Joaquim Barbosa admite que pensa em ser candidato, mas ainda não se decidiu

Resultado de imagem para joaquim barbosa candidato charges

Charge do Jeremias Castro (Arquivo Google)

Deu em O Tempo
(Agência Estado)

Apontado como possível candidato à Presidência da República em 2018, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa se reuniu na tarde desta segunda-feira, dia 11, com deputados federais do PSB para discutir o cenário político-eleitoral. O encontro aconteceu no escritório dele em São Paulo e contou com a presença de oito dos 33 integrantes da bancada na Câmara.

A reunião foi pedida pelos parlamentares, com aval do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. De acordo com relatos dos deputados, nas quase duas horas de conversa, Barbosa admitiu que cogita ser candidato a presidente e prometeu anunciar uma decisão até março do próximo ano, prazo final exigido pela legislação eleitoral para que ele se filie a um partido político para poder participar da disputa.

REFLEXÕES – “Ele (Barbosa) disse que ainda está refletindo sobre a candidatura. Ponderou que hoje está com uma vida estabilizada com a advocacia, palestras e aulas que dá”, contou o líder do PSB na Câmara, Júlio Delgado (MG), ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

O líder era um dos presentes no encontro. Segundo o deputado, a bancada reforçou o convite para o ex-ministro ser candidato pela sigla. “Ele não falou nem que sim, nem que não. Disse que está analisando o cenário”, afirmou.

Delgado ressaltou que o ex-ministro se mostrou atento ao cenário político e ao comportamento do PSB no Congresso Nacional. Barbosa teria questionado a opinião dos deputados sobre como será disputar eleições sem a doação empresarial, proibida pelo STF desde 2015. “Ele perguntou como será enfrentar candidatos de grandes oligarquias, com alto poder econômico. Dissemos que isso não era o principal desafio”, relatou o parlamentar.

À DISPOSIÇÃO – Nesse encontro, o ex-ministro ainda se colocou à disposição para novas conversas com os deputados. De acordo com o líder do PSB, Barbosa disse aos parlamentares que deve chegar a Brasília na próxima sexta-feira, 15, para passar as festas de fim de ano com a família e que estava aberto para conversar nesse período. “Ele não está desligado como muitos pensam. Ele está acompanhando tudo”, declarou Delgado.

A reportagem não conseguiu contato com Barbosa. O ex-ministro, que deixou o Supremo em 2014, vem travando conversas com integrantes do meio político há algum tempo. Recentemente, se encontrou no Rio de Janeiro com o apresentador de TV Luciano Huck, que já negou que será candidato a presidente em 2018. Barbosa também mantém diálogo com a Rede, da ex-ministra Marina Silva.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
Se decidir ser candidato e fizer coalizões para ganhar mais tempo na TV, Joaquim Barbosa será um dos favoritos nestas eleições, que não contarão com candidatura de Lula, os votos serão muito divididos. Praticamente todos têm chance de passar para o segundo turno. Vamos aguardar.  (C.N.)

35 thoughts on “Joaquim Barbosa admite que pensa em ser candidato, mas ainda não se decidiu

  1. No Brasil, o “Fodão” é o dinheiro, o resto são coadjuvantes. E a maldição de tudo está na escassez de dinheiro, inclusive entre casais, e não na cor da pele coisa nenhuma. Que eleições bandidas que nada, tá na hora e de passarmos este país à limpo de verdade, todos os poderes, e todos sabemos, até os paralelepípedos da rua da casa da vovó Joana sabem, que não se faz com eleições mais, isto sim, com Revolução Redentora, e a hora é agora, antes tarde do que nunca, basta de mais factoides 171. Chega dos me$mo$. Fora todo$. Democracia Direta Já, pois só assim Joaquins, Brittos, Moros e afins terão condições de ser eleitos na moral, sem precisar virar bandido, ou comer nas mãos de bandidos para chegarem lá. O resto é coisa de desinformados, inocentes úteis, ou cúmplices do $istema político podre.

  2. Nunca passaremos a república 171 dos me$mo$ à limpo, se continuarmos entrando de gaiato do navio furado dos factoides da ora, tipo ” o primeiro operário presidente”, ” a primeira mulher presidente”, ” o primeiro afrodescendente presidente”, ” o primeiro índio presidente” (aliás, índio já tem um na presidência, do Senado, truta da Odebrecht), ” o primeiro espanhol presidente”…, e por aí vai até o infinito, bom para os marqueteiros e as claques dos me$mo$ mas não muda nada de verdade e mantém intocável o $istema político podre e a plutocracia putrefata dos me$mo$, imposta pelo dito cujo.

    • É o $istema, por mais que forcem a barra. A lei tem que ser igual para todos, nem os juízes possam se colocar acima dela, embora no TSE, com o Gilmar Temer por lá tudo é possível.

    • O Brasil tem bandidos em todos os tribunais e os superiores são os piores. Para um bandido como o Lulla sempre vai haver um ministro bandido para apoiá-lo.

  3. Bom dia.
    Não votaria neste senhor. Não por ser de cor, longe disso. Mas primeiro por manter conversa com PSB… Esse partido é um fake do PT e em Brasília onde desgoverna, tem ferrado com todo mundo, seja servidor, seja estudante, trabalhador ou paciente em hospital (incompetencia absoluta=RR) e o partido é mais desse mesmo.
    Segundo, pra um cara que “abandonou” o STF por dores nas costas vai quentar ser presidente?
    Terceiro nunca foi político…Será que se acostumará ou conseguirá fazer alguma coisa?
    Quarto Também tenho receio, como afirmou alguém acima, que votem por ser negro ou ex-juiz, isso pra mim não quer dizer nada.
    Quinto não concordo(ai é pessoal) com muitas das ponderações e opiniões dele.
    E também não acho que ganha, pois os únicos atributos que tem, dentro desse nosso sistema, armado pra ferrar o cidadão, são muito poucos pra realmente querer mudar o Brasil.
    Mas qualquer um que seja, menos os 9 dedos, deve tentar fazer alguma coisa, ou não.

    • Não voto nele porque foi covarde e fugiu da luta dando posse a mais um ministro petista. A história dele não tem nada de heroísmo e sim de pura covardia ou apenas alinhamento com os bandidos.

    • 1.Todos os anos o Estado de Minas Gerais realiza uma ” designação” que é uma forma de preencher interinamente os cargos para garantir o funcionamento das escolas estaduais – conforme o artigo 10 da Lei 10254/1990.
      2. A Lei 100 do governo do Estado de MG efetivou aproximadamente 98.000 funcionários designados anualmente. Hávia funcionários já com direito à aposentadoria, os direitos foram preservados para estes.
      3. Vem o STF, sob a presidência do Barbosão e derruba a Lei 100, declarando inconstitucional todas as efetivações feitas pela Lei 100. Aproximadamente, 98.000 professores (entre eles uma filha) e outros funcionários da Educação demitidos, desempregados
      Por que não determinou uma terceirização, ou um concurso interno?
      Afinal, são pessoas que tinham experiência de muitos anos de magistério!

      Não vejo diferença entre uma pessoa que não fez concurso e exerce a funçao de professor e outro que também nem fez concurso e trabalha no gabinete de deputados e senadores – entra ano e sai ano.
      O então Ministro Joaquim Barbosa tinha autoridade para oferecer uma alternativa para os funcionários da Lei 100. Afinal foram aproximadamente, 98.000 que ficaram desempregados.
      Achei-o desumano demais e por isto não teria o meu apoio.

  4. Boa tarde.

    Para ser presidente do Brasil tem que possuir perfil Getúlio Vargas – MACHO- homem sem medos de grupinhos, ainda mais de um poderio econômico.
    Joaquim Barbosa este não é seu perfil.

    • Me parece que tem que ser por aí, tem que ser uma pessoa que não tenha o rabo preso com instituição nenhuma e que não tenha medo de bater de frente contra tudo e todos que estão errados, chamar o país às falas e responsabilidades, mostrar a todos que chegou de fato a hora de passar essa joça de república à limpo, e que todos tem que colaborar de forma desprendida, principalmente o bem aquinhoados de todos os setores.

  5. Agora o Ministro Dr. JOAQUIM BARBOSA está sentindo na carne a diferença entre ser Ministro da Suprema Corte de Justiça, e entrar na disputa Política, entrar num Partido Político, arranjar Dinheiro, muito Dinheiro para enfrentar as Despesas de Campanha, “negociar Alianças Políticas” com outros Partidos, sofrer Processos de todo lado ( TSE) de parte da Oposição, etc, apresentar um bom Plano de Governo, enfim, fazer tudo isso e muito mais, saindo de todo o processo Vitorioso e de MÃOS LIMPAS.

    De Mãos Limpas tenho certeza de que sairá, mas Vitorioso, NUNCA.

        • Revolução Redentora, só precisa pedir permissão a Deus, e tratorar o resto, digo, a imundice que escraviza a população em vão. O negócio é partir pra cima da podridão, com o projeto novo e alternativo de política e de nação, e seja o que Deus quiser. As Revoluções estão para a depuração da sociedade assim como as geadas e as queimadas estão para a eliminação das ervas daninhas nos campos.

  6. Boa tarde.

    Sabe de uma coisa, a verdade, a minha verdade. Na hora que a população precisa de seus votos você medrou de grupinhos, agora quer ser o quê?
    Presidente do Brasil!!!
    Vai se matar igual ao Getúlio?
    Vá catar coquinho….
    Vai se aproveitar do povo que não enxerga nada hein…
    Não irá ganhar, não divida para governar. Apoie o Jair Bolzonaro.

  7. Se ele quisesse já teria decidido, é muito duvidoso, um candidato a presidente do país, que realmente quer moralizar e melhorar a economia deste país, precisa ser decidido e não ficar em cima do muro.

    • Enfim, se quiserem mandar o $istema político podre inteiro, tipo porteira fechada, para o lixão da história do Brasil, o nome certo para fazermos o serviço que tem que ser feito é o Leão , via Revolução Redentora, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, porque o resto é apenas mais dos me$mo$, mas continuísmo da mesmice, raso e seco, que, aliás, é golpe, como já disse Ayres Britto, ex-STF.

  8. Esse IRACUNDO não aguenta! É um frouxo! Não aguentou o STF, que se trabalha quase nada, vai aguentar uma agenda de Presidente?
    Este homem tem delírios de grandeza e postura de Ditador Africano.
    Ele me passa essa estranha sensação.
    Simples assim.
    Atenciosamente.

    Em tempo: Já estive (por acaso) em uma mesa emfrente a dele em um restaurante e fiquei assustado com a sua postura.

    Sei que as próximas eleições viraram uma verdadeira aventura, mas esta, é a mais DELIRANTE!

  9. jamais,esse covarde terá meu voto.
    Quando mais precisou-se dele,ele aposentou-se precocemente,dando margem para que o mensalão,se tornasse em frustração,vivia suspendendo julgamentos no STF,alegando dor nas costa,agora quer ser presidente,inclusive,tendo apoio do Lula.
    Creio que ambos se equiparam.

  10. Estou com dois tucanos aqui em casa, agora, e juro que não é assédio partidário não, estão numa das minhas pitangueiras, com alimentação escassa por aí, eles vem fazer uma boquinha aqui no quintal de casa. Daí, reparando melhor as aves percebo que a cor predominante dos tucanos naturais é o preto, mas os tucanos partidários, artificiais, são azuis. Será preconceito delle$ quanto a cor ?

  11. Sr. Marcus Borelli,

    O problema não é um presidente negro.
    O problema é o Joaquim Barbosa!
    Como dizia o ladrão Genoíno: Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!
    Simples assim.
    Atenciosamente.

  12. É possível fazer uma “feijoada” sem feijão?

    É possível ter-se uma democracia, com instituições fortes e uma constituição séria e respeitada:
    – produzida por uma sociedade, majoritariamente,irresponsável?
    – com eleitores, majoritariamente,irresponsáveis?

    A época da produção de milagres acabou, e faz\ tempo!

    Fallavena

  13. Por melhor que seja um Juiz de Futebol, nunca seria um bom capitão pro time.
    Assim como um excelente Contador, não seria o melhor preparado para a Presidência da Empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *