Inqurito do “Gabinete do” dio incriminar Bolsonaro por atividades antidemocrticas

Bolsonaro desonrou as Foras Armadas em plena comemorao do Dia do Exrcito | Carlos Sousa

Diante do Forte Apache, Bolsonaro defende golpe militar

Deu em O Globo

O inqurito sigiloso aberto no Supremo em abril deste ano, sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes, para investigar o financiamento e a organizao de manifestaes antidemocrticas, prestigiadas pelo prprio presidente Jair Bolsonaro, torna cada vez mais cristalinas as ligaes dele e de seus filhos com a operao de propaganda para desestabilizar o regime pelas redes digitais.

Parte do inqurito, a que o jornal O Estado de S.Paulo teve acesso, confirma que o material que abastecia os canais de desinformao e propaganda tinha origem no prprio Palcio do Planalto, onde foi instalado um grupo que coordenava a rede de milicianos digitais, alcunhado gabinete do dio.

DIRETO DO PLANALTO – O grupo era chefiado por Tercio Arnaud Tomaz, assessor especial da Presidncia, indicado ao pai pelo vereador Carlos Bolsonaro, o Zero Dois. Tercio repassava rede vdeos do presidente.

Ouvidas mais de 30 pessoas pela PF, o inqurito fecha o cerco em torno do Planalto. Entre os depoimentos esto os de Carlos considerado o comandante do gabinete do dio, com mais de 40 citaes , do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o Zero Trs, e do coronel Mauro Barbosa Cid, ajudante de ordens de Bolsonaro. Cid admitiu ter sido mensageiro entre o presidente e o gabinete, reforando o elo de Bolsonaro com o esquema.

Citados noutros trechos do inqurito, a que O GLOBO teve acesso em setembro, chamaram a ateno da Procuradoria-Geral da Repblica para os ttulos do material produzido para a milcia digital na pregao por uma interveno militar. Quase sempre citam Bolsonaro.

CERCO A BOLSONARO – O presidente era o personagem central da trama, e as investigaes o aproximam tambm da operao do esquema, por meio dos filhos e at do ajudante de ordens. para onde o inqurito parece apontar.

Uma passagem que refora toda a linha de investigao o momento em que Bolsonaro, do alto de uma picape, chega para saudar uma manifestao antidemocrtica que transcorria sugestivamente na entrada do Quartel-General do Exrcito, o Forte Apache, em Braslia. Em discurso, num tom de pr-golpe, afirma que seus seguidores no deveriam negociar mais nada.

As investigaes detalham ainda como toda a conspirao tornou-se um grande negcio para os blogueiros aliados. Num perodo de dez meses, alguns chegaram a faturar R$ 100 mil por ms pelo crescimento dos acessos.

VIDA NOVA – Um dos donos de canais bolsonaristas no YouTube, Anderson Azevedo Rossi, mudou de vida. Deixou de ser um tcnico de informtica em Canela (RS), com salrio de R$ 3,5 mil, para faturar R$ 1,7 milho entre maro de 2019 e maio deste ano.

O Supremo e a PF, instituies de Estado, se mantm trabalhando em defesa das leis e da Constituio, sem depender das flutuaes inerentes poltica. O fato de o presidente da Repblica ter mudado de comportamento em junho, com a priso do amigo, parceiro e ex-PM Fabrcio Queiroz, no significa que os anos de 2019 e parte de 2020 tenham sido apagados para a Justia.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Uma anlise perfeita do andamento do inqurito, que tocado pelo ministro Alexandre de Moraes. Em traduo simultnea, a lama que atingir o presidente da Repblica to emporcalhada que fatalmente levar perda do mandato. s uma questo de tempo. (C.N.)

6 thoughts on “Inqurito do “Gabinete do” dio incriminar Bolsonaro por atividades antidemocrticas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.