Lamentavelmente Cuba e Brasil possuem uma mesma identidade: a estagnação de seus povos

Francisco Bendl

A jornalista Rosane de Oliveira (Zero Hora) acompanhou a delegação do governador Tarso Genro e empresários gaúchos à Cuba com vistas a possíveis negócios. Diariamente enviava notícias a respeito de suas impressões pela ilha caribenha e dotada de regime comunista.

Dando um capricho no carrão…

Honesta, séria, bem conceituada na função, Rosane de Oliveira comentou sobre a situação do povo cubano, suas dificuldades, pobreza, miséria, a prostituição como fonte de renda, apesar do serviço de saúde e educação serem muito bons em termos básicos, mas que não garantem futuro aos profissionais liberais, em razão da falta de mercado em Cuba para admiti-los.

Impressionou-se com as construções de Havana que ainda conseguem se manter erguidas, mesmo em ruínas e mostrando um aspecto deprimente de uma cidade que teria as condições de se tornar uma das mais lindas e trepidantes do Caribe, caso não estivesse sob o tacão de uma ditadura que lhe roubou a alma, a alegria, a disposição, o entusiasmo!

###
O PREÇO DA FELICIDADE

A utopia socialista cobra um preço impagável ao ser humano, repito, que é a sua felicidade, a sua realização pessoal, a sua escolha em ser o que o seu talento e vocação determinam, até mesmo o seu destino, em troca de um nivelamento decadente, e que obriga o povo ao padecimento permanente!

Enquanto a população sofre, a Nomenklatura se diverte, enriquece, torna-se mais cruel e não abandona o Poder, em detrimento da felicidade e sonho de um povo que um dia gostaria de ser o comandante da sua vida e não eternamente comandado por um títere, um déspota, um genocida como foi e é ainda Fidel Castro, um reles assassino que consegue fazer com que os petistas ainda lhe beijem a mão!

A facção de esquerda brasileira afronta nossas Forças Armadas pelas torturas e mortes ocasionadas em 21 anos de regime militar, que não atingiram quatrocentas vítimas, a se lamentar, evidentemente, mas não se revoltam com as mais de 30 mil vítimas mortas por Castro, dando a entender que os assassinatos da esquerda cometidos também no Brasil são justificados, menos quando contra ela que deseja ainda transformar o Brasil em uma republiqueta comunista, afora o barbudo, decrépito e senil Fidel estar no comando da ilha há mais de cinco décadas!!

Pois qual foi o progresso e desenvolvimento que Fidel trouxe ao povo cubano? Igualmente pergunto qual tem sido os esforços do nosso governo, do PT, para que o Brasil se desenvolva e saia definitivamente da condição de emergente?

Lamentavelmente Cuba e Brasil possuem uma identidade: a estagnação de seus países e, nós, ainda com agravantes: Educação, Saúde e Segurança como se fossem as ruínas do centro histórico de Havana!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *