputados no vai tomar a defesa de ndios da regio de Humait, no Amazonas, se for comprovada a responsabilidade deles no desaparecimento de trs moradores da cidade. A afirmao do presidente da frente, deputado Padre Ton (PT-RO).

Por outro lado, os ndios Tenharim negam qualquer envolvimento com o desaparecimento doprofessor Steff Pinheiro de Souza, o representante comercial Luciano Ferreira Freire e funcionrio da Eletrobrs Amazonas Energia Aldeney Ribeiro Salvador, que viajavam pela rodovia Transamaznica (BR 230), de Humait rumo a Apu, no Sul do Amazonas, trajeto cortado pela rea de reserva dos indgenas.

FUNAI ACUSADA

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuria, deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), disse que a Funai cmplice da situao e cobrou a investigao por parte do Governo Federal. A Funai subordinada ao Ministrio da Justia. Queremos que o ministro tome as providncias cabveis, que o prprio advogado-geral da Unio tome as providncias cabveis, declarou.

A Funai est mancomunada com os ndios que esto fazendo isso. uma meia dzia de ndios que esto se aproveitando da situao e fazendo acontecer o que est acontecendo, colocando em risco brancos e ndios tambm, disse Heinze.

Uma fora-tarefa da Polcia Federal faz buscas na regio. H poucos dias, foram encontrados restos de um carro incendiado prximo de uma aldeia Tenharim, que est sendo periciado.

O mediador apontado para o conflito, bispo dom Francisco Merkel, afirmou que as desavenas comearam em 2006, aps a instalao de pedgios cobrados pelos ndios na Transamaznica.

A Justia Federal determinou o envio de cpia do processo sobre a segurana dos ndios na reserva Tenharim Comisso Interamericana de Direitos Humanos para que o rgo internacional tome cincia dos fatos e analise se a postura do Estado brasileiro no caso est em sintonia com acordos internacionais.

MAIS DOIS PROMOTORES

O Corregedor Geral do Ministrio Pblico do Estado do Amazonas, procurador de Justia Jos Roque Nunes Marques, esteve no municpio de Humait, ao sul do Estado, para conversar com uma comisso que est empenhada em conter os conflitos que atingem a regio.

“Fizemos uma avaliao de todo o processo de conduo do caso e queremos, em primeiro lugar, tranquilizar a populao do municpio. Estamos ajudando na apurao do caso e a postos para atender a comunidade. Dois promotores esto sendo deslocados para Humait para tambm auxiliar no trabalho”, disse.

Alm do corregedor, o Comandante Geral do CMA, Gen. Eduardo Vilas Boas e representantes da 17 Brigada de Porto Velho, do 54 Batalho de Infantaria de Selva, da 12 Regio Militar, do CPE, do 4 Batalho de Polcia de Humait, e ainda representantes das Polcias Rodoviria e Federal, esto em busca de solues urgentes para os conflitos.

NDIOS QUEREM PEDGIO

Uma das questes mais polmicas a cobrana do pedgio. Os ndios insistem em continuar. Eles justificam a cobrana do pedgio com argumentos contundentes. Dizem que necessitam dessa renda para evitar que integrantes da tribo cedam ao trfico de entorpecentes e que o pedgio evita tambm que eles sejam obrigados a fazer o cultivo de plantas alucingenas.

Os Tenharim vo reabrir dia 1 de fevereiro os pedgios na Transamaznica. A cobrana ser feita apesar da ameaa de um novo ataque dos brancos que, no dia 26 de dezembro, atearam fogo aos postos instalados na rea indgena.

Os caciques prometeram estourar as pontes e isolar a reserva caso haja novo ataque dos brancos. Eles foram informados de que estaria sendo preparada uma nova ao para o prximo dia 14 de janeiro.

“O povo tenharim j decretou que o pedgio vai continuar, independente dos protestos de algumas pessoas. Demos um intervalo para no atrapalhar a fora-tarefa (que busca os desaparecidos)”, anunciou o cacique Aurlio Tenharim.

6 thoughts on “Impasse continua em Humait, onde os corpos no so encontrados e os ndios voltaro a cobrar pedgios

  1. “INDIOS” pregam que vo explodir as pontes ? !!! Vcs leram bem a fala dos prprios ?

    A onde ele arrumaram dinamites para tais aes de TERRORISMO ? Isso artefato de controle
    restrito das FORAS ARMADAS …portanto caso eles tenham dinamites ( e se a noticia for isenta),
    Ento nada mais resta a no ser ……………. fica cada um com sua prpria resposta.

    YAWHE SEJA LOUVADO…

    Carlos de Jesus -Salvador -Bahia

  2. Eu conheo as peas da Br 230 ali s tem vagabundo e os que trabalho so funcionrios pblicos, explodir ponte brincadeira pode acrescentar sequestro, assassinato, roubo e outros crimes, eles ficam o dia todo dormindo na rede e a gente que passa por l pagando pedgio ou ser que roubo, pois tomo o nosso dinheiro nos ameaam nas cancelas, procurem na internet para ver o que acontece com quem se recusa a pagar pedgio para os podres ndios do sul do Amazonas, nessas horas da vergonha de ser brasileiro.

  3. A Funai subordinada ao Ministrio da Justia.

    Eu sempre pensei que fosse o inverso! Assim sendo, se a Funai no faz nada, ou o ministro incompetente ou conivente e faz-se de sonso.

    Ou as duas coisas!

  4. ndios so aqueles que tem muito pouco ou nenhum contato com a civilizao,
    vivem da caa, da pesca e da coleta. ndios aculturados, que sabem ler, escrever,
    contar dinheiro, possui energia eltrica, televiso, computador etc, no so mais
    ndios, so cidados brasileiros. Todavia, merecem ajuda que lhes negada do governo para prosperarem e incorpora-los na sociedade.

  5. A FUNAI e um monte de polticos e agentes pblicos safados e pilantras esto por traz das mordomias dos ndios alienados, por isso q o ndios fazem o que querem, e a populao em geral tem que engolir tudo caladinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.