Indicar Raquel Dodge para a Procuradoria foi uma escolha acertada de Temer

Resultado de imagem para raquel dodge

Raquel era adversária de Janot na Procuradoria

José Carlos Werneck

O presidente Michel Temer foi extremamente feliz ao indicar o nome da subprocuradora Raquel Dodge para a vaga aberta em decorrência do término do mandato de Rodrigo Janot,na Procuradoria-Geral da República. O presidente fez uma excelente escolha ao indicar um nome que reúne todas as qualificações necessárias para ocupar um dos cargos mais importantes do País.

Trata-se de uma procuradora que possui todos os predicados exigidos para o cargo, que já abrigou personalidades de alta envergadura, que além do notório saber jurídico e reputação ilibada, reuniam independência política, coragem pessoal, desapego a vaidades, além de vasta cultura geral, grande inteligência e erudição.

PONTO DE EQUILÍBRIO – A indicada tem todas essas qualidades, para desfazer quaisquer desgastes que a Procuradoria possa ter sofrido, nos últimos tempos. Na atual quadra de nossa história, em que o País, com pouquíssimas e honrosas exceções está carente de grandes nomes e abriga em seus quadros representantes medíocres e figuras, no mínimo exóticas, cabe à Procuradoria-Geral da República ser um ponto de equilíbrio para a salvaguarda das Instituições democráticas e garantia das liberdades tão arduamente conquistadas pelo povo brasileiro.

O Ministério Público Federal, ao longo de sua história, tem dado aos brasileiros, através de suas decisões, exemplos pujantes de respeito à Constituição e às liberdades individuais. Para manter este padrão de excelência, precisa sempre abrigar em seus quadros o melhor dos melhores, para que o nível de qualidade seja o mais elevado e que atenda às altas atribuições que a função requer.

Tudo isto o presidente Michel Temer parece ter levado em conta, quando escolheu o nome de Raquel Dodge para submeter ao Senado Federal, que vai aprová-la como nova procuradora-geral da República.

15 thoughts on “Indicar Raquel Dodge para a Procuradoria foi uma escolha acertada de Temer

  1. Não adianta ser bem preparada, espero que não se curve as mazelas do palácio do planalto, aí sim vamos ver se a escolha foi boa ou má, o Brasil é maior de tudo que está aí comandando o país.

  2. José Carlos Werneck, mesmo que tenhas carregado nas tintas elogiando com tanta enfase a procuradora Raquel, não dá para achar que é a melhor escolha. A melhor seria o primeiro colocado. Se a tradição tem levado em conta a nomeação do primeiro colocado, seria este o melhor indicação.A procuradora Raquel tem como maior “mérito” ser aadversária de Janot e gozar do querer de um punhado de corruptos. Para muitos deve ser uma boa escolha. E para a dignidade do povo brasileiros, será uma boa escolha? Qualquer pessoa por melhor que seja se for escolhida para qualquer cargo por uma chusma de criminosos, será vista com desconfiança. Eu ficaria mais satisfeito se fosse você o escolhido.

  3. “Para manter este padrão de excelência, precisa sempre abrigar em seus quadros o melhor dos melhores” -> Então, precisaria abrigar “a melhor dos melhores”, não ?

  4. Harvard na PGR, está mais para Hazard…

    “hazard: perigo; é qualquer agente que possa causar danos ou danos à vida, à saúde, à propriedade ou ao meio ambiente. Pode estar latente ou potencial, com apenas uma probabilidade teórica de danos. ”

    Duvido que Temer, figura que atende ao Mercado, tenha alguma coisa a ver com esta escolha, além do papel de marionete que apresenta a peça…

    Tempo de desconfiar do diabaquatro, ‘esses dos zói azú’ estão loucos pra dividir as capitanias em novos feudos…

    ‘Brazil’ : País das reprises de novelas…

    Fosse eu, botava pra correr junto com os malas…

  5. Raquel irá assumir a Procuradoria Geral da República com vários “carimbos” na testa.

    Um deles é seu currículo profissional adequado. Outro, é o de suas amizades, algumas, com notórias folhas corridas criminais e ainda impunes em razão do foro privilegiado.

    Seu comportamento no exercício do cargo irá demonstrar se será fiel ao seu currículo profissional defendendo as instituições ou se será serviçal submissa aos corruptos e a corrupção.

    Vamos aguardar…

  6. Uma perguntinha simples: e o senado não pode deixar de aprovar? É obrigado a aprovar?

    E que tal dizer-se que os senadores aprovarão para garantirem-se também?

    Quando as dúvidas recaem sobre os escolhidos, os cargos perdem o valor e a decência!

    Fallavena

    • Marcelo
      Interessante seu comentário. Confesso não possuir conhecimentos capazes de dirimir dúvida ou mesmo opinar com mais profundidade.
      Seria interesse, diante do que relataste, que alguém com conhecimento, um de nosso Tribunários, nos ajudasse a esclarecer o tema.
      Por vezes utilizam “a cultura vigente” para ultrapassar as leis.
      Recentemente, em contato com setor do MEC, consultei sobre legislações e forma como um determinado assunto tem sido encaminhado e, como resposta, me informaram que não tinha legislação alguma que autorizasse a agir como agem. Pensei, que raios de país é este que projetos/propostas, mesmo antes de serem aprovadas, são utilizadas e tudo fica assim, elas por elas!
      Ontem e hoje, assistindo sessões do STF, me veio a mente o fato que acima relatei.
      Vendo e ouvindo as manifestações dos ministros, dá vontade de “lacrar” aquelas portas e jogar as chaves fora! Verborragia a parte, são horas e horas de enrolações. Até mesmo eles, acabaram se enrolando nos próprios pensamentos. Se não encerrassem a sessão do dia 29/06, sofreriam múltiplos avcs.
      Acho interessante pedirmos ajuda aos universitários.
      Abraço e saúde.
      Fallavena

    • O PROPRIETÁRIO DO SITE JÁ CORRIGIU O “ERRO” E CITOU A FONTE.:

      “Otávio Sá Leitão
      2017-06-30 21:10
      pedimos desculpa e concertamos o erro”

  7. É melhor um ladrão conhecido no poder liberal do que o temor de não aceitar Temer e vier outro tipo de governo mais funcional e melhor distribuidor de riquezas! O liberalismo e o velho comunismo já eram! A decadência mundial é uma realidade o sistema terrestre não suporta mais a especulação e a má distribuição das riquezas. Isto não é opinião é constatação!Os mares estão poluídos as formas de energia não mudam,não há mais espaços conquistáveis, o oxigênio esta rarefeito e com muito dióxido de carbono.Isto entre outras infindáveis transformações que estão extinguindo diversas espécies inclusive o homem. Na realidade hoje o que precisa ser administrado não é o país e sim o planeta !.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *