Impressionante a derrocada da Delta, em função do escândalo de Cachoeira

Carlos Newton

As notícias não param, nunca se viu nada igual. Agora, os jornais informam que executivos da Delta estão na lista de pessoas ligadas  diretamente ao bicheiro Carlinhos Cachoeira. A relação foi elaborada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Monte Carlo e, das 102 pessoas citadas, nove integravam o quadro de pessoal da construtora no momento da investigação.

O Correio Braziliense, por exemplo, revela que a Polícia Federal considerou como contatos de Cachoeira, a partir da análise do conteúdo das conversas telefônicas, os seguintes suspeitos: Carlos Roberto Pacheco, vice-presidente da Delta até anteontem; Heraldo Puccini Neto, diretor da regional Sul e de São Paulo; e Cláudio Dias de Abreu, ex-diretor da empreiteira na Região Centro-Oeste. A relação traz ainda mais seis funcionários da Delta, que mantinham contatos frequentes com Cachoeira.

O Correio Braziliense mostrou no último dia 12 que a mesma lista relacionou 26 políticos, entre eles o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) e os deputados federais Leonardo Vilela (PSDB-GO) e Stepan  Nercessian (PPS-RJ). Há, ainda, evidências envolvendo a equipe do governador do Distrito Federal Agnelo  Queiroz, do PT.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *