Inqurito das rachadinhas de Flvio Bolsonaro enfim volta a andar na Justia do Rio

O senador Flvio Bolsonaro, durante evento no Palcio do Planalto Foto: Cristiano Mariz/Agncia O Globo/04-08-2021

Morosidade da Justia trabalha a favor do criminoso

Aguirre Talento
O Globo

A ao contra o senador Flvio Bolsonaro (Patriota-RJ) no caso das rachadinhas voltou a andar. O Tribunal de Justia do Rio de Janeiro (TJ-RJ) acolheu o pedido do Ministrio Pblico (MP) do Rio e autorizou o prosseguimento do processo, que estava parado h mais de seis meses. O parlamentar acusado de comandar um esquema de recolhimento de salrios de seu assessores poca em que era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O filho do presidente nega qualquer irregularidade.

Em uma deciso sigilosa proferida em 30 de junho, a desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo atendeu a manifestao do MP e determinou que os acusados sejam notificados para apresentar resposta acusao. Essas comunicaes foram expedidas na ltima tera-feira, 3.

PROVAS VLIDAS – Procurada, a defesa de Flvio Bolsonaro classificou a notificao de “precipitada” e disse que reclamar ao Superior Tribunal de Justia (STJ). Em fevereiro, a Quinta Turma do STJ anulou as quebras de sigilo bancrio e fiscal do senador efetuadas ao longo da investigao.

O atual subprocurador-geral de Justia de Assuntos Criminais, Roberto Moura Costa Soares, apresentou um pedido sigiloso no dia 31 de maio listando as provas do caso das rachadinhas que devem permanecer vlidas, aps a deciso do STJ. O subprocurador disse ao Tribunal de Justia do Rio que possvel dar prosseguimento ao porque existem evidncias que vo alm da quebra do sigilo.

Uma das provas citadas pelo MP um acordo de delao premiada assinado com a ex-assessora Luiza Souza Paes, que confessou o esquema das rachadinhas no gabinete. Seu depoimento foi revelado pelo GLOBO.

DELAES – “Seguindo essa linha de raciocnio, a mesma sorte merece o acordo de colaborao firmado entre o Ministrio Pblico e denunciada Luiza Souza Paes, (…) que contm provas absolutamente independentes da quebra do sigilo bancrio do fiscal dos investigados, fornecidas de forma espontnea pela colaboradora”, escreveu o subprocurador.

O MP solicitou a retirada de 16 provas da denncia apresentada Justia e que tiveram origem direta ou indiretamente em informaes obtidas a partir das quebras de sigilo, anuladas pelo STJ. Nesse material, esto, por exemplo, documentos sobre pagamentos de imveis do senador e da mensalidade escolar de suas filhas.

O restante das provas, argumentou o subprocurador, deve permanecer vlido porque foi obtido sem ter qualquer relao com as quebras de sigilos. Dentre os documentos que devem continuar no processo, de acordo com a avaliao do MP, esto os materiais obtidos nas duas operaes de busca e apreenso realizadas pelo MP do Rio, em dezembro de 2019 e junho de 2020.

MUITAS PROVAS – “Conclui-se, pois, que o pedido de afastamento do sigilo dos dados bancrios e fiscais dos investigados maculado pela nulidade foi apenas mais uma das linhas de investigao traadas pela equipe de Promotores de Justia responsveis pelo caso, razo pela qual todos os demais atos, diligncias e provas obtidas nos autos (…) necessitam constar da rvore deste e dos demais processos a ele correlatos”, escreveu o procurador.

Aps a desembargadora acolher a argumentao do Ministrio Pblico e determinar o prosseguimento da ao do caso das rachadinhas, os denunciados sero notificados para apresentarem resposta acusao. Depois disso, o TJ do Rio dever julgar se abre a ao penal ou se a rejeita. Caso o resultado seja a abertura, Flvio poderia se tornar ru.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Tudo isso muito bonito, mas no significa nada, porque a impunidade est garantida. Quando a ao chegar ao Supremo, Flvio Bolsonaro j dever estar mais velho do que Matusalm e ser inimputvel. Ah, Brasil… (C.N.)

8 thoughts on “Inqurito das rachadinhas de Flvio Bolsonaro enfim volta a andar na Justia do Rio

    • Justia justia em qualquer lugar, e.se no se acovardar vai pega Flvio, e muitos outros rachadeiros.

      A cobra demora mas fuma, e o bicho vai pegar para famlia Bolsonaro que fingem infisisfaradamente mas s enganam a si mesmos.

      Pensam que so malandros mas logo estaro nas mos da justia vemos que est cada vez mais perto.

      Est vencendo o prazo.

      Quem viver ver

  1. Quando a ao chegar ao Supremo, Flvio Bolsonaro j dever estar mais velho do que Matusalm e ser inimputvel. Ah, Brasil (C.N.)

    Segue o padro dos ladres, ops, errei, dos polticos brasileiros, nadam e surfam nas ondas da impunidade….

  2. Se for condenado com provas licitas , pode ter certeza , que no ter de quem nele votou qualquer cartaz de apoio .

    Quem tem ladro/politico de estimao so os esquerdozonhos !

    Roubou ? pau nele !!

  3. Nunca “vi” um Bosonarista que no fosse negacionista. Parece que os caras s percebem as coisas pelo binarismo: bom, ruim; esquerda,direita; preto,branco. Menos primarismo, meu.

  4. Deixo claro: votei nulo no 2 turno das ltimas eleies para presidente desta res pblica. S acho que esse negcio de rachadinha (que aqui pelas minhas plagas sinnimo de garotinha), vem do processo viciado que forma o legislativo (nos 3 nveis). Tem grana demais para contratar assessores, os quais alguns (3 ou 4) trabalham de verdade e no racham o salrio com o lobo contratante, enquanto os que s comparecem para assinar o ponto so as vtimas (?) da infame prtica, que generalizada em todos os nveis legislativos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.