“Jura pela imagem da Santa Cruz do Redentor, pra ter valor a tua jura”, cantava Sinhô

Sinhô (18 de Agosto de 1888) | Artista | Filmow

Sinhô, um dos grandes pioneiros do samba, era pianista

Paulo Peres
Poemas & Canções

O músico e compositor carioca José Barbosa da Silva, conhecido como Sinhô (1888-1930), é considerado um dos mais talentosos compositores de samba, para muitos o maior da primeira fase do samba carioca. Com letra romântica e queixosa, o samba ”Jura” pede uma promessa de amor. Ao que parece, Sinhô escreveu-a num momento de dor de cotovelo, depois de ter visto a mulher que amava nos braços de um outro  pretendente. O samba foi gravado, originalmente, por Mário Reis, em 1928, pela Odeon.

JURA
Sinhô

Jura, jura, jura
pelo Senhor
Jura pela imagem
da Santa Cruz do Redentor
pra ter valor a tua jura
jura, jura
de coração
para que um dia
eu possa dar-te o amor
sem mais pensar na ilusão

Daí então dar-te eu irei
o beijo puro da catedral do amor
Dos sonhos meus, bem junto aos teus
para fugirmos das aflições da dor

6 thoughts on ““Jura pela imagem da Santa Cruz do Redentor, pra ter valor a tua jura”, cantava Sinhô

  1. Manhã de nevoeiro

    A brisa húmida soprava fria e fraca,
    E a neblina espessa quase tudo cobria;
    No chão, pássaros saltitantes petiscavam,
    E o sol, no horizonte, lentamente subia…

    No pasto, o gado avançava lento
    De toiça em toiça, em harmonia;
    No galinheiro, o galo vermelho,
    Nervoso, atrás das galinhas corria.

    Manhã perfeita para a indolência
    E um bom cafezinho quente.
    Pena que o nevoeiro foi embora,
    E o sol nos trouxe um dia ardente.

  2. PARA A INGRATA EMÍLIA

    Poema feito em 1967 e cumprido por mim

    FUGA

    Ednei José Dutra de Freitas

    Vou deixar Beagá,
    Vou para longe daqui
    Para me esquecer
    Do amor, da vida e de ti !

    Não vou sofrer rejeição
    Nem vou pedir, mais, não,
    Tua mão, pois já chega o que sofri

    Mas antes que tu possas rir
    Quero pagar-te a ingratidão,
    E desejar para ti
    O infortúnio meu
    De amar,
    Sem que este amor seja teu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *