Imprensa internacional destaca a renúncia de Ricardo Teixeira

A imprensa mundial deu amplo destaque à renúncia de Ricardo Teixeira à presidência da CBF e do COL em seus sites. No site da ‘BBC’, um dos primeiros a veicular as denúncias de corrupção e compra de votos na Fifa envolvendo Ricardo Teixeira e João Havelange, destacou a notícia com o título “Brazil football chiefs steps down” (Chefe do futebol brasileiro deixa o cargo).

O site lembra que Teixeira havia se licenciado do cargo na semana passada por motivo de doença, sem especificar qual. E, que apesar da pressão por causa das acusações recentes, foi mantido no cargo em votação dos presidentes das federações.

A reportagem cita outras acusações, como lavagem de dinheiro e evasão de divisas, mas ressalta que Teixeira nunca foi condenado e sempre negou todas as denúncias.

O também inglês ‘The Guardian’ foi sucinto, apenas noticiou a saída de Teixeira por razões médicas e informou que o ex-governador de São Paulo José Maria Marin será o novo presidente de ambos os cargos: “Ricardo Teixeira resigns from Brazil FA and 2014 World Cup committee” (Ricardo Teixeira renuncia à CBF e ao COL-2014).

O jornal americano ‘Washington Post’ também noticiou a saída de Teixeira em seu site. A reportagem recordou que o dirigente havia se afastado ano passado por causa de problemas intestinais e o motivo alegado para a renúncia foi a saúde.

Ainda nos EUA, a reportagem do site da revista ‘Sports Illustrated’ destaca que ainda não está claro se Teixeira deixará também o comitê executivo da Fifa, do qual é membro desde 1994.

Na Espanha, o periódico ‘Marca’ publicou no site a notícia da renúncia do presidente da CBF e do COL (“Teixeira renuncia a la CBF después de 23 años”) destacando que Ricardo Teixeira sofria pressão da sociedade que, por meio das redes sociais, pedia sua saída. Acrescentou que a imprensa brasileira já vinha especulando sua retirada do cargo desde que denúncias recentes de corrupção vieram à tona e por causa do desgaste com o governo brasileiro referente à Copa de 2014.

Na seção do site chamada ‘Marca Américas’, destinada ao futebol sul-americano, o jornal espanhol destacou a declaração de Romário: ‘Teixeira era um câncer do futebol’.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *