Jair Bolsonaro ou Sérgio Moro, um dos dois está mentindo descaradamente

Resultado de imagem para bolsonaro e moro

Bolsonaro revela um compromisso que Moro diz que jamais houve

Ranier Bragon
Folha

Na ficção, Sergio Moro brilha em “O Mecanismo”, a versão romanceada da Lava Jato, cuja segunda temporada acaba de sair na Netflix. Na vida real, o ex-juiz protagoniza atualmente o episódio “O Compromisso”, não menos interessante. Jair Bolsonaro não poderia ter sido mais claro: disse ter firmado com Moro o compromisso de indicá-lo à primeira vaga que surgir no Supremo Tribunal Federal, a mais alta corte do país, provavelmente em 2020.

O ministro da Justiça também foi assertivo: sem nem pedir a tradicional vênia, desmentiu o chefe imediatamente, dizendo que não colocou nenhuma condição — como indicação ao STF — para abandonar 22 anos de toga e ingressar no governo.

POR QUÊ? – Façamos então a carinha do emoji com a mão no queixo e olhar intrigado. Quem está mentindo e, mais importante que isso, por quê?

Dificilmente alguém — que não os dois ou quem testemunhou a conversa — terá resposta. E viva a nova política, quando ou presidente ou seu ministro está mentindo descaradamente e cada um deles sabe exatamente quem é e por qual razão.

Bolsonaro levou para seu governo um auxiliar dito “indemissível”, hoje seu ministro mais bem avaliado. Que outra brilhante solução haveria, então, que não a de retirar do jogo um concorrente em 2022 despachando-o para debaixo de uma nova toga?

PERCALÇOS – Do ponto de vista de Moro, o ex-juiz vem passando por percalços no Congresso e tenta olimpicamente se desviar de temas que vão do Queirozgate aos infames decretos bangue-bangue. Parece ter assumido o Ministério do Não É Comigo.

Para sua carreira jurídico-política, não resta dúvida de que há dois horizontes: o STF ou a vaga de Bolsonaro. Logo, não seria de bom tom excluir de cara um desses cenários. Além do mais, a confirmação do “compromisso” mobilizaria por antecipação tropas contrárias e daria mais substância à percepção de que ele conduziu a Lava Jato com alguns objetivos políticos bem delineados.

Quem está mentindo? E por quê? Com a palavra, Bolsonaro e Moro.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG Excelente artigo de Ranier Bragon, Mas há uma terceira hipótese. Como se sabe, Bolsonaro se exprime muito mal. Poderia estar querendo dizer que “se sente” compromissado a convidar Moro para o Supremo, pelo fato de o juiz ter abandonado 22 anos de magistratura. Aliás, o porta-voz da Presidência, general Rêgo Barros, confirmou a versão de Moro. (C.N.)

30 thoughts on “Jair Bolsonaro ou Sérgio Moro, um dos dois está mentindo descaradamente

  1. E o Constantino?
    O Estadão tá certo: Veja quais são os carros dos astros de Game of Thrones.
    Nesse governo só tem mentirosos.
    Nos governos passados só havia verdade concreta.
    O premio e viagem para os Estados Unidos está esvaziado.
    O filho do Bolsonaro e os primos e toda árvore genealógica são todos ladrões.
    Os filhos do $talinácio são todos albae gallinae filius.
    Os espiritas acham que somos a pátria do Evangelho, eu acho que como está o andor somos a pátria dos iconoclastas bizantinos.
    Dos crucificados no Gólgota um foi perdoado o outro não, deveria ser o ancestral do capitão.
    Enfim essa merda toda está prenhe de Varões de Plutarco assessorados por vários Catões de Utica, o Marco Pórcio Catão.

  2. E segue a torcida contra o futuro do Brasil….
    “Somente” 15 milhoes de desempregados? Quem liga? Eu só Quero minha verbinha governamental de volta!!!!
    E seguimos todos ladeira abaixo…

    • Lamentável é perceber que a T.I. se coloca na trincheira impatriótica dando eco a veículos comprometidos com os agentes da corrupção, responsáveis pela agonia em que se contorce o país.

  3. É impressionante a capacidade de interpretar distorcendo as declarações, no caso, as do presidente e as do Moro.
    Isto tende a fofocas e futricas de pseudo jornalistas, que não têm notícias a divulgar, procurando mais formar a opinião pública do que informar. Tipo: esgoto folha, globo lixo, etcz

  4. este lixo de alcunha Foice de São Paulo é o pior dos tabloides comunistas que mentem e divulgam fofocas sem fim.
    Alardearam que houve cortes de 30% das verbas do MEC às universidades.
    Os cortes incidem apenas sobre 20% das despesas “discricionárias”. O corte foi de apenas 3,4%, quase um sexto dos 19,3% no governo Dilma (PT).

    E o pior, o eminente veículo T.I. dá espaço às mentiras deste veículo esquerdista.

  5. Esse “compromisso faccioso” foi firmado e batido o martelo: Moro mandaria Lula pro confinamento, e a contrapartida seria encaixar o magistrado de encomenda, em uma função áurea da República! Trato feito cumprido!

  6. Caro CN, o “infame decreto do bang-bang” seria motivo suficiente para jogar no lixo o texto do jornapetista, mas, quando o assunto é o governo Bolsonaro, a TI parece uma espécie de TC (tribuna da cadinha). Haja paciência.

  7. Lamento profundamente este papel que a mídia desempenha no momento com relação a Bolsonaro e Moro.

    Conduta típica de traidores, de entreguistas, apologistas do quanto pior, melhor.

    A imprensa tendenciosa, que simpatiza com a esquerda, extrema-esquerda, que se acha porta-voz contra a ditadura, mesmo que seus jornalistas sequer tivessem nascido naquela ápoca, tem plena consciência que, se Bolsonaro não fizer um bem governo, a sua sucessão estaria garantida pela candidatura de Moro como seu sucessor.

    Logo, como o desejo é o retorno do PT ao Planalto, verbas fartas para a mídia, jornalistas comprados para comentarem favoravelmente ao partido e Lula, a intenção é depreciar a imagem do célebre, honesto e competente ex-juiz federal!

    E quanto mais associam Moro a Bolsonaro através de notícias criminosas de um acordo entre ambos, que conduziria o ministro da Justiça ao STF, mais comentários são tecidos para desgastar este cidadão exemplar, pois Moro representa o oposto dessa cambada de traidores, o contrário de Lula e sua quadrilha, pois tem sido desta forma que estamos sendo administrados nas últimas décadas, à base de roubos, explorações e mentiras torpes!

  8. OK OK OK !!!! Vamos todos calar as nossas bocas e ouvirmos o que diz “Vossa Majestade” !

    MAS, quem está mandando neste país?????
    A esquerdalha maltrapilha?
    A direitalha paco-rabãnica???

    Só uma coisa é certa, estamos contra a maré!

    Direitalha ou esquerdalha, centro ou tapado religioso, do que precisamos? De dinheiro?
    Somente a UNIÃO de todos e a CIRCULAÇÃO do dinheiro estancado na mão de poucos e que irá tirar o Brasil do buraco.
    O resto é picuinha, recalque.

    Uma revolução GIGANTE acontecendo nos meios de produção, uma tecnologia IMENSA disponível, o potencial de EXCELÊNCIA enorme sendo perdido, porque uns tem milhões de vezes mais que outros….

    E a direitalha que não faz o seu papel?
    E a esquerdalha com dor de cotovelo do Pinel?

    Nada disso, é a falta de orientação, de consciência, que somos um só país, povo, sociedade, território.
    E, assim que o primeiro ri e faz desfeita disso, pronto, avançamos novamente pro buraco….

    O meio é o dinheiro?
    Sigam o dinheiro, distribuam o dinheiro, circulem o dinheiro.
    O inimigo é quem está retendo o dinheiro, não é a falta de dinheiro….

    Corte de gastos? O que se gasta com o Temer pra la e pra cá, isso sem contar o resgate da grana que roubou, mantêm umas 3 escolas por um ano….

    Recursos, dinheiro, união com propósitos firmes.

    Quem votou ” nisso que está aí “, sinto muito. Fudeu com o Brasil, mais uma vez. Ficar jogando a batata quente pro PT, que não entrasse no governo, pra começar…
    NÃO HÁ MITO, NÃO MINTAM !!!

    Imperativo aprender, NÃO HÁ MAJESTADE, somos nos, o povo que temos que tomar o papel de conquistar o que queremos como Uma Nação.

  9. Francisco Bendl, gaucho como eu, ouvi o Bolsonaro falar que tinha um acordo com Moro para nomeá-lo ministro do STF na próxima vaga. Será que era um sósia dele? Mas isso nem deveria ser surpresa. Qualquer um que saiba somar dois mais dois, teria que, pelo menos, desconfiar. Moro não é tão altruísta assim (e nem tão honesto). E, claro, isso é da natureza humana. Acho que até eu agiria da mesma forma, se tivesse essa oportunidade.

  10. Francisco Bendl, gaucho como eu, ouvi o Bolsonaro falar que tinha um acordo com Moro para nomeá-lo ministro do STF na próxima vaga. Será que era um sósia dele? Mas isso nem deveria ser surpresa. Qualquer um que saiba somar dois mais dois, teria que, pelo menos, desconfiar. Moro não é tão altruísta assim (e nem tão honesto). E, claro, isso é da natureza humana. Acho que até eu agiria da mesma forma, se tivesse essa oportunidade.

  11. Vidal, caro conterrâneo,

    Grato pelo comentário dirigido a mim, em princípio.

    Na condição de, eu e tu, termos nascido no RS, temos plena consciência que Moro vem sendo destratado, desrespeitado, agredido e ofendido pela esquerda, desde que sentenciou Lula à cadeia.

    Moro ficou sendo uma espécie de Judas, que deveria ser espancado diariamente pelo PT e aliados, pela audácia que teve de prender o principal chefe da quadrilha de petistas, o ladrão e genocida, Lula!

    Os opositores do ex-juiz jamais vão esquecer que o ex-presidente foi o primeiro eleito a ter sofrido condenação e prisão, e tal atitude JUSTA de Moro, enfrentará a ira da esquerda até o fim da sua vida.

    Dito isso, que Bolsonaro tenha prometido ao símbolo da coragem e justiça neste país – até então o Brasil desconhecia solenemente que mesmo as autoridades devem ser presas quando em flagrante crime contra o povo e nação -respeitosamente, conterrâneo, não vejo onde está a infração à moral e, menos ainda, que Moro tenha deixado de ser honesto.

    Moro não chantageou; não era do partido de Bolsonaro; não lhe fez campanha política; não foi jamais um defensor da candidatura do ex-capitão à presidência da República; não era parente do presidente eleito.

    Diferente de Fachin, ministro do STF, que era cabo eleitoral de Dilma, no Paraná; que hasteava e balançava a bandeira do PT; que pedia votos para a candidata de Lula, que foi posteriormente nomeado ministro do STF pela Dilma; diferente de Toffoli, advogado petista, e que esteve sob as ordens de Zé Dirceu; diferente de Marco Aurélio Mello, que foi nomeado ministro do Supremo pelo seu primo, Collor de Mello.

    Logo, se o convite foi feito e, lá pelas tantas, Moro aceitou quando chegasse a oportunidade da nomeação, lembro que o convidado deverá passar pela sabatina, no Senado, que pode ou não concordar com os desejos do presidente quanto à promessa feita ao seu preferido!

    Não acredito, mesmo assim, Vidal, que Moro tenha consentido em abandonar a sua brilhante carreira para usar o ministério para onde foi designado como trampolim para o STF.

    O ex-magistrado poderia simplesmente ter feito um acordo – ENTÃO SIM, ALGO COMBINADO SUB-REPTICIAMENTE -, que continuaria juiz, e quando sobrasse a vaga na Alta Corte, Bolsonaro o convidaria!

    Moro agiu às claras, à luz do dia e, certamente, deve ter se recordado de um dos Mandamentos Cívicos, de Coelho Neto:
    “Quem sussurra segredos é porque não pode falar alto e, as palavras cochichadas na treva são sempre rebuços de ideias que não se ousam manifestar ao sol”!

    Moro, a meu ver, dignifica este século no Brasil como a figura mais ilustre que temos, e originária do serviço público.
    Isento, imparcial, nobre, honrado, digno, honesto, trata-se de um juiz que sempre imaginamos como dever ser, que enaltece o Judiciário, e o torna alicerce, a base da construção de um país que deve confiar nas leis, pois estas serão exercidas contra quaisquer criminosos que ousem desobedecer nossos códigos e normas a respeito, no sentido de limitar e balizar nossas intenções e atitudes.

    Um grande e forte abraço, gaudério.
    Saúde, muita SAÚDE!

    • Excelente argumentação, caro Francisco Bendl. Além de tudo, convém lembrar que, desde a campanha eleitoral, Bolsonaro prometeu nomear o Dr Moro para o STF. Um compromisso de campanha.

  12. Caro Bendl, quando escrevi que Moro não era tão honesto assim, me referi, por exemplo, aos penduricalhos que como juiz recebia (por exemplo, o auxílio moradia, legal, mas imoral e que nunca abdicou). Quanto a ter condenado Lula, aceitando a tese do MPF, tudo bem. Acho mesmo que Lula sabia de tudo, embora o fato que o condenou não tenha sido muito explícito e o MPF e Moro tenham recorrido a coisas alheias ao nosso código penal para condená-lo. Mas que Lula merecia uma condenação, isso merecia. Mas Moro também atentou contra a Constituição, com vazamentos seletivos. Por isso tudo não o considero uma pessoa com todos esses atributos dados a ele por ti. Mas claro, cada um com sua opinião. Certamente é salutar a divergência. Crescemos com isso. Grande abraço gaudério, de um gaúcho de Uruguaiana.

  13. Bah, caro Vidal, de Uruguaiana!

    Certamente tu não eras nascido e eu já viajava para a tua encantadora cidade de trem Maria Fumaça, as locomotivas a carvão!
    Depois, o advento das máquinas a diesel.
    Mais tarde o Minuano e, na década de setenta, o trem Húngaro!

    Com o fim da estrada de chão, Alegrete/Uruguaiana, o ônibus abocanhou os passageiros do trem, pois mais rápido.

    Olha, uma satisfação enorme entrar em contato contigo.
    Anota o meu e-mail, e quando vieres para as bandas de cá, me avisa.

    chicobendl@gmail.com

    Forte abraço.
    Saúde!

    Chê, pela primeira vez que fui para Uruguaiana, 1.957, A BR-290 ERA SEM ASFALTO DESDE GUAÍBA!!!!

    Já imaginaste 640km de Porto Alegre em chão batido??!!

    Havia um hotel, na cidade, o Glória, que não sei se existe ainda.

    Boas lembranças, Vidal desta região da nossa fronteira, belas lembranças.

    • Legal, caro bendl.
      Também viajei de Maria fumaça, trem a diesel (como era mesmo o nome?), minuano e húngaro. Pena que acabaram e acho que foi um erro dos governos optarem pelo transporte rodoviário. O Gloria ainda existe. Mas os cine teatros não mais.
      Já moro em Porto Alegre há muitos anos, porém, de vez em quando volto aos pagos.
      Grande abraço e saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *