Joaquim Barbosa, amedrontado diante de Bolsonaro, é uma imagem patética

Resultado de imagem para joaquim barbosa amarelou charges

Charge do Aroeira (Jornal O Dia/RJ)

Carlos Newton

Quando esteve no Supremo Tribunal Federal e exerceu a relatoria do processo do mensalão, Joaquim Barbosa se tornou um dos homens mais influentes do país. Enfrentou com coragem e altivez os ataques de ministros ligados ao então presidente Lula da Silva, especialmente Ricardo Lewandowski, que tinha o cargo de revisor e fazia o possível e o impossível para boicotar a condenação dos envolvidos no esquema de corrupção.

O prestígio de Joaquim Barbosa foi crescendo de forma impressionante. Chegou a ser sondado, mas não quis se candidatar à Presidência em 2010, quando a outsider Dilma Rousseff chegou ao poder, bancada por Lula.

VIROU FAVORITO – Em junho de 2013, em meio aos gigantescos protestos de rua contra o governo do PT, apesar de não figurar na lista de pré-candidatos ao Palácio do Planalto, o então presidente do Supremo apareceu comoo preferido dos manifestantes paulistanos, segundo pesquisa do Datafolha.

De acordo com o instituto, Barbosa foi mencionado por 30% dos entrevistados, contra 22% da ex-senadora Marina Silva, que tentava montar a Rede Sustentabilidade para concorrer ao Planalto em 2014. O levantamento do Datafolha foi realizado durante os protestos na Avenida Paulista, região central de São Paulo.

Em 2014, Barbosa era um dos maiores líderes do país, com amplas condições de ser eleito,  quando decidiu se aposentar aos 59 anos e deixar o Supremo. 

SENTIU MEDO – Sondado para ser candidato à Presidência da República em 2014, o ministro resolveu se aposentar precocemente e abandonar a presidência do STF antes do final do mandato, aos 59 anos. Pensava-se que seria candidato a presidente da República, mas a justificativa era outra. Disse que estava sendo ameaçado. Embora tivesse segurança da Polícia Federal, sentiu medo, entregou o cargo a seu maior inimigo, Lewandowski, e abriu um escritório de advocacia, para complementar o maior salário da República, insuficiente para custear seu luxuoso estilo de vida, na rota Rio-Brasília-Miami, onde comprara um apartamento.

Agora em 2018, o PSB convidou Barbosa para se candidatar, ele não disse sim nem não, muito pelo contrário. Cozinhou o partido durante meses, acabou desistindo. Certamente sentiu medo.

Na reta final do segundo turno, convidado por Fernando Haddad para se integrar à campanha do PT, o ministro embromou bastante e somente na antevéspera da eleição mandou dizer que apoia Haddad, alegando sentir medo de Bolsonaro, que jamais mencionou seu nome.

CIRO APROVEITA – Também acossado por Haddad para lhe manifestar  apoio expressivo, Ciro Gomes saiu de banda e aproveitou a deixa de Joaquim Barbosa para mudar de assunto, dizendo que os eleitores devem votar de acordo com sua ideologia e não ter medo.

“Nada de medo. Não será com medo que nós vamos enfrentar o que quer que venha por aí. Vocês sabem que estarei na linha de frente para enfrentar o que quer que seja”, disse Ciro, curtindo com a posição amedrontada de Barbosa.

Ciro tem razão. Neste domingo, devemos votar sem medo. Escolha seu candidato e vá em frente. E esqueça aquele Joaquim Barbosa que você antes tanto admirava. ele não existe mais.

20 thoughts on “Joaquim Barbosa, amedrontado diante de Bolsonaro, é uma imagem patética

  1. …E esqueça aquele Joaquim Barbosa que você antes tanto admirava. ele não existe mais… tb RJ, Ciro etc,; glória a dieux [apud cabo Daciollo]…

  2. Bom dia! Barbosa amarelou varias vezes após o mensalão. Poderia estar sendo eleito presidente da república hoje se quisesse. Teria surfado essa onda do “novo” bem melhor e mais facilmente que o capitão. Vida que segue! Nunca imaginei que os militares gonseguissem voltar ao poder pelo voto ! Se alguém me dissesse isso na época do movimento diretas já eu mandaria internar no manicômio!!

    • os homens deveriam usar o mimetismo apenas para se livrarem dos predadores, tal qual fazem os camaleões; aqui não se aplica…há um recurso em voga: tatuar todo o corpo…

  3. Eu fico impressionado com o medo das pessoas. Quem acredita num Criador, num Deus, como nos referimos aqui no planeta Terra, não precisa temer nada, pois ele está presente em todos os momentos de nossas vidas. Você nem precisa ter religião, posto que todas levam-nos ao Criador do Universo, que até hoje nem o mais estudioso e inteligente terráqueo imagina o que nele existe.

    Votemos hoje com Deus nos impregnando com o amor aos nossos semelhantes e estou convicto que o nosso Brasil vislumbrará dias bem melhores.

  4. Título perfeito do editorial do Mediador sobre Barbosa:
    Patético!

    Barbosa também comprova que fazia parte de uma pantomima, quando presidente do STF à época do mensalão.

    Atuava como um presidente firme contra os petistas, deixando que os três mosquiteiros, Lewandowski, Mendes e Toffoli se identificassem com Lula, mas começou a demonstrar o seu comprometimento com o PT, conforme a dosimetria das sentenças prolatadas:
    Aos parlamentares e dirigentes petistas, penas brandas;
    aos cúmplices de Marcos Valério e a este também, uma condenação de décadas na cadeia!

    Pois a ideologia de Barbosa veio à tona.
    Tem “medo” de Bolsonaro, mas prefere e apoia criminosos de volta ao Planalto; opta pelos roubos ao erário; escolhe a corrupção como instituição a ser preservada!

    A posição de Barbosa extrapola qualquer explicações para esta sua declaração.
    Desde o momento histórico, onde frustrou os brasileiros ao renunciar à sua candidatura, mas, principalmente, pelo fato de que não quis ser o primeiro presidente negro desta nação porque PETISTA!!!

    Barbosa teve nas mãos a chance de mudar este país;
    De os negros serem mais valorizados;
    De ser exemplo para os seus, que, assim como ele, poderiam trabalhar, estudar, e conseguir a realização profissional almejada;
    De o Brasil ter um homem íntegro, na presidência.

    Barbosa deixou de lado essa oportunidade ímpar, maiúscula, como cidadão.
    Preferiu ser petista e, como todo bom lulista que se preze, mandou o povo se lixar!

  5. Joaquim Barbosa declarou apoio a Fernando Haddad.
    Vamos raciocinar.
    1) Quem foi Joaquim Barbosa?
    Resposta: Ministro do STF.
    2) De qual Ação Penal famosa Joaquim Barbosa foi Relator?
    Resposta: Ação Penal 470. Mensalão.
    3) Quem colocou Joaquim Barbosa no STF?
    Resposta: a-alma-mais-honesta-da-galáxia.
    4) Quem era presidente do Brasil na época dos fatos da Ação Penal 470?
    Resposta: a-alma-mais-honesta-da-galáxia.
    6) Quem não foi alcançado pela Ação Penal 470?
    Resposta: a-alma-mais-honesta-da-galáxia.
    7) Haddad é “poste” de quem?
    Resposta: a-alma-mais-honesta-da-galáxia.
    Está claro ou quer que eu desenhe?
    Robson Merola de Campos

  6. Sérgio Porto escreveu o “Samba do Crioulo Doido”.

    Joaquim Barbosa, agora está carimbando seu currículo com autêntico “Xaxado do Jurista Tartufo”.

    Impossível entender que um jurista que teve admirável e probo comportamento no julgamento do mensalão agora apoie um candidato à Presidência da República denunciado por crime de improbidade administrativa, superfaturamento de obras e serviços, desvio de recursos públicos e até de aplicação ilegal de dinheiro público. Candidato do PT, o partido do mensalão.

    Doravante, com esse apoio amplamente noticiado vai ser difícil ele frequentar restaurantes na cidade do Rio de Janeiro…pois está levantada a dúvida sobre seu caráter.

    • Caro leitor e comentarista David,
      Os créditos o leitor deve dá-los ao meu prezado colega de profissão Robson Merola de Campos.
      Eu só transcrevi o que se contém no e-mail que me foi por ele enviado, pois comungo do entendimento nele externado.

    • Caro David,

      Obrigado pelo comentário.

      Agora, a bem da verdade, também aplaudo a presença do nosso dr.Belem, em razão da sua inteligência, cultura, conhecimentos, sensatez e cidadania!

      Diga-se de passagem, que temos um trio de advogados sensacional neste blog incomparável:
      Béja, Belem e Werneck!

      E, se não me engano, Carlos Newton que, além de jornalista, é advogado também (peço perdão antecipadamente caso eu tenha me enganado).

      Um abração, David.

  7. Barbosa, quem diria, hein?

    E pensar que tinha trouxa que pedia “JOAQUIM BARBOSA PRESIDENTE” há não muito tempo…..

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk XD

  8. Os bolsonaristas não são autoritários como os petistas. Regina Duarte foi perseguida e caluniada por dizer que tinha medo de Lula.
    Os eleitores de Bolsonaro, no máximo, vão rir da cara de Joaquim Barbosa e fazer um meme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *