Investigação do ex-juiz Moro pelo TCU ganha troféu “Piada do Ano” por antecipação

TCU determina que empresa divulgue quanto Moro ganhou | CNN Brasil

Agora, só falta acusar o ex-juiz Moro de fazer rachadinhas…

Carlos Newton

Da mesma forma como o fabuloso jogador Pelé foi eleito o Atleta do Século por antecipação, em 1980, vinte anos antes de passarmos para o século XXI, por haver a certeza de que, no mundo esportivo, não surgiria nenhum outro que se pudesse comparar a ele, agora acontece a mesma coisa com relação à Piada do Ano, o disputadíssimo troféu de imbecilidades, cobiçado no Brasil por governantes, políticos, empresários e destacadas personalidades civis e militares.

Antes mesmo da virada do ano, o troféu foi concedido por unanimidade e consenso geral ao procurador Lucas Furtado e ao ministro Bruno Dantas, do TCU, que abriram investigações sobre atos de corrupção que teriam sido cometidos pelo ex-juiz Sérgio Moro.

SOBRENOMES PERFEITOS – Fazendo jus ao sobrenome, o procurador Furtado roubou a cena, porque a ideia da piada foi exclusivamente dele, embora o ministro Dantas também tenha feito jus a seu sobrenome, ao se comportar igualmente “como uma anta”, como se diz desde os tempos saudosos da autoproclamada presidenta Dilma Rousseff, que fez por merecer o apelido de “presidanta”.

O procurador Furtado também não se furtou de antecipar explicações sobre seu proceder, em entrevista ao site Conjur em 23 de agosto de 2020. Disse ele, explicando seu modo de agir:

Me conferi esse papel de atuar como uma ponte entre a investigação efetuada pela imprensa e o TCU. Se há mérito ou demérito nessa minha atuação, atribuo isso à própria imprensa. Minha função é simplesmente levar essas demandas adiante para que não caiam no vazio como no passado. Não deixo cair. Investigo qualquer denúncia publicada pela imprensa desde que contenha o mínimo de elementos que justifiquem um procedimento no meu campo de atuação“, justificou-se

GRANDES PIADAS – Como se vê, o procurador Furtado faz uma piada atrás da outra. Esse papel de “fazer uma ponte entre a investigação efetuada pela imprensa e o TCU”, por exemplo, é uma anedota da melhor qualidade.

Demonstra que até mesmo no Judiciário ainda há quem acredite no que a imprensa divulga em seu noticiário político e econômico, que é sempre manipulado de um lado para o outro, de acordo com as conveniências dos donos dos chamados órgãos de comunicação.

A respeito dessa crença do procurador, Padre Quevedo diria, revoltadíssimo: “Isso non ecziste”. Aliás, aqui na Tribuna da Internet a gente acredita tanto na imprensa que criamos até uma “tradução simultânea”, para que as pessoas raciocinem com mais clareza sobre as notícias da política e da economia, para ver se há alguma intenção por trás daquelas palavras.

FURTADO ENTROU… – O procurador Furtado esqueceu de fazer a tradução simultânea e ficou roubado no lance, como dizem os locutores esportivos. A motivação da imprensa, ao denunciar Moro como “protetor” da recuperação da Odebrecht, mostra ser claramente política.

Se o juiz Moro tivesse absolvido a Odebrecht, a iniciativa do TCU até faria sentido, o ex-juiz estaria se beneficiando de decisão tomada antes. Mas aconteceu exatamente o contrário. Como magistrado, Moro atuou corajosamente para desbaratar o maior esquema de corrupção já implantado no mundo, e a Odebrecht era uma das empreiteiras beneficiadas. Estava tão envolvida na corrupção que chegou a criar e manter um “departamento” exclusivamente para administrar propinas a centenas de políticos.

Moro atuou para destruir tudo isso. E a pergunta que resta é a seguinte: Na Alvarez & Marsal, o que o ex-juiz poderia fazer para “ajudar” a Odebrecht? Nada, absolutamente nada. Aliás, a empreiteira continua quebrada, embora seus donos permaneçam bilionários, como é comum no Brasil, sem que procuradores, ministros e tribunais se preocupem com essas distorções.

DISSE MORO – Em sua defesa, Sérgio Moro disse algumas verdades nas redes sociais: “Trabalhei 23 anos na carreira pública. Lutei contra a corrupção neste país como ninguém jamais havia feito. Deixei o serviço público e trabalhei honestamente no setor privado para sustentar minha família. Nunca paguei ou recebi propina, fiz rachadinha ou comprei mansões”, publicou nas redes.

Esqueceu de dizer que jamais comprou imóveis em dinheiro vivo, nunca lavou dinheiro em loja de chocolate,  não levou parentes e amigos para passear em jatinho da FAB nem criou emprego altamente remunerado para uma amante e lhe deu um cartão corporativo, com direito a viajar 34 vezes ao exterior, clandestinamente e ganhando diárias em dólar…

Esqueceu também de dizer que não tem contas bancárias em paraísos fiscais, para obter lucro cada vez que a moeda brasileira cai de cotação, por imperícia do governo… Realmente, esqueceu muita coisa.

###
P.S.
Ao que parece, a campanha de Moro está incomodando, até porque ninguém chuta cachorro morto nem perde tempo tentando destruir candidatura que não tenha possibilidade de crescimento. (C.N.)

23 thoughts on “Investigação do ex-juiz Moro pelo TCU ganha troféu “Piada do Ano” por antecipação

  1. A batata do Moro está sendo preparada.
    Ele sabe que precisará do Foro Previlegiado.
    Lula aguarda o momento certo para lhe cobrar os 580 dias de cadeia.
    Conclusão: Moro será candidato ao Senado ou Câmara. Precisa ter certeza da imunidade….

    • Lá na Matrix, sería díficil o Dr.,Moro “pagar” a dívida com o Maior Bandido do Brasil, segundo o ACM (tem video falando).,
      O Judiciário da Matrix tinha lhe aplicado umas 3 perpetúas nas costas..
      Isso em Estados que não tem a Pena Capital., assim,Dr Moro estaria isento de pagar a divida com o ladrão petralha….

  2. A TI não cansa de passar vergonha. Vai insistir no Demóstenes Torres 2.0 até o naufrágio e após. Como o outro candidato perfeito, o Datena, já tirou o corpo fora…

    E duvido muito que Moro queira mesmo ser presidente. Pra que pegar um barco afundado que ninguém vai ter como consertar? Melhor ficar no bem bom da oposição posando de infalível, e ganhando salário de candidato, pra sempre. Quem está no poder nunca tem o benefício da inerrância.

    • Com “adversários” como este o Moro só tem a ganhar, os caras até parecem que estão dando tiros nos pés de propósito só para ajudar o Moro. Isto sem falar na campanha que o mito está fazendo contra ele mesmo. A monstruosa falta de empatia pela desgraça que está se abstendo sobre os baianos é outra coisa que cai como uma luva para o Moro.

  3. Aquela matéria que dizem que quanto mais se mexe, mais fede, é justamente o exemplo para que o lula jamais se atreva a cobrar na justiça o seu tempo de cadeia.
    Ele sabe muito bem o que aconteceu e como é se safou do pepino.
    Então vai deixar a tal “matéria” quietinha para não voltar a feder.
    O lula é semi alfabetizado, mas não é burro, só vai nas conveniências.

  4. Esse Sr. Ronaldo, que mete o bedelho em tudo, deveria ser enquadrado na Lei Maria da Penha, por escoucear com frequência esta velha senhora, a língua portuguesa. Agora criou um foro que não existe, o “previlegiado”

  5. Nunca paguei ou recebi propina, fiz rachadinha ou comprei mansões”, publicou nas redes.

    Comprei mansões..!!!

    Podemos citar o Big-AptMansão que vale 15 milhões de euros , localizado na Avenue Foch, Paris.
    Nem vou citar o valor da Adega-Comunista que tem vários ‘exemplares” de vinhos e champagne francesas, com valores incalculáveis….
    Aliás, Mansão adquirida com meu dinheiro..
    Fora, Fazendas Produtivas, Sítios, outro Big-Master-Apart-Mansão no Bairro de Higienópolis, na casa de mais de 10 milhões….

    Ufa….!! È muito dinheiro roubado do meu cofre público…..

    E relembrar é viver, da boca de um dos ladrões corruptos do esquema da Petrobrás “cantando” a jogada de Mestre de um Corruptão de Penas de Faisão…

    “A Braskem é um maiores escandalo criado no governo FHC.”””
    “Essas coisas não são investigados”….

    https://www.youtube.com/watch?v=WVzQQ5Bb82o

    • Lava Jato fingiu investigar FHC apenas para criar percepção pública de ‘imparcialidade’, mas Moro repreendeu: ‘Melindra alguém cujo apoio é importante’

      • Porque será que a TI não questiona essas coisas? Em disso, prefere escolher candidatos de estimação e se ofender quando eles são questionados. Como quando o Luciano Huck posou de futuro presidente apenas para tirar o time diante dos primeiros questionamentos acerca de seus negócios “perfeitamente legais”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *