Livre pensar é só pensar (Millôr Fernandes)

APOTEGMAS DO VIL METAL

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *