Juiz Sérgio Moro determina prisão de três ex-dirigentes da Mendes Júnior

Moro cumpriu a condenação fixada pelo TRF-4

Cleide Carvalho e Gustavo Schmitt
O Globo

O juiz Sergio Moro determinou a prisão de três executivos da empreiteira Mendes Junior, condenados na Lava-Jato por participação no cartel da Petrobras, para que se dê início a execução de suas penas. Sérgio Cunha Mendes foi condenado a 27 anos e dois meses de prisão; Rogério Cunha Pereira a 18 anos e nove meses; e Alberto Elísio Vilaça Gomes a 11 anos e seis meses. Todos foram condenados por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa pelo pagamento de R$ 31,4 milhões em propina por meio do doleiro Alberto Youssef.

Moro afirmou em despacho que segue o posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF), de que a execução da pena deve ser iniciada quando terminam os recursos ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região e que houve pedido do TRF-4 para que a medida seja cumprida.

CRIMES GRAVES – “Agrego apenas que, tratando-se de crimes de gravidade, inclusive corrupção e lavagem de dinheiro, de mais de trinta milhões de reais, a execução após a condenação em segundo grau impõe-se sob pena de dar causa a processos sem fim e a, na prática, impunidade de sérias condutas criminais”, afirmou no despacho.

Os três deverão ser levados para o Complexo Médico Penal da Região Metropolitana de Curitiba, na ala reservada aos presos da Operação Lava-Jato. Terão prazo de 24 horas para se apresentarem e a concessão de mais prazo deverá ser negociada pelos advogados com a Polícia Federal, caso necessário.

Outros dois condenados na ação – Enivaldo Quadrado e Waldomiro de Oliveira – já estão presos e cumprem sentenças por condenações anteriores na Lava-Jato. As penas serão unificadas.

Na condição de delator da Lava-Jato, que já cumpriu os termos do acordo de cooperação, o doleiro não terá sua situação alterada pelo processo.  E o réu João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado, que trabalhava com Alberto Youssef, teve a prisão substituída por medidas restritivas de direito.

9 thoughts on “Juiz Sérgio Moro determina prisão de três ex-dirigentes da Mendes Júnior

  1. Segundo o Dacciolo o pai do Marx era cristão mas o demono soprou o comunismo em seu ouvido . Foto dele no lançamento da biografia do Marx …. Tá ruim mas tá divertido,

  2. Delegado da PF denuncia que a lava-jato comete aberrações interpretativas, baseadas em sofismas com resultado dedutivo primário, precário e fanfarrônico.

    Quando a boa exegese e hermenêutica jurídicas são abandonada e ganha tonalidade partidária, gira em torno de holofotes e tietagens de pop star, a Justiça começa a ficar caolha.

    https://goo.gl/vLfUCT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *