Já se passaram quase dois dias e Lula ainda não respondeu a Gilmar Mendes.

Ilustração: Blog do Briguilinho

Carlos Newton

Está muito interessante essa polêmica entre o ex-presidente Lula e o ministro Gilmar Mendes, apimentada pela interferência do ministro aposentado Nelson Jobim, que é um mentiroso confesso e contumaz, não se pode acreditar mesmo nele.

O fato é que Mendes denunciou à Veja que Lula tentou pressioná-lo para atrasar o julgamento do processo do Mensalão, que agora só depende do ministro revisor Ricardo Lewandowski. Quando seu voto estiver pronto, o julgamento começa. E o revisor Lewandowski, amigo íntimo de Lula, diz que colocou toda a sua equipe no trabalho de preparar o voto, que será apresentado em junho. Esta é a situação. José Dirceu não dorme, os outros 37 réus não dormem, Lula não dorme, Lewandowski não dorme, e haja Lexotan…

Quanto ao affaire Lula-Mendes-Jobim, algumas verdades emergem e não podem ser contestadas.

1) Lula pediu a Jobim que marcasse um encontro dele com Mendes no escritório de advocacia. E Jobim atendeu.

2) Agora, Jobim vem a público mentindo desbragadamente, dizendo que está fazendo um trabalho com Mendes sobre a Constituição de 88, o ministro está sempre em seu escritório e houve uma coincidência: “O Lula fez uma visita para mim, o Gilmar estava lá”, disse Jobim ao Estadão. Simples assim.

3) Mas sabe-se, com certeza, que não houve coincidência alguma. O próprio Jobim disse ao repórter Jorge Bastos Moreno, de O Globo, que o encontro foi marcado com três dias de antecedência.

4) Ao Estadão, Jobim disse que esteve o tempo todo com os dois e em nenhum momento o assunto Mensalão foi tocado. Mas esqueceu deste detalhe e depois declarou a O Globo: “Quem tocou no assunto Mensalão fui eu, no meio da conversa, fazendo a seguinte pergunta: Vem cá, essa coisa do Mensalão vai ser votada quando?”

5) Além de armar o encontro Lula-Mendes, o servil Jobim ainda foi capaz de provocar o assunto.

6) Agora, a pergunta que não quer calar: Qual era o assunto que tanto interessava a Lula, a ponto de fazê-lo pedir o encontro com Mendes?

Portanto, Jobim é um supremo Pinóquio, ninguém pode acreditar nele. E como Gilmar Mendes já confirmou a Moreno ter dado as declarações à Veja, a bola agora está com Lula. Já se passaram quase dois dias depois que vazou a reportagem da Veja, e o ex-presidente ainda não disse nada. É estranho, no mínimo.

Vamos aguardar. Lula terá de dizer alguma coisa. Enquanto isso, la nave va…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *