Lava Jato manda prender coronel PM e delegado da “Máfia das Quentinhas”

Delegado comanda 20 unidades da Polícia Civil

Chico Otavio e Daniel Biasetto
O Globo

 Os homens que comandaram, durante oito anos, o sistema penitenciário do Estado do Rio estão indo agora para trás das grades. Por ordem da Justiça, a força-tarefa da Operação Calicute (versão local da Lava-Jato) cumpre nesta terça-feira ordem de prisão contra o coronel PM Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, ex-secretário estadual do Sistema Penitenciário (gestão do ex-governador Sérgio Cabral), e contra o advogado Marcos Vinícius da Silva Lips, ex-subsecretário de Tratamento Penitenciário, além de ex-gestores públicos e empresários do setor de alimentos.

O delegado Marcelo Luiz Santos Martins, diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada do Rio, é um dos alvos da ação. Eles são acusados de crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, peculato e fraude em licitação.

MÁFIA DAS QUENTINHAS – As prisões são parte de operação conjunta do Ministério Público Federal com o Ministério Público do Rio de Janeiro para desbaratar um esquema de propina no fornecimento de alimentos para os mais de 50 mil presos fluminenses.

É a primeira iniciativa das autoridades, desde o início da intervenção, a enfrentar um dos problemas prioritários da Segurança Pública comandada pelo general Braga Netto: a corrupção no sistema penitenciário do Estado, que tem na máfia das quentinhas a face mais visível.

SEM LICITAÇÃO – O esquema, que funcionou pelo menos de 2009 a 2014, consistia no pagamento de propina regular a Cesar Rubens e Lips para garantir que a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) comprasse quentinhas (alimentos fornecidos em embalagens de alumínio) em permanente caráter de urgência, com dispensa de licitação ou concorrência fraudulenta. As empresas que formavam o cartel dividiam os ganhos entre si, de maneira a que todos lucrassem. Não havia controle da qualidade ou da quantidade de alimentos fornecida diariamente aos presos.

De acordo com as investigações, a caixinha era coordenada, pelo lado dos empresários, por Carlos Felipe da Costa Almeida de Paiva Nascimento, dono do Esch Café, tradicional ponto de encontro de admiradores de charutos no Centro do Rio e no Leblon. O esquema, que tinha o endosso de Sergio Cabral, nomeou um ordenador de despesas para a Seap, Wellington Perez Moreira, especialmente para autorizar os pagamentos.

11 thoughts on “Lava Jato manda prender coronel PM e delegado da “Máfia das Quentinhas”

  1. Diante da maior crise moral e ética que este país já registrou na sua história, que abrange desde roubos na merenda escolar até as refeições para os presos, estatais e fundos de pensão, BNDES e empréstimos consignados, indenizações pessoas de parlamentares, que são sinônimos de roubos contra o povo e erário, pois tais “comprovantes” não suportariam uma auditoria isenta e imparcial, salários milionários e penduricalhos, incluindo a IMPUNIDADE, decididamente eu vendo os candidatos à presidência desta republiqueta anárquica e cleptocrática, decididamente o nosso futuro é catastrófico!

    Indiscutivelmente esta nação está perdida, pois esfacelada, e o seu espólio está sendo dividido entre os criminosos travestidos em autoridades!

    A lamentar e profundamente, a omissão das FFAA neste contexto de um país estar sendo arrasado e aniquilado sem que tomem quaisquer providências no sentido de aplacar a ânsia de bandidos pela corrupção, pelo dinheiro fácil, pela desonestidade!

    Nessas alturas, o povo cada vez mais analfabeto absoluto e funcional, sem condições de se atualizar e aperfeiçoar pelo alto custo de um livro, dos jornais e revistas, apenas prestando atenção em novelas e futebol, o Brasil segue célere para o fundo do abismo, e será a primeira nação do Globo que sofrerá a miséria e a pobreza, a destruição e seu aniquilamento, sem ter participado de uma guerra mundial, apenas dentro de seus limites, pois este é o nosso futuro:
    A LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA!

    E, se os poderes pensam porque nos comandam e manipulam que estarão livres desta violência que permitiram estão redondamente enganados.

    Um dia, e logo ali, ela estará entrando em suas casas, nos seus carros de luxo, e vencendo seus seguranças por mais armados que estejam!

    Aliás, haverá segurança que será exatamente o verdugo de muitos parlamentares, de governantes, em face das injustiças que estamos sofrendo, das imensas e inexplicáveis diferenças salarias entre o trabalhador e o parlamento, então o Brasil finalmente conhecerá a suprema destruição!

    Volto a frisar e repetir:
    A solução que disponho é rápida, eficiente, eficaz e rápida, para colocar este país nos trilhos!

    E muito simples.

    Apenas alguns verdadeiros patriotas, e que desejem um país legítimo, verdadeiro, e que estejam dispostos a lutar pelo que é nosso e que está sendo roubado!

    • Eu, hein, seu Francisco, por que as FFAA deveriam intervir? As instituições estão funcionando harmonicamente. Ou o senhor não conhece a famosa Check and Balance Theory do general Villas Boas? Vou detalhar: ele disse numa entrevista que existe um sistema de pesos e contrapesos que regulam o funcionamento harmônico das nossas instituições. Ora, se tudo tá normal, cabe ao povo se adaptar ao sistema milagroso do nosso general.

      • Leibniz,

        Nem sempre os generais têm razão.
        Eles erram, avaliam mal a estratégia e, volt e meia, aplicam mal a tática usada.

        Os que foram derrotados em guerras conhecidas me dão razão, caso contrário todos seriam vencedores.

        Logo, o general comandante do Exército não soube aquilatar adequadamente a gravidade da situação, e respeitosamente afirmo esta minha ideia, em face de que desde a data que o militar assim se expressou, conforme publicaste, o Brasil piorou, e isso em poucos meses!

        Imagina em um ano o quanto a situação não se agravará, e quantas pessoas ainda serão mortas pela violência e descaso do governo com a saúde pública?!

        Afora a falta de cuidados nas estradas e policiamento, que levam de roldão milhares de cidadãos tombados por maus motoristas e absoluta inexistência de fiscalização e manutenção das estradas!

        Logo, lamento a declaração do general e sua fórmula de compensação, de pesos e contrapesos, como se fôssemos carne de gado no açougue, onde faltando menos de cem gramas para completar um quilo adquirido, corta-se um pedaço da carne escolhida para completar o peso!

        Evidentemente que o general deve ter se referido desta maneira ao povo, contrapeso, pois o peso seria os poderes constituídos, e que deles o general faz parte, então o seu “deixa estar para ver como fica”, enquanto somos vitimados pelas governantes e traficantes!

        Um abraço.
        Saúde e paz.

  2. Cadeia não era para ressocializar os detentos, mas no Rio de janeiro é somente para usurpar até um pão nosso de cada dia. Santa hipocrisia “carioques” do RJ.

  3. Caro Bendl,
    Excelente comentário, delineando os motivos que podem levar o Brasil a uma verdadeira revolução civil.
    Quanto aos presídios, o MP tem que desvendar como entram armas, drogas e celulares e procurar saber o que fazem essas ONGs dentro dos presídios,
    Um abraço, saúde e paz.

    • Meu caro Jacob,

      Sempre é uma alegria eu ler um comentário teu, pois sensato, bem escrito, notadamente demonstrando teus conhecimentos sobre a situação nacional, hoje absolutamente fora de controle!

      Grato pelo elogio, mas acho difícil alguém não concordar conosco nessas alturas, em face do momento que o país está passando e o povo sofrendo!

      Claro, tem os petistas, ladrões, corruptos, desonestos, traidores, que somente se preocupam com a prisão do chefe da quadrilha e genocida, Lula e, o Brasil, que se dane!

      Enfim, a Tribuna tem uns caras de idade que ainda escrevem protestando a respeito desta cleptocracia e comportamento desonesto dos três poderes, alertando aos mais jovens que precisam agir, e que podem até contar conosco, mas há necessidade de o povo se impor, de se fazer presente, e de exigir o que lhe vem sendo negado!

      Um forte abraço.
      Saúde e paz, meu caro amigo.

  4. Foi o maior esquema de corrupção na história do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral conseguiu ser o principal responsável por este esquema criminoso, mas há mais a ser investigado, não foi só políticos que participaram destas falcatruas, tem que haver uma investigação rigorosa nos poderes do estado do Rio de Janeiro, executivo, legislativo e judiciário.

  5. O nível é tão baixo que Cabral age como se nada tivesse acontecido. A que nível desce esta cambada de políticos? As Forças Armadas ficarão quietas, só mesmo Deus para interceder pelo povo brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *