Líder do governo diz que substituto do Bolsa Família só será aprovado em 2021

Charge do Newton Silva (newtonsilva.blogspot.com.br)

Augusto Fernandes
Correio Braziliense

O programa de transferência de renda que o governo quer bancar como substituto do Bolsa Família pode não ser aprovado neste ano, disse o líder do governo no Senado, Eduardo Gomes (MDB-TO), nesta quinta-feira, dia 26. Segundo ele, como não há “ambiente político já definido” sobre qual é a melhor estratégia para financiar a iniciativa, o Executivo quer ampliar as discussões para entrar em consenso com o Congresso Nacional.

Dessa forma, Gomes comentou que o Renda Brasil ou Renda Cidadã terá de aguardar, pelo menos, até janeiro. De acordo com o senador, existe a possibilidade de a medida ser apresentada ao Parlamento fora do texto da proposta de emenda à Constituição (PEC) Emergencial, que trata da regulamentação dos gatilhos que devem ser acionados no caso de descumprimento do teto de gastos.

DISCUSSÕES – “As discussões continuam muito fortes, mas não dá para saber se esse instrumento surge já na aprovação da PEC Emergencial ou se é criada todo uma preparação para o debate em janeiro e fevereiro, já que teremos discussão sobre reforma administrativa, tributária e outras matérias importantes”, explicou o líder, ao falar com jornalistas no Palácio do Planalto.

Uma das fontes de financiamento para o novo programa em estudo pelo governo, segundo Gomes, é o corte em incentivos e subsídios tributários. No entanto, o parlamentar ponderou que o Congresso deve jogar contra essa ideia.

“É um elemento da discussão, mas a gente entende que o esforço maior vai ser feito para garantir o direito (ao programa) e cortar outro tipo de despesa. A gente não tem, na minha opinião, ambiente político já definido para saber qual será a estratégia”, afirmou.”O que a gente nota é que o Congresso vai ser mobilizado para esse debate, porque existe uma necessidade grande de amparo social e de ambiente para recuperação da economia”, acrescentou Gomes.

2 thoughts on “Líder do governo diz que substituto do Bolsa Família só será aprovado em 2021

  1. O deputado Glauber Braga, que o chamou de “juiz ladrão”, escreveu o seguinte no Twitter:

    “Todo mundo impressionado com as novas tarefas de Moro? Eu não estou não”.

    Nem eu.
    Ainda rio a bandeiras desfraldadas dos que tentam defende-lo.
    A humilhação alheia é realmente revigorante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *