Incluído na lista de Fachin, relator tenta levar adiante a reforma da Previdência

Imagem relacionada

Maia se tornou um dos maiores piadistas da Câmara

Deu no Estadão

O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), afirmou nesta terça-feira, dia 11, que a ideia de que serão necessários 49 anos de contribuição para a aposentadoria no Brasil é “um erro, antes de tudo, de leitura”. “Obviamente que, sem dúvida, está ensejando discussão”, reconheceu o relator, que está incluído na lista de Fachin. A ideia dos 49 anos ficou bastante comentada na população porque é o número necessário de anos para que o trabalhador tenha direito ao valor integral de aposentadoria.

A comunicação do governo tem sido classificada como falha pelos parlamentares, uma vez que é comuns pessoas acharem que precisam cumprir esse tempo todo para requerer o benefício, enquanto o tempo mínimo de contribuição é menor, de 25 anos.

MÁ-FÉ – O relator disse ainda que induzir a este pensamento é “má-fé”. “A idade de 49 anos é para atingir integralidade que hoje não existe no Brasil nem em nenhum lugar do planeta”, disse. Diante da insatisfação das bancadas com este ponto, o relator tem tentado, nos bastidores, negociar uma regra de cálculo mais favorável aos trabalhadores, que precise de menos anos de contribuição para a aposentadoria integral.

“Estou no processo de ouvir as bancadas”, disse Oliveira Maia. O relator afirmou ainda que tornará público seu parecer apenas na semana que vem, mas afirmou estar satisfeito com o resultado da reunião de hoje com o presidente Michel Temer e os líderes das bancadas da base na Câmara dos Deputados. “Esse foi o encontro em que mais se avançou”, disse.

TRANSIÇÃO – O presidente da Comissão Especial que analisa a reforma da Previdência, Carlos Marun (PMDB-MS), defendeu um patamar de 53 anos (mulheres) e 57 anos (homens) como ponto de partida da nova regra de transição da reforma da Previdência que está sendo negociada pelo governo.

“Eu defendo números próximos às atuais médias de aposentadoria de 53 (mulheres) e 57 (homens). Tem gente te que defende distância de cinco anos”, disse. Ele não informou qual será o tempo estabelecido para a transição até chegar a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres. Marun, no entanto, disse que não poderá ser um prazo muito curto. E rebateu a avaliação de que a proposta de regra de transição ficou muito complexa e difícil compreensão pela população. Para ele, está mais simples do que foi enviado ao Congresso na proposta original.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGSó pode ser Piada do Ano. Preparam um pacote de maldades contra os trabalhadores públicos e privados, mandam para o Congresso como se fosse uma obra santa, e depois alegam que não foram compreendidos. Pelo contrário, o objetivo da reforma foi muito bem entendido. É por isso que ninguém aceita. (C.N.)

16 thoughts on “Incluído na lista de Fachin, relator tenta levar adiante a reforma da Previdência

    • Ele está louco da vida porque os amiguinhos dele estão todos citados…..

      O Tio Gilmar (outro amigão dele) vai ter trabalho…..kkkkkkk

  1. E os revoltadinhos amestrados do MBL e Vem pra Rua vão cobrar o afastamento dos denunciados agora ?????

    Ou vão pedir Reforma da Previdência de novo?????

    kkkkkkkkkkkkkkk xD

  2. Li o texto do Reinaldo cujo o título é: O Pre-Candidato Janot Está Feliz: PSDB Parece Mais Culpado Que O PT

    Eu vi outro ângulo(outra interpretação) no artigo do Reinado.

    Acho que leram com os olhos do Simplício do Livro A LUNETA MÁGICA de Joaquim Manuel de Macedo.

  3. Primeiro que os envolvidos não tem a menor credibilidade, para propor qualquer coisa, sequer para pedir 1 real pra qualquer brasileiro. Segundo, a PEC está muito complicada e muito mais, mal explicada. Terceiro, os brasileiros não são mais trouxas como antes. Vocês politicos corruptos não tem mais autoridade e nem moral para pedir qualquer outro sã difícil ao povo. Não vamos aceitar mais nada de vocês!!!

  4. Com 14 milhões de desempregados, muitos a procura do 1º emprego, aposenta e afasta logo todos os trabalhadores públicos e privados maiores de 55 anos com mais de 30 de contribuição.

  5. “O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), afirmou nesta terça-feira, dia 11, que a ideia de que serão necessários 49 anos de contribuição para a aposentadoria no Brasil é “um erro, antes de tudo, de leitura.” É verdade nobre deputado, mas esse erro surgiu da parte dos senhores famosos piratas da nação, com o pirata mor no comando, querendo que o povo engolisse essa tremenda mentira para saquear o suado dinheiro do trabalhador. Em benefício dos banqueiros,dos fundos de pensão e dos políticos. O dia 28 de abril deve ser comemorado como o dia de caça aos piratas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *