Jornalistas “respeitam” a CBF de Ricardo Teixeira

Como a seleção brasileira, perdão, os patrocinadores, têm jogo no dia 10 de agosto, é preciso um treinador. Convocar jogadores, estimulá-los, trocá-los, nenhum problema.

Mas indicar e contratar um treinador com 4 anos de antecedência, complicadíssimo. Se nos clubes é surpreendente quando ficam meses, o que dizer da seleção? No entanto, alguns comentaristas ou colunistas “mais sábios e importantes”, (julgamento deles mesmos) não contestam o PODER do “dono” do futebol paixão nacional.

Todos eles, no caso SEM EXCEÇÃO, dizem: “Temos que esperar o que o presidente da CBF decidirá”. Assim que 2010 acabou, ainda na África do Sul, Ricardo Teixeira já começou a PENSAR (?) NO QUE IRIA FAZER. Não precisa consultar ninguém.

Uma coisa é certa: não haverá um novo Dunga. Terá que vir e estar em plena atividade. Um ex- como Leonardo, pode vir a integrar a Comissão Técnica, mas não será treinador. Jogador, dirigente e treinador do Milan, não tem a menor chance.

O único que resistirá até 2012 é o Felipão. Porque agiu com a cabeça. Não quer ser lembrado agora. A Copa é em 2014, o Brasil não disputa eliminatórias, mas tem amistosos nas “datas Fifa”, precisa decidir.

E apesar de Poder tudo, Ricardo Teixeira tem que se render ao tempo. A frase existia, mas Collor popularizou: “O tempo é o senhor da razão”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *