Janaína Paschoal está indecisa e Bolsonaro espera que ela aceite o convite

Resultado de imagem para janaina e bolsonaroJosé Carlos Werneck

Excelente matéria dos jornalistas Daniela Amorim, Constança Rezende e Leonêncio Nossa, publicada no jornal “O Estado de S. Paulo”, conta como o pronunciamento da advogada Janaína Paschoal, feito neste domingo na Convenção Nacional do PSL, irritou os aliados de Jair Bolsonaro e o “bate-papo” mantido entre ela e eles não foi nada agradável e elucidativo, como apregoado pelos “bolsonaristas fanáticos”.

A reportagem diz que Janaína Paschoal foi a segunda pessoa mais aplaudida ao chegar à Convenção Nacional do Partido Social Liberal, mas seu discurso desagradou a aliados de deputado e ao próprio Bolsonaro, que não escondeu a irritação quando ela falou que “as pessoas não precisavam seguir ele”.

INDECISA – A advogada disse que ainda não se decidiu se aceita o convite feito pelo deputado, que avalia haver 50% de chance dela aceitar ser vice, segundo O Globo. A indecisão demonstrada por Janaina Paschoal, a terceira opção do parlamentar fluminense para compor a chapa presidencial, segundo o texto do Estadão, reflete “o isolamento político e a dificuldade de Bolsonaro agregar apoio do mundo político à sua campanha.”

Janaína disse que “não é possível decidir (sobre ser vice) em dois dias. “Estamos dialogando”, afirmou.

A matéria conta que Janaína discursou aos partidários de Bolsonaro pedindo moderação e tolerância. Ela criticou a defesa de um pensamento único e defendeu que é necessário pensar na governabilidade. “Não se ganha a eleição com pensamento único. E não se governa uma nação com pensamento único”, disse Janaína. “A minha fidelidade não é ao deputado Jair Bolsonaro. A minha fidelidade é ao meu país”.

GOVERNABILIDADE – Segundo a advogada, é preciso pensar na campanha, mas também na governabilidade, caso saiam vitoriosos do pleito. “Enquanto procuramos pessoas que estejam dentro da totalidade do nosso pensamento, eles estão se unindo”, ressaltou.

Os jornalistas disseram que Janaína também abordou assuntos como drogas, aborto e religião. Recomendou aos presentes que não era necessário sair “falando para as pessoas acreditar em Deus”. A fala irritou alguns pastores evangélicos presentes ao ato.

A reportagem conta que, recebido sob gritos de “Mito!” e “Eu vim de graça!”, Jair Bolsonaro se emocionou com a recepção calorosa de seus partidários e chorou quando foi executado o hino brasileiro e se emocionou quando o senador Magno Malta, que também já teve o nome cotado para figurar como vice, discursou em apoio ao presidenciável.

MÃOS LIMPAS – “O que o Brasil quer e o que eu quero é um homem de mãos limpas, e você tem mãos limpas. E um homem cristão, você é cristão. O Brasil quer um homem que tem sangue no olho para enfrentar vagabundo”, disse Malta a Jair Bolsonaro.

Pelo que foi dito na reportagem do Estadão, podemos afirmar que o nosso editor Carlos Newton acertou em cheio, quando disse que “Janaína Paschoal agiu certo ao dizer verdades na convenção de Jair Bolsonaro”.

36 thoughts on “Janaína Paschoal está indecisa e Bolsonaro espera que ela aceite o convite

  1. Caros CN e Werneck … Bom dia!

    Já antes tenho escrito sobre a necessidade de Bolsonaro se distanciar de dezembro de 1968 … ficando em 1964, poderá ser aceito!!!

    Creio que a campanha se baseará sobre se houve ou não golpe kkk KKK kkk

    https://www.cartacapital.com.br/politica/temer-impeachment-ocorreu-porque-dilma-recusou-ponte-para-o-futuro

    https://veja.abril.com.br/brasil/juca-desautoriza-marun-e-fala-que-posicionamentos-dele-sao-pessoais/ com: “O presidente da legenda reforçou que os documentos “Ponte para o Futuro”, elaborado em 2015, e “Travessia Social”, de 2016, definem as bases de propostas do partido e, no período eleitoral, o pré-candidato à Presidência Henrique Meirelles é o porta-voz dos posicionamentos do MDB.”

    Houve até uma antecipação aqui na TI de como será a campanha … http://carlosnewton.com.br/estou-pronto-para-a-missao-diz-o-general-augusto-heleno-vice-de-bolsonaro/#comment-565118http://carlosnewton.com.br/estou-pronto-para-a-missao-diz-o-general-augusto-heleno-vice-de-bolsonaro/#comment-565331

    Um aperto de mão!!! kkk

  2. Penso que Janaína Paschoal ainda não se deu conta que o convite é para ser vice, não presidente. Como disse Olavo de Carvalho, com 7 segundos, não dará tempo de dizer “Eu sou Janaína Paschoal, votem em mim.” A opinião dela é importante, contribui e agrega, mas o candidato é Bolsonaro. É ele que definirá a pauta da campanha. Como diz o Romario, Janaína entrou no ônibus agora e já quer sentar na janela?

      • Exato, Mara! Colocar ela como vice é um convite ao impeachment ou até ao ativismo judicial, impedindo bolsonaro de assumir. Janaina não ataca a esquerda e sua agenda, só é contra o petismo.

        • Caros Mara e Alex, pode ser que vocês tenham razão com relação a esta questão do impeachment. A Janaína é jurista, não é política. O ideal seria ter o Luis Philippe de Orleans e Bragança como vice. Ele é cientista político e tem muito conhecimento nesta area. Não sei porque Bolsonaro ainda não ventilou esta possibilidade.

  3. Ela é um cavalo de troia.

    Espero que ela saia como deputada federal, então veremos a força política dela. No congresso ela poderá esquerdar a vontade, mas como vice não.

  4. # ACEITA JANAÍNA #
    # ACEITA JANAÍNA #
    # ACEITA JANAÍNA #

    Vamos precisar muito da sua experiência em redigir impeachments.

    Mas pense bem nas palavras que a senhora ouviu do Villa:

    ” Se fosse eu, nem teria ido lá ” .

    Quanto a sua bem intencionada declaração sobre evitar o pensamento único, perdoe -me … mas é muita ingenuidade. Porque isso depende da seara , ” a senhora está me entendendo ” ? Lembre-se da passagem bíblica sobre ” as pérolas”…

  5. A mente da maioria dos brasileiros é um excelente conversor de algarismos em números; e de fezes em adubos. Coisa de maria-vai-com-as-mídias mesmo!
    Povinho sem miolo e destituído de discernimento: se algum compatrício se destaca por algo que faz de extraordinário, nós, tupiniquins, só vamos reconhecê-lo como tal, depois que uma gringo analfabeto assim proclamar.
    Gentinha infame, a qual se torna fumante porque o garoto-propaganda do cigarro é um galã. Ah, as depravações proliferadas pelas novelas acabam sendo adotadas como padrão de compormento: atrizes e atores compõem uma plêiade nota 10. Quem não segui-los é cafona, arcaico, ultrapassado, cavernal. Até o bandido hediondo, postumamente, tem direito a um merecidíssimo hino de exaltação, sob o ritmo de funk. O bacana tinha milhares de seguidores, qualé meu?
    PS: se Bolsonaro pagar o Ibope para declarar que, com Janaína na vice, o percentual de aceitação da chapa cresce 8% acima do atual. Pronto! É só convocar Zé-Povinho para chancelar!

  6. Caro articulista,
    Com todo o respeito, não condiz com a verdade a matéria dos jornalistas Daniela Amorim, Constança Rezende e Leonêncio Nossa, publicada no jornal “O Estado de S. Paulo”, ao afirmar que a colega Janaína Paschoal, neste domingo na Convenção Nacional do PSL, no “bate-papo” mantido entre ela e os presentes, uma vez que a ilustre advogada e professora da USP não falou para a platéia ouvinte que “as pessoas não precisavam seguir ele”, pois acabo de ver e, sobretudo ouvir mais uma vez o vídeo em seus 19 minutos e 50 segundos e não constatei que a advogada Janaína Paschoal tenha feito essa afirmação que asseveram os referidos jornalistas.

  7. Mara, Alex Moura e Eliel, quanto a um possível impeachment de um possível governo Bolsonaro, o próprio já comentou a respeito e afirmou que se ocorrer não o será por corrupção do presidente.
    Me impressiona o medo que alguns têm da correção preferindo os tortos.

    • Marcos S, impeachment é um processo político, os motivos alegados pouco importa, o que vale é a votação do congresso. E isso não se confunde com golpe, se o processo seguiu o que consta na constituição, então foi legal, ainda que acusem por ter arrotado na mesa. Colocar uma vice de esquerda, mas que não é petista, é pedir sofrer um impachment. Janaina defende algumas pautas da esquerda: é contra a redução da idade penal, é a favor das cotas raciais e ainda simpatiza com o feminismo.

      • concluindo: o vice tem que ser alguém alinhado com a agenda e até mais radical, nas propostas dentro da mesma agenda, porque ai o esforço para retirar o presidente teria como resultado um vice com a mesma proposta; foi um esforço político que não daria resultado.

  8. -Na minha modesta opinião, seria melhor o Bolsonaro compor aliança com outro partido para ganhar mais tempo e visibilidade e deixar a Janaina como parte da base de apoio na câmara, já que a eleição dela como deputada seria muito provável.

    Abraços.

  9. Politicamente não confio na Janaína. Está parecendo um cavalo de troia. Observei umas entrevistas dela na JP, o qual se coloca acima de que realmente vale politicamente.

  10. Janaína é um caso típico do “sapateiro que quer ir além das sandálias”. Fez um bom serviço ao Brasil promovendo o impeachment, mas não é política. Daria uma boa Deputada, para adquirir experiência e demonstrar suas ideias ( que, aliás, parecem ser meio tucanóides).

  11. Cada um enxerga o que lhe convêm, pode ser a floresta a arvore os pássaros os animais ou só o coco dos animais.
    Temos de peneirar no minimo 3 vezes as opiniões dos especialistas.
    A ordem geral do universo, o pendulo vai ele volta, agora é a volta, melhor jair se acoscumando.

  12. Você e o Newton, deveriam catar coquinho……………., não disse verdade nenhuma , muito pelo contrário………….a sua utopia e imaginário é um viés de esquerda péssimo agora vai a opinião do nosso querido e mestre Olavo de Carvalho: Janaina Paschoal NÃO PODE ser vice-presidente nem de clube de futebol.

    A Janaina Paschoal é um clone do Arruinaldo Azevedo.

    Janaína “Estado Democrático de Direito” Paschoal foi aquela que vendeu (ou deu de graça) o movimento popular de 2015 aos tucanos. Agora quer fazer o mesmo com a candidatura Bolsonaro.

    Prezado capitão Bolsonaro: Ponha a Janaína para fora, explicando a ela que não é por nada pessoal, é só porque em sete segundos não dá tempo de dizer “Vote em Janaína Paschoal”.

    É uma estupidez acusar de traidor e agente infiltrado qualquer um que divirja um pouquinho de uma aliás inexistente ortodoxia direitista.
    Mas em certos casos a traição é tão evidente, tão vistosa, que para não enxergá-la é preciso furar os próprios olhos.

    O ÚNICO obstáculo que separa o Foro de São Paulo de um retorno triunfal ao poder chama-se Jair Bolsonaro. Janaínas e Aidemims sabem perfeitamente disso.

    O mote da campanha da Janaína só pode ser: “Por um Foro de São Paulo sem roubalheira”.

    No Brasil, uma “ordem democrática” neutra e superior a interesses partidários só existe como camuflagem de interesses tucanos.

    Tucaína Paschoal critica os que só queriam um impeachment para salvar o sistema em troca de uma cabeça presidencial, mas quem fez isso foi ELA MESMA. Exatamente como diagnostiquei na ocasião, a bicudagem foi só um ardil tucano. Ela sabe a quem serve, e certamente não é ao Brasil, nem à democracia, nem a nada que preste.

    Olavo de Carvalho

  13. a professora não vai querer ser mais uma vez uma das autoras do pedido de impeachment de outro presidente, uma vez só basta. Então o capitão do Exército precisa pensar bem, será que vale a pena ter uma vice com personalidade própria? Mulher inteligente é um perigo, tenho uma em casa.

  14. Espero que ela não aceite.
    Não confio nela e não acho que tenha perfil para governar, muito menos para ser governada, vai bater de frente na primeira vez que discordar do presidente.
    É esquerda demais para ajudar a mudar.

    • Cuidado, Teresa!!

      Vão te chamar de CUMUNISTA só porque vc falou mal da “Nova Estrela da Direita”, na expressão do Ricardo “Barriga” Noblat….

      kkkkkkkkkkkkk xD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *