Livre pensar é só pensar (Millôr Fernandes)

Capítulo X

Aí está. Deus conseguiu mesmo criar a Mulher da costela de Adão. E, conforme prevíramos, a primeira coisa que ela fez, ao olhar em volta, foi palpitar: “Ih, Todo-Poderoso, quanto animal sem coloração! Muda isso! Pra floresta o que vai pegar mesmo é o estampado!” E começou imediatamente a riscar os animais, impondo a Deus as suas sugestões de manchas e cores a usar na próxima estação.

P.S. Se o leitor tiver curiosidade em saber que cores usavam os animais primitivos basta pegar uma caixa de lápis de cor, uma coleção de Ecoline, ou qualquer aquarela e colorir assim o desenho abaixo: 1) Verde oliva. 2) Carmim. 3) Rosa. 4) Cerúleo. 5) Laranja. 6) Marrom. 7) Limão. 8) Turquesa.

O leitor mais atento reparará que, neste quadro, a chuva já cai do céu. Pois é, Deus já descobrira que as nuvens eram o meio de transporte natural de seu novo produto dessedentador, ÁGUA.

E não esqueça, irmão: ÁGUA não contém Etilmetizalina.

Capítulo XI

E enquanto Deus, como alguns leitores, ficava colorindo a pele dos animais, Eva e nós continuamos a caminhar pelo Paraíso. Eva, de repente, descobrindo uma bela cascata, resolveu tomar um banho de rio. A criação inteira veio então espiar aquela coisa linda que ninguém conhecia. E quando Eva saiu do banho, toda molhada, naquele mundo inaugural, naquela manhã primeval, estava realmente tão maravilhosa que os anjos, arcanjos e querubins, ao verem a primeira mulher nua sobre a Terra, não se contiveram, começaram a bater palmas e a gritar, entusiasmados: “O AUTOR! O AUTOR! O AUTOR!”

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *