Jornal alemão que republicou charges do ‘Charlie Hebdo’ é incendiado

Deu em O Globo
O prédio do jornal alemão “Hamburger Morgenpost” foi alvo de um ataque de incendiários na madrugada deste domingo. O diário da cidade de Hamburgo, Norte do país, como muitos jornais alemães, republicou algumas das charges do semanário francês “Charlie Hebdo” após o atentado terrorista que deixou 12 pessoas mortas na última quarta-feira.

Segundo a polícia alemã, uma bomba incendiária foi lançada por uma janela do prédio, ateando fogo em arquivos de documentos. Logo após, dois suspeitos foram detidos próximos ao local por estarem se comportando “de maneira suspeita”. Em comunicado, o “Hamburger Morgenpost” informou que o prédio estava vazio no momento do ataque e ninguém ficou ferido.

3 thoughts on “Jornal alemão que republicou charges do ‘Charlie Hebdo’ é incendiado

  1. A esperteza já começou a funcionar. Certamente era um prédio velho, que custaria muito caro a reforma,
    o jornal deveria ser uma porcaria e o proprietário teria um bom seguro.
    Porque alguém iria publicar estas charges, que estão dando tanta confusão? Certamente foi de caso pensado.
    Publicou as charges, mandou tocar fogo no prédio, vai receber o seguro e ainda culpou os muçulmanos.
    Qualquer semelhança com o que fez NERO em Roma, com a cidade e com os cristãos, é mera coincidência.

    • Nenno G

      Corretos pensamentos.

      Inexplicável como um jornal de um país como a Alemanha pratica tamanha bobagem.
      deve ser um neo-nazista ou débil mental.

      O mundo atônito pelas maluquices dos dois lados (um, por uso deturpado da liberdade, outro criminosos, assassinos.

      Mundo louco: alguns doam sangue para salvar vidas e outros o bebem-no como se suco fosse.

Deixe uma resposta para NENNO G Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *