Larri Passos, técnico competente, abriu exceção, treina menina de 14 anos, melhor na classe até 18.

Helio Fernandes

Ele tem projetos, objetivos, métodos e convicções. Só trabalha com 6 alunos por ano. Agora, entre esses, Beatriz Haddad Maia.

No ranking da Federação Internacional de Tênis, ela é a única brasileira. Com excelente formação física, Larri sabe por que resolveu adotá-la tecnicamente.

É canhota, dedicada, com 14 anos. Estreia amanhã, no 41º Banana Bowl, circuito prestigiado no mundo inteiro. De onde saíram grandes campeões do tênis mundial. Será em Blumenau, Santa Catarina, terra do Guga.

Curiosidade e sinal ainda mais positivo, Beatriz Haddad Maia vai jogar um torneio dedicado às meninas de 18 anos. Ontem ela estava com Larri e Bellucci em Madri. Essa é uma expectativa maravilhosa para o esporte brasileiro.

*** 

PS – De Larri sobre Beatriz: “Ela é uma menina que conquistou a todos pela simplicidade e espontaneidade. Coloquei para ele todos os sacrifícios. O caminho é longo. Tem potencial para jogar bem melhor”.

 ***

FRANCA VENCE DE NOVO

Ganhou no Rio e ontem em Franca. Como foi o primeiro colocado, joga amanhã, mais uma vez em casa. Se vencer, acabou. Se perder, precisa apenas de uma vitória nos dois jogos que faltarão.

*** 

PS – Duas curiosidades. Dos 80 pontos do Flamengo, Marcelinho marcou exatamente 40. E sem ele?

PS2 – Tolice do Franca, que ia perdendo o jogo por causa disso. Fez 15 faltas. 13 em cima de Marcelinho, que converteu todas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *