Líder de partido da base aliada chama ministro Gilberto Carvalho de ‘safado’ e ‘mentiroso’, e o governo ainda pede desculpas

Reportagem de Maria Lima, em O Globo, mostra que, nervoso e muito agitado, o senador Magno Malta (ES), líder do PR, atacou duramente o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, em discurso feito na tribuna do Senado na noite de quarta-feira. Irritado com uma declaração que teria sido dada por Carvalho durante o Fórum Social Mundial em Porto Alegre, sobre a necessidade de travar uma disputa ideológica com os evangélicos, Magno Malta passou a chamá-lo de “safado”, “mentiroso”, “cara de pau” “camaleão” e “ministro meia-boca”.

Depois do discurso, o senador evangélico disse que vai sugerir aos líderes evangélicos entrar com uma ação contra Gilberto Carvalho. Malta ainda disse que coube a ele atravessar o país, na primeira eleição do ex-presidente Lula, para “desdemonizá-lo” junto aos evangélicos. O mesmo acontecendo com a presidente Dilma Rousseff, disse, que quase perdeu a eleição por ser “considerada abortista”.

— Barriga não dói só uma vez não, seu cara de pau! — atacou Magno Malta.

— Lave sua boca com álcool! — atacou Malta, dizendo que Carvalho se sente “um Deus do Olimpo”, mas é um “camaleão”.

No Fórum Social, Gilberto Carvalho dissera que os evangélicos têm uma visão de mundo controlada por pastores de TV. Sobre isso, em tom irônico, Magno Malta afirmou:

— Ora! Vá procurar sua turma, seu Gilberto Carvalho! Está brincando com o quê? Não são os evangélicos que compram e vendem cocaína no Brasil! — esbravejou Magno Malta se dirigindo ao senador Paulo Paim (PT-RS), que presidia a sessão e não se manifestou em defesa do ministro. — Temos que reagir a essa fala irresponsável desse ministro meia-boca. Vou falar uma coisa agora porque depois vou ser processado: safado! Acho bom respeitar as pessoas!

Magno disse ainda que Gilberto Carvalho é um ex-seminarista cristão que não respeita ninguém, então deve pedir à presidente Dilma para destituir o senador Walter Pinheiro da liderança do PT, pois o baiano chegou ao Senado com 70% dos votos dos evangélicos.

###
PLANALTO PEDE DESCULPAS

Depois da polêmica fala do ministro Gilberto Carvalho, o Planalto divulgou esta semana nota direcionada aos evangélicos: “Não é uma posição do governo Dilma, que tem respeito pelos evangélicos, mas uma posição pessoal do ministro, que na verdade estava fazendo uma análise política”.

O ministro Gilberto Carvalho foi procurado através de sua assessoria, mas não respondeu aos ataques de Magno Malta até as 21h.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *