Juiz Sérgio Moro vai decretar nova prisão de Renato Duque

Sérgio Moro vai enfrentar Zavascki novamente

Vera Magalhães
Folha

Advogados e agentes que atuam na Operação Lava Jato avaliam que, ao liberar o acesso à delação premiada de Augusto Mendonça, o juiz Sérgio Moro está preparando o terreno para pedir nova prisão preventiva de Renato Duque, ex-diretor da Petrobras. O ministro Teori Zavascki, relator do caso no STF, mandou revogar a prisão de Duque na véspera. O depoimento de Mendonça é o que implica mais diretamente o ex-diretor e o PT no escândalo até agora.

A cúpula do PT ainda teme que as delações de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef tragam mais acusações que tentem vincular doações legais de empreiteiras ao partido. Os petistas sustentam que os repasses são limpos, mas estão certos de que os depoimentos do ex-diretor da Petrobras e do doleiro colocarão sob suspeita outros milhões arrecadados.

Mesmo diante das novas acusações de Augusto Mendonça, dirigentes do PT repetiam que João Vaccari demonstrou “segurança total” ao se defender perante o diretório nacional da sigla, na semana passada.

NINGUÉM DEFENDEU DILMA…

E chamou a atenção da oposição que nenhum petista ou governista usou o microfone na sessão de quarta-feira no Congresso para defender Dilma Rousseff do duríssimo discurso do deputado Antonio Imbassahy (BA).

Sem ser contestado, o líder do PSDB falou que falta legitimidade ao governo diante das revelações da Lava Jato. Repetiu o teor da delação de Mendonça e pôs em dúvida a legalidade de doações ao PT.

Petistas se precaveram para a repetição do confronto com a oposição. Pepe Vargas (PT-RS) alertava: “Não temos que responder as provocações! Tem que fazer que nem juiz de futebol: quando a mãe é xingada, ele finge que não ouviu”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA informação é corretíssima. O juiz não aceita nem  jamais aceitará a decisão equivocada do ministro Teori Zavascki, que primeiro mandou soltar Paulo Roberto Costa e agora soltou Renato Duque. O juiz vai simplesmente decretar nova prisão preventiva de Duque, e o ministro Zavascki ficará novamente com cara de tacho, como se dizia antigamente. (C.N.)

19 thoughts on “Juiz Sérgio Moro vai decretar nova prisão de Renato Duque

  1. Eu ainda acho que este juiz Sergio Moro, sera o unico condenado nisso tudo. No Brasil não existe estrutura
    para fazer a justiça que este magistrado deseja.
    Aqui a falcatrua é a regra. A honestidade a excessão. Como a cúpula do judiciário esta aparelhada, é imaginável o que vai acontecer. Deste processo não sairão “ENCARCERADOS”.

  2. Não foi uma ‘decisão equivocada’. Antes já houve o ‘equivoco’ da soltura do Paulo Costa. Na realidade o STF virou uma mera ‘casa de Noca’ dos fascistas travestidos de esquerda do PT. Todo totalitarismo termina com o submissão do judiciário. Nesse caso então os fascistóides irão jogar com todo o peso, pois os reeducandos do mensalão não são mais primários .

  3. Como já disse o ministro Barroso, do próprio STF, “temos uma justiça tipicamente de classe: mansa com os ricos e dura com os pobres”. Especificamente quanto à soltura dos envolvidos em furtos bilionários, vale lembrar as palavras do banqueiro Daniel Dantas, outrora citadas neste site: “Só tenho medo da primeira instância, lá em cima eu resolvo”.

  4. E a ex República de Ribeirão Preto, em Brasília, dirigida pelo Palocci foi ampliada…

    Outra novidade escrota. Nos computadores apreendidos em escritórios de lobistas e das empreiteiras, foi achada uma pasta com a denominação “Senhora”. A inteligência da Polícia Federal desvendou que se tratava do financiamento a um grupo de 1.500 mulheres de fino trato que ficam à disposição de políticos e empresários que fazem negociatas em comuns. Cada prostituta do esquema mafioso cobra, em média, R$ 3 mil reais por serviço de “acompanhante”. O valor investido pelo “Clube VIP” das empreiteiras chegaria a R$ 30 milhões por mês, apenas neste esquema de “cafetinagem” – financiado, indiretamente, com o dinheiro roubado dos cofres públicos.

  5. ENQUANTO ISSO. . .

    APÓS RECEBER BILHÕES DE REAIS DO TESOURO, VIA INCENTIVOS FISCAIS, AS MONTADORAS. . .

    Cenário é incerto para funcionários das montadoras no Brasil em 2015
    Ao longo do ano, as líderes do mercado concederam férias coletivas, abriram programas de demissão voluntária (PDV) e decretaram suspensão temporária do contrato de trabalho (lay-off)

  6. Quanto ao possível pedido de impeachment da Dilma, não podemos esquecer que nas eleições de 2010, o Lewando já deu a maior força para conseguir a aprovação das contas da campanha…
    ” Fonte: Revista Veja
    Pareceres desaparecidos
    Cármen Lúcia vai decidir se investiga ou não a ação do ministro Ricardo Lewandowski no caso do sumiço de documentos que comprometiam o PT e Dilma Rousseff.
    A ministra Cármen Lúcia, há sete anos no Supremo Tribunal Federal (STF), é conhecida por não se envolver nas ruidosas contendas que com frequência fazem pesar o ambiente na mais alta corte do país. Mineira, ela corre de confusão. Na quinta-feira da semana passada, por exemplo, enquanto seus colegas Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski discutiam com dedo em riste ao final de mais uma sessão destinada a julgar os recursos dos mensaleiros, a ministra apressou-se em sair da sala contígua ao plenário onde o bate-boca se desenrolava. Agora, como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia está diante de um dilema que porá à prova seu hábito de evitar divididas. Na semana passada, Veja revelou que o TSE sumiu com pareceres técnicos que sugeriam a reprovação das contas do PT no período do mensalão e da campanha da presidente Dilma Rousseff — e que o desaparecimento de tais documentos ocorreu por interferência direta de Lewandowski, então presidente do tribunal. A pressão exercida pelo ministro consta do relatório final de uma sindicância realizada pelo próprio TSE cujo resultado está nas mãos de Cármen Lúcia. Caberá a ela decidir o que fazer diante da revelação: adotar providências para passar o episódio a limpo ou deixar que o caso fique como um estranho mal-entendido.
    Como presidente do TSE, Lewandowski não poderia ter interferido nas conclusões da área técnica, encarregada de analisar as contas apresentadas tanto pelos partidos políticos quanto pelos candidatos e comitês de campanha. Pelas normas do tribunal, os pareceres emitidos pelos auditores devem ser encaminhados diretamente para os ministros-relatores dos processos de prestação de contas, que decidem se acolhem ou não as conclusões. No caso das contas de Dilma e do PT, Lewandowski — que não era relator nem de um processo nem de outro — atravessou o caminho. A interferência indevida do ministro foi revelada por funcionários da auditoria durante uma sindicância destinada a apurar irregularidades no setor. Nas conclusões do trabalho, justamente por não terem autonomia para propor sanções a ministros, os encarregados da sindicância submetem o assunto à atual presidente do tribunal, para “adoção das medidas que entender pertinentes”. Procurada por Veja, Cármen Lúcia informou que ainda não decidiu o que fazer porque, no momento, está concentrada no julgamento dos recursos do processo do mensalão, no STF.
    Depoimentos revelam a intromissão de Lewandowski em favor do PT. O primeiro deles foi prestado pelo auditor Rodrigo Aranha Lacombe. Ele foi o autor dos dois pareceres que apontavam irregularidades nas contas da campanha de Dilma em 2010 e do PT em 2003, quando estavam a pleno vapor as operações espúrias do mensalão. Ambos os documentos — que poderiam resultar na suspensão da diplomação de Dilma e na interrupção dos repasses do fundo partidário ao PT — simplesmente desapareceram. Os depoimentos prestados durante a sindicância, somados a mensagens eletrônicas obtidas por Veja, escancaram a intervenção imprópria de Lewandowski.

    Read more: http://www.jogodopoder.com/blog/politica/lewandowski-e-as-contas-de-campanha-de-dilma-e-o-pt/#ixzz3L1elavnM

  7. Na minha humilde opinião essa etapa da Operação lava Jato vai desencadear uma Guerra de gangues em Brasília … Espero que o delegado Sergio Moro e o Ministério Publico faça o que os eleitores não fizeram dia 26/10/2014.

    Ps; Demita essa presidenta do cão e prenda o Salafrário do LULA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *