Léo Pinheiro entrega documentos para comprovar as obras no sítio e no triplex

 Léo Pinheiro prometeu apresentar documentos que provam acusações contra Lula (Foto: Reprodução/RPC)

Léo Pinheiro mostrou análises do custo das obras

Samuel Nunes
G1 PR, Curitiba

Os advogados do ex-presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, apresentaram ao juiz Sérgio Moro uma série de documentos que comprovariam a execução de obras no apartamento triplex 164-a do edifício Solaris, no Guarujá, litoral paulista, e em um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. As duas obras fazem parte de processos em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber propina da empreiteira.

Além desses documentos, a defesa de Léo Pinheiro anexou cópias de uma agenda eletrônica de celular onde, segundo os advogados, há registros de encontros de Léo Pinheiro com o ex-presidente Lula, com o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto e com o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Há, ainda, cópias de mensagens de texto e emails.

ANÁLISE DE CUSTOS – O documento onde, conforme os advogados, constam as reformas no sítio e no apartamento é uma análise de custos de obras conduzidas pela OAS. A cópia do documento data de outubro de 2014. Léo Pinheiro foi preso pela primeira vez um mês depois da realização desse levantamento pela empresa.

O balanço não aponta valores que foram pagos em cada obra. No entanto, chama a atenção o fato de que a reforma do sítio, na versão dos advogados de Léo Pinheiro, consta como custo da construção de um condomínio no bairro Moóca, em São Paulo.

Léo Pinheiro prometeu entregar esses documentos à Justiça quando prestou depoimento ao juiz federal Sérgio Moro e afirmou que o apartamento no Guarujá estava reservado para o ex-presidente Lula.

LULA NEGA TUDO – A defesa do ex-presidente, no entanto, tem negado que o imóvel pertença a ele. Os advogados de Lula dizem que Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia chegaram a visitar o imóvel, mas desistiram de comprá-lo.

Minutos depois de a defesa de Léo Pinheiro entregar os documentos à Justiça, os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentaram outros documentos que, segundo eles, mostram que o apartamento jamais foi entregue ao cliente deles.

Entre os documentos, constam balanços e demonstrativos financeiros da OAS, bem como cópias da matrícula do prédio do Condomínio Solaris, onde o triplex aparece em nome da empreiteira. Há também uma resposta judicial da OAS à uma ação de cobrança de taxa de condomínio atrasada referente à unidade 164-A, que o MPF alega ter sido usada para pagar propina a Lula. Esse documento data do dia 2 de fevereiro de 2017.

MAIS DOCUMENTOS – O Ministério Público Federal também aproveitaram a oportunidade para juntar mais de 70 novos documentos ao processo. Os procuradores, no entanto, não descreveram quais eram os documentos ou qual a pertinência deles para o julgamento da ação penal contra o ex-presidente Lula e os demais réus.

Todos os novos documentos podem ser usados pelos procuradores do Ministério Público Federal e também pelos advogados de cada um dos réus, que vão analisar e tecer comentários sobre os itens, se acharem que isso é pertinente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGAgora só está faltando a defesa de Lula exigir a carteira de trabalho e o CPF dos operários que fizeram as duas obras. (C.N.)

15 thoughts on “Léo Pinheiro entrega documentos para comprovar as obras no sítio e no triplex

  1. E aí, o juiz exarou um despacho ontem reconhecendo que o imóvel pertence à empreiteira. Diante disso, não fica meio contraditório o magistrado condenar o molusco, se o objeto da ação penal é precisamente a obtenção ilegal da propriedade do apartamento pelo referido animal marinho?

  2. “Todo o dia eu acordo, com a esperança de receber a notícia de que, minha mulher comprou um triplex.” É sério. Durmo hoje com renovadas esperanças.
    Fallavena

  3. Cada um acredita no quer. Seja real ou não, o que fazer? Aliás, as coisas irreais são mais produzidas do que as reais.
    Tudo vai na direção de que o triplex “foi” a minha casa, minha vida” do casal Lula/Marisa.
    A falta de documentação oficial (contrato de compra e venda) será suprido pelas inúmeras testemunhas.
    Já lembrei o fato de que, quando é a palavra de um contra a de outro, sem qualquer outra prova, a decisão é muito diferente de quando é a palavra de um contra a palavra de vários!
    Por que será que Lula desejava apresentar tantas testemunhas, mesmo que não participes dos fatos? Para confundir, embaralhar.
    Vários documentos, as visitas, a amizade/negociação entre os atores demonstram, com clareza, a existência do negócio.
    Agora, é da capacidade mental e do caráter entender e aceitar os fatos.
    O resto é conversa de bêbado!
    Fallavena

  4. Logo virá o ALEX CARDOSO, que deve ser um pseudônimo usado pelo advogado CRISTIANO ZANIN MARTINS, dizendo que isto tudo é só “fofoca”, não existe indício e muito menos prova de que o lula era o feliz contemplado com um apartamento triplex no Guarujá.
    Também vou dar uma dica para a defesa, exijam as filmagens feitas pela câmera do cartório, no dia que o lula foi assinar a escritura. Se não houver, recorram ao supremo, negando com toda a enfase, a propriedade do imóvel.
    Dizia-se antigamente, que o maior cego, é aquele que não quer ver.
    Neste caso, acho não se tratar de cegueira, mas de simples ato de retirar o rabo da reta.

  5. “Dos 92 itens do patrimônio de Fernandinho beira-mar não há nenhum em nome de Luiz Fernando da Costa.” Ué? Por que a golpista PF e MPF e os juízes concursados da 1ª instância sequestraram e leiloaram os bens do probo rapaz, já que nenhum deles tinha escritura em cartório em seu nome? Vai lá OAB, critica, chama a comissão de direitos Humanos da ONU.

  6. Conheço vários empresários que nada está no nome deles só de laranjas e sinceramente não sei como eles fazem isso, por exemplo, garantir que a casa que está no nome de outro não será vendido pelo mesmo. Isso é um truque tão velho quanto a política de governa pra si mesmo que os políticos usam. Não há lei que impeça isso.

  7. Atendendo a pedidos…

    “Temos visto com muita frequência o uso de delatores em uma ação como testemunha em outros, como forma de ‘esquentar’ os depoimentos.”.

    É que a testemunha, no processo penal, tem valor de prova, ao contrário do depoimento de corréus e de delatores.

    Mas, o depoimento prestado em delação não é prova, mas “meio de prova”.

    Mesmo que diversas delações digam a mesma coisa, elas não podem ser usadas para condenar o réu, sob pena de permitir o conluio entre delatores.

    “Mas o que temos visto, infelizmente, é que a palavra do delator reiterada por outros delatores tem servido de base para se condenar alguém”.

    “O legislador disse que a delação não pode ser prova, porque o delator tem interesse no que está dizendo, de modo que tem de provar. Se não tiver prova, o depoimento é um nada jurídico.”

    https://goo.gl/YrfVvx

    Enquanto isso…

    Uma cláusula inédita na Lava-Jato prevê que os executivos e ex-executivos da Odebrecht podem começar a cumprir as penas que foram negociadas com o Ministério Público mesmo antes das condenações.

    Mas ao analisar os termos das delações, Cármen Lúcia afirmou que o cumprimento das sanções deve ser estabelecido pelo juiz responsável pelo processo penal referente a cada executivo.

    A decisão da ministra deixou os delatores da Odebrecht numa espécie de limbo, porque a maior parte deles sequer foi investigada ou denunciada pelo Ministério Público – portanto muitos casos ainda nem resultaram na abertura de um processo penal.

    https://goo.gl/glfmda

    Pelo visto, esta tudo sob controle em nossa democrática república judicial brasileira…

  8. No caso do sítio de Atibaia lula deu uma mãozinha para o MPF e pro Moro, pois já admitiu que orientou as reformas da cozinha. Vai dizer que foi apenas uma força ao “Amigo”, mas o Odebreche já apontou que o “Amigo” é ele mesmo.

  9. Ô’da’brecha…
    Quando Lula vai preso?
    O Molusco roubou e roubou e deixou roubar tanto, agora vai ficar sem meio metro quadrado de laje pra assar um espeto…..
    Merecido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *