Logo virá a explosão

Carlos Chagas

O salário mínimo passará para 790 reais. Conforme a Constituição, deverá atender as despesas do trabalhador e sua família com alimentação, moradia, vestuário, transportes, educação, saúde e até lazer.

O Congresso acaba de aprovar o aumento para 33,7 mil de deputados e senadores, tendo o Supremo Tribunal Federal, antes, adotado reajuste semelhante para seus ministros, extensivo proporcionalmente aos demais tribunais superiores e, em ritmo de cascata, aos demais membros do Judiciário. Sem esquecer, nos dois poderes, o funcionalismo. Também a presidente Dilma, por analogia, teve seus vencimentos ampliados aos mesmos níveis. Assim como seus ministros. Fora as mordomias postas à disposição de todos.

Seria maldade sugerir que Suas Excelências fossem obrigadas a viver um mês que fosse com o salário mínimo. Mas escandaliza o país verificar a insensibilidade de suas elites institucionais diante da imensa maioria condenada ao salário mínimo. São dois Brasís que convivem numa simbiose impossível. Já estão em choque e breve virá a explosão.

Quando a população toma conhecimento das dificuldades na economia nacional e da corrupção que se avoluma nos setores público e privado, como justificar os reajustes referidos?

EXAGERO E INSANIDADE

O PSDB deu entrada, ontem, junto ao Tribunal Superior Eleitoral, de pedido para que a presidente Dilma não seja diplomada na cerimônia marcada para hoje, resultado de sua reeleição em outubro. Trata-se, além de um exagero, de um ato de insanidade. Por mais que a presidente tenha decepcionado o país nos últimos quatro anos, a verdade é que acaba de receber o apoio da maioria do eleitorado. Qualquer restrição ao seu comportamento durante a campanha precisaria ser objeto de um processo judiciário, jamais do impedimento de sua diplomação.

11 thoughts on “Logo virá a explosão

  1. “O PSDB deu entrada, ontem, junto ao Tribunal Superior Eleitoral, de pedido para que a presidente Dilma não seja diplomada na cerimônia marcada para hoje, resultado de sua reeleição em outubro. Trata-se, além de um exagero, de um ato de insanidade. Por mais que a presidente tenha decepcionado o país nos últimos quatro anos, a verdade é que acaba de receber o apoio da maioria do eleitorado. Qualquer restrição ao seu comportamento durante a campanha precisaria ser objeto de um processo judiciário, jamais do impedimento de sua diplomação”.

    O último parágrafo de Chagas neste seu artigo, transcrito acima, me causa uma dúvida atroz:
    Mesmo recebendo o apoio da maioria do eleitorado, que lhe deu a reeleição, a presidente Dilma não foi contemplada para fazer do Brasil o que bem entender ou, então, permitir que seus companheiros de partido roubem o País de forma avassaladora e impune.
    Mas não mesmo!
    Ainda mais que se sabe que essas eleições deixaram a desejar em lisura, havendo episódios que deveriam ter sido investigados e que foram deixados de lado pelo presidente do STE, um amigo íntimo dos petistas, que tem envergonhado o STF pela sua curiosa e ao mesmo tempo condenável disposição para obedecer ao Executivo.
    Quanto à diplomação de Dilma ou não, pouco importa.
    O seu final de governo é caótico e simplesmente atordoado pelas desonestidade e corrupção, transferindo à sua próxima gestão dúvidas quanto à possibilidade de ir até o fim, e um horizonte que apenas se distingue ser carregado de nuvens pesadas, indicando um forte e devastador furacão, que não estamos devidamente preparados para enfrentá-lo.
    Em outras palavras:
    Salve-se quem puder!
    Renuncia, presidente Dilma!

  2. O Carlos Chagas deveria fazer as contas de uma forma correta. A Dilma não foi eleita com os votos “da maioria do eleitorado.” Ela teve apoio de 38% dos eleitores e isto diz que 62% dos eleitores a recusaram. E o PSDB tem razão em solcicitar o cancelamento da diplomação da Dilma. Pode até o PSDB não saber o porquê, mas o PT sabe.

  3. Sr. Chagas, a questão Salário Minimo Miseravel, OK, a questão da lisura da eleição de Dª Dilma, pelo noticiário de imprensa, Toffoli proibiu “teste na urna fraudavel antes da eleição, na apuração, proibiu a presença até dos ministros e fiscais dos partidos, (declaração do desembargador noronha-nos jornais), portanto, a lisura foi estuprada e vilenpendiada, por um servo fiel do PT, reprovado 2 veses para juz da 1ª instância.
    O comentário do Sr. Bendl, é uma paulada na moleira, se ele permite, assino em baixo.
    Diariamente peço à DEUS sua Justiça Misericórdiosa para o povo brasileiro, só ele pode dar um jeito nessa corrupção desenfeada em que estamos mergulhados, mandando AVCs com sequelas de paralisia total, para a canalhada que despudoradamente infelicita 200 milhões de criaturas.
    Ao Sr. Paulo2, parabens pela informação.
    Por um BRASIL decente e justo, esses aumentos da cupula” ou será da “cópula” das “altas ortoridades”, envergonham até santo de pedra, perante esse salário minimo, que bordeja a misértia: vamos lá: barraco pendurado na favela R$350,00, comida R$400,00, vestuário R$100,00, material escolar 2 filhos R$50,00 (escola pública que não ensina, Saúde (medicamentos/ dentistas,etc)R$50,00, transporte R$300,00, lazer R$100,00,…ficamos por aqui, total R$1.350,00, se ganhar mais um pouco mais, vem o “Leão do IR” e come parte da “Miséria” para ser roubada, apesar de já ter sido roubado durante doze meses de 5 salários e 20 dias em impostos, a tudo isto o governo chama: a Classe miserável PASSOU para a classe média pobre, como piada é valida, mas é de mal gosto.
    Senhores, em meus 85 anos, nunca vi tanta HIPOCRISIA NOS 3 PODERES, o ASSALTO AO COFRE PÚBLICO, DE FORMA LEGALIZADA OU NÃO, RECHEADO COM O “SUOR E LÁGRIMAS” DO TRABALHADOR, NÃO ENVERGONHA OS DONOS DO PODER!?!??? QUE AINDA VÃO A SUAS IGREJAS E FALAR EM NOME DE DEUS, ISTO É BLASFÊMIA.
    Só nos resta pedir à DEUS: SOCORRO! o meu pedido está ai em cima.
    POR UM BRASIL DECENTE E JUSTO, DEUS, NOS PROTEJA, EM ESPECIAL O JUIZ MORO E EQUIPE, PARA MORALIZAR NOSSO PAÍS.

  4. Em 21 anos o salário mínimo sobe aproximadamente 1.029%, com ganho real de 166,22% no período, mas, ainda está longe de ser o mínimo que assegure a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deva ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.
    ANO………………SAL.MÍNIMO……..REAJUSTE………INFLAÇÃO (IPCA)
    1994………..…..R$64,79……….……8,04%….………18,57%
    1995………………R$100,00…………42,85%………….22,41%
    1996………………R$112,00…………12,00%……………9,56%
    1997………………R$120,00………….7,14%…………….5,22%
    1998………………R$130,00………….8,33%…………….1,66%
    1999………………R$136,00………….4,62%…………….8,94%
    2000……………….R$151,00…………11,03%……………5,97%
    2001……………….R$180,00………….19,21%…………..7,67%
    2002……………….R$200,00………….11,11%………….12,53%
    2003……………….R$240,00………….20,00%……………9,30%
    2004……………….R$260,00…………….8,33%…………..7,60%
    2005……………….R$300,00…………..15,38%…………..5,69%
    2006……………….R$350,00…………..16,67%…………..3,14%
    2007……………….R$380,00…………….8,57%…………..4,46%
    2008……………….R$415,00…………….9,21%…………..5,90%
    2009……………….R$465,00…………..12,05%……………4,31%
    2010……………….R$510,00…………….9,70%……………5,91%
    2011……………….R$545,00…………….6,90%……………6,50%
    2012……………….R$622,00…………..14,13%…………….5,84%
    2013……………….R$678,00…………….9,00%…………….5,91%
    2014……………..R$724,00……………6,78%…………..6,50% (projetada)
    2015……………..R$790,00……………9,12%……………6,10% (projetada)

    1 – Índices no período 1994 a 2015:

    # Reajustes acumulados: 1.029,08%
    # Taxa Média de reajuste: 12,24%
    # Inflação acumulada: 324,12%
    # Taxa Média da inflação: 7,12%
    # Ganho real do salário mínimo: 166,22%
    # Ganho real anual do salário mínimo: 4,77%

    2 – Índices por governo:

    2.1 – Governo de FHC:
    # Reajustes acumulados: 185,71%
    # Inflação acumulada: 100,66%
    #Ganho real anual do salário mínimo: 4,52%

    2.2 – Governo de Lula:
    # Reajustes acumulados: 155,04%
    # Inflação acumulada: 56,68%
    # Ganho real anual do salário mínimo: 6,28%

    2.3 – Governo de Dilma:
    # Reajustes acumulados: 54,95%
    # Inflação acumulada: 34,90%
    # Ganho real anual do salário mínimo: 2,81%

  5. Uma das bandeiras que o PT tanto defende, os reajustes acima da inflação dados ao salário mínimo, na verdade ainda o deixam muito aquém da real necessidade de sustento de uma pessoa, quanto mais de uma família.
    Evidente que não se pode exigir que, de uma hora para outra, ele seja corrigido para o valor adequado, no entanto, causa espécie que os aumentos dos parlamentares autoconcedidos, na ordem de SEIS MIL REAIS A MAIS (!), equivalem a OITO SALÁRIOS MÍNIMOS!!!
    Repito e dou por bem recomendado:
    SOMENTE O AUMENTO DOS CORRUPTOS, DESONESTOS E INÚTEIS CONGRESSISTAS É OITO VEZES MAIOR QUE O SALÁRIO MÍNIMO!!!!
    O vencimento de um reles parlamentar vale QUARENTA E SEIS SALÁRIOS MÍNIMOS, que correspondem a esta desigualdade social abjeta, indigna e ofensiva ao povo.
    Somando-se aos salários dos parlamentares as suas “indenizações” pessoais, custeio do gabinete, férias permanentes nos melhores hotéis, lautas refeições, bebidas importadas, aluguéis de carros de luxo, passeios de avião, e frequentando o salão de baile (plenários da Câmara e Senado, haja vista a dança dos petistas a cada companheiro salvo das acusações de desvios de verbas ou conduta que desagrade seus pares) de terça e quinta-feira, o Legislativo brasileiro é o mais dispendioso, inútil, deplorável e deletério parlamento deste planeta!
    Literalmente temos um Congresso que se pode intitular de, a casa das aves de rapina e de animais predadores!

  6. É por essas e outras que o número dos partidos políticos aumenta cada vez mais… a carreira parlamentar é um bom emprego (sem concurso público, pode ser escolaridade mínima)… enquanto o povo fica a lamentar… o povo? ora o povo… contenta-se com migalhas da farra dos endinheirados…

  7. Infelizmente, senhores já me conformei com minha aposentadoria,digo,esmola,e peço a deus todo dia que me de saúde para que eu possa continuar trabalhando até a minha morte com dignidade.

  8. Texto bem debatido, jornalista Carlos Chagas.

    Porém apoio declaradamente as opiniões dos senhores Paulo 2 contestando a “maioria do eleitorado”, bem como a do leitor Cesar Augusto Vilhena Paes Leme que, como eu, não engoliu até agora o resultado da eleição manipulada com a sinistra urna eletrônica, rapidinha, mas que não dá recibo dos nosso votos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *