Islamitas brasileiros repudiam o atentado ao Charlie Hebdo

Antonio Rocha

Na qualidade de membro da CCIR – Comissão de Combate à Intolerância Religiosa recebi o e-mail abaixo e divulgo neste prestigioso blog:

####

Em Nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso

O Centro Cultural Imam Hussein, representante da comunidade Muçulmana Xiita do Rio de Janeiro, vem por meio de sua Diretoria, expressar notória e publicamente seu repúdio às ações terroristas perpetradas na cidade de Paris, no último dia 7 de Janeiro, contra a sede da Revista Charlie Hebdo, vitimando fatalmente 12 pessoas.

Condenamos veementemente toda e qualquer forma de violência física e moral contra cidadãos em pleno exercício da democracia. A liberdade crítica, a convivência pacífica e a tolerância são valorizados pressupostos básicos e indispensáveis ao cotidiano islâmico, só assim a paz pode ser alcançada em toda sua plenitude.

Muitos e muitos anos se passaram até que a comunidade islâmica ao redor do globo pudesse gradativamente ser inserida nas sociedades que escolheram como pátria acolhedora. Os muçulmanos pacíficos e ordeiros que contribuem indelevelmente ao desenvolvimento sócio-econômico das sociedades nas quais se incluem, são terrivelmente afetados pelas ações hediondas e abomináveis de indivíduos e grupos isolados que perpetram o ódio e o terror entre a população sob a máscara de um suposto e falacioso discurso religioso. O Islam em sua essência, em seus princípios fundamentais, em sua etimologia e, principalmente, no exemplo de conduta do Profeta Muhammad (SAAW) e de sua família (Ahlul Bayt), deixou sempre evidente a cultura da paz, do respeito e da tolerância.

Nesse sentido, orquestramos com vigor nossos esforços, no intento máximo de condenar peremptoriamente o crime, não permitindo que seja cabível absolutamente nenhuma possibilidade de aceitação ou concessão de espaço para que algum discurso que não seja o de condenação e repúdio total seja admitido a essa ação hedionda.

Nossas sinceras e profundas condolências às famílias das 12 vítimas brutalmente assassinadas nesse episódio. Rogamos juntos para que Allah (SWT) alivie suas dores e lhes conceda forças para enfrentar a injustiça sofrida.

Respeitosamente,

Diretoria do Centro Cultural Imam Hussein.

Carlos Eduardo Meneses

مركز الامام الحسين الثقافي

 

3 thoughts on “Islamitas brasileiros repudiam o atentado ao Charlie Hebdo

  1. Vocês ficam com essa notinha de solidariedade ou de repúdio, tentando se proteger, mas, efetivamente, porque não condenam o discurso que diz que quem não é muçulmano é infiel? História. Nós tolerávamos vocês, mas está na hora de darmos um basta.

  2. Tudo bem, vocês repudiam, são uns santos, etc.. Mas o que fazem contra? O que já fizeram para evitar?

    Vou mandar meu filho lhe dar um chute no saco e depois eu peço desculpas por ele. Aí fica tudo bem, não é?

  3. Eu não tenho religião , mas no cristianismo, em um dos seus mandamentos está que matar é pecado.
    Na religião islamita há pregação contra a violência em seus cultos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *