Lá vem o bonde pelas ruas do Recife, nas lembranças que marcam a cantora Cátia de França

Cátia nasceu na Paraíba e, como ela mesma diz, tem “acidentalmente” 71 anos

Cátia é uma das maiores cantoras do Nordeste

Paulo Peres
Poemas & Canções

A cantora e compositora paraibana Catarina Maria de França Carneiro, mais conhecida como Cátia de França, lembra com muita saudade os dias de festas que “O Bonde” proporcionava pelas ruas do Recife. A música “O Bonde” faz parte do CD No Bagaço Da Cana Um Brasil Adormecido, gravado por Cátia de França, em 2012, no SG Studio Digital.

O BONDE
Cátia de França

Correndo na linha,
Chiando nos trilhos,
Varando o arraial
Jaqueira, Mocambo passando ligeiro,
Que nem um filme no Cine Brasil.
Moleques no estribo, vaiando, gritando… 
É dia de festa, é o bonde que vem
E nesse pagode, na festa afinal

Eia, lá vem o Bonde!
Levando Sinhá,
Coroné Zé Paulino
E a filha mais nova,
Ele passa enfeitado,
Cheinho de gente na Rua da Aurora
E faz terminal lá no Pátio do Carmo.

Do bagageiro se ouve um aviso.
É o motorneiro soprando o apito
Recomeça a festa: é o bonde que sai!
Tinha um apelido este bonde amarelo
Chamado Lambreta todo desbotado
Sumiu na distância, Sumiu no passado…  

Eia, lá vem o bonde!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *