Inacreditável: professora usava filho de dois meses para traficar drogas em Goiás

Milton Correa da Costa

Uma professora da rede municipal de ensino de Goiânia foi apresentada pela Polícia Civil, na manhã de sexta-feira, suspeita de integrar uma quadrilha que comanda um esquema de tráfico de drogas. De acordo com o delegado da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Alécio Moreira, a mulher utilizava o marido e o irmão para auxiliá-la nas vendas e, o filho dela de apenas dois meses, era usado para disfarçar a ação.

“O que mais nos surpreendeu durante a prisão da professora foi saber que ela utilizava o bebê para fazer a entrega da droga. A mulher e o marido saiam de casa com a criança para disfarçar o crime. Com o filho nos braços, a intenção era despistar a polícia”, afirma o delegado Moreira.

Além da educadora, durante a ação da Polícia Civil, mais cinco pessoas foram detidas e encaminhadas para a Denarc suspeitas de serem os comparsas dela. Segundo o delegado Alécio Moreira, as investigações foram intensas até identificar os integrantes do bando. “Depois de três meses, conseguimos chegar a um dos principais suspeitos do esquema, que provavelmente era comandado por um detento da Penitenciária Odenir Guimarães”, explica.

###
700 KG DE MACONHA

Em outras operações, a Polícia apreendeu 700 kg de maconha dentro de caminhonete, em Goiânia, e mais de 1 tonelada de maconha em Guapó. Com o grupo, a polícia encontrou 4 kg de pasta base, seis veículos, mais de R$ 2,6 mil em dinheiro, uma prensa utilizada para embalar entorpecentes, duas balanças, 18 munições, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38.

A polícia afirma que eles não vendiam drogas para usuários, somente para pequenos traficantes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *