Juiz Sérgio Moro agiu acertadamente ao consultar o presidente do Tribunal

Resultado de imagem para desembargador thompson flores

Thompson Flores mandou Moro consultar o relator

Pedro do Coutto

Foi uma bomba que explodiu na Justiça e os estilhaços flutuam no quadro político do país. Principalmente no plano eleitoral, já que o habeas corpus, no fundo tem reflexo na possível elegibilidade do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

A decisão tomada hoje, domingo, foi uma surpresa total. Por vários motivos, entre os quais o fato de um desembargador contrariar com sua liminar um julgamento do próprio Tribunal Regional Federal que condenou Lula por unanimidade, assim mantendo o julgamento inicial pelo juiz Sérgio Moro.

O autor do despacho foi o desembargador Rogério Favreto que, assim, praticou uma colisão com o próprio Tribunal ao qual ele pertence. A surpresa é ainda maior quando se sabe que Favreto não participou da decisão do TRF4 que foi tomada por unanimidade pelos três integrantes da 8ª Turma.

ARMAÇÃO? – O juiz Moro agiu acertadamente, ao consultar o presidente do TRF-4, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores. Há uma coincidência no episódio: os advogados de Lula ingressaram com o requerimento no mesmo fim de semana do plantão de Favreto. O juiz Sérgio Moro declarou ainda hoje, que Favreto não tem competência para mandar soltar o ex-presidente da República. Frizou que o recurso de Lula encontra-se no Supremo Tribunal Federal. Rogério Favreto imprimiu excesso de velocidade na decisão que tomou.

O assunto, como não podia deixar de ser repercutiu intensamente. Na Globonews, o jornalista Gerson Camaroti colocou mais um detalhe na questão. Afirmou que Rogério Favreto é ligado ao Partido dos Trabalhadores e já se caracterizou como adversário da Lava Jato.

Perplexidade. O que poderá ocorrer na Justiça ainda hoje?  Se acontecer escrevo novamente nas próximas horas.

24 thoughts on “Juiz Sérgio Moro agiu acertadamente ao consultar o presidente do Tribunal

  1. Enquanto isso ficam questionando Bolsonaro sobre ditadura militar. Já comentei várias vezes no blog, enquanto não começarem a colocar na parede os guerrilheiros comunistas da década de 60 a 80, eles sempre vão ganhar status de deus

  2. Dizem que correu grana na parada (decisão).

    Mas se correu, o máximo que vai ocorrer com o beato Favreto é ser aposentado e entrar de fase remunerada com dinheiro público pelo resto da vida.

    O Brasil é, na realidade, uma Republiqueta de Bananas Podres.

  3. Rogério Favreto, que mandou soltar Lula: Procurador-Geral do Município de Porto Alegre no período de 1997/2004. Atuou no Governo Federal, exercendo os cargos de: i) Assessor Especial da Subchefia Jurídica da Casa Civil da Presidência da República (2005); ii) Chefe da Consultoria Jurídica do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (2006);iii) Chefe da Assessoria Especial da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (2006/07) e; iv) Secretário Nacional de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça (2007/10).
    Governos do PT. Foi filiado ao PT por vinte anos.
    Foi nomeado para o TRF-4 pela Dilma
    Já foi companheiro, portanto, do Toffoli, que foi advogado do PT.

  4. Me adimira um jornalista com tantos anos de janela achar normal que um juiz de primeira instância saia de sunga da praia e sem ser provocado desacatar uma decisão de segunda instância.
    Quanto ao Camarotti, é o eterno jornalismo pré pago da Globo, como bem mostrou o Romero Machado! !

  5. Virou casa da mãe joana…

    São “AS INSTITUIÇÕES FUNCIONANDO”, para desespero dos babacas ufanistas de plantão…

    Essa é a republiqueta de merda que se pretende uma democracia….

    kkkkkkkkkk xD

  6. …triste país em que a justiça é personalizada. Os despachos do tal Favreto, a partir de agora, perderão o poder de justiça. Desmoralizou a si próprio, o coitado de ética zero.
    E a minha tese cada vez mais se sustenta pelos fatos: somos inviáveis financeira, economica e politicamente. Não serei o último a apagar a luz.

  7. Para o comunista (sim, comunista!) como esse Favreto é assim: Direito é a vontade do “Partido” e justiça é aquilo que é favorável ao “Partido”. E ainda tem gente que acredita que eles respeitam as instituições da República…

  8. É a velha e surrada tática de guerrilha sem armas, visando única e exclusivamente tumultuar o processo e manter o condenado na berlinda. Sendo uma decisão totalmente desprovida de legimitade, obviamente vai gerar uma reação, deixando nos incautos a impressão de perseguição, e o codinome Barba segue faturando e dominando a pauta da discussão política no país.

    • Verdade Agora vão espalhar a “narrativa” de que o ladrão está preso injustamente, violaram o Estado de Direito,… a vigarice de sempre…

  9. Esse tipo de soltura de encomenda é muito corriqueira em nossos tribunais.
    Há três meses, um contumaz espancador de mulheres, irmão de um prefeito, condenado por dois juízes, foi solto por um desembargador, altas noites. Pela primeira vez o bacana foi detido, porque, desta feita, ele arrebentou uma advogada..

  10. O Fravetto, se aproveitando que está de plantão, mesmo depois da decisão de Gebran Neto, continua mandando soltar o criminoso Lula.
    O sujeito perdeu completamente a vergonha na cara. É capaz de ir pessoalmente e na base de ameaças exigir que libertem o corrupto!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *