Luiz Zveiter-Garotinho

Tiveram duro atrito. O ex-governador acusou PESSOALMENTE o presidente do Tribunal de Justiça, pelo veto à sua candidatura. Textual: “Você se aliou ao governador Sergio Cabral para obter a decisão de 4 a 3 impedindo a minha candidatura”.

Zveiter respondeu com veemência, quase passando do limite, as pessoas ficaram apreensivas. Daí Garotinho disse a Zveiter: “Você é um  ingrato, eu agi para evitar o escândalo, quando tua filha foi aprovada em primeiro lugar no concurso para juiz. Concurso que depois foi fartamente contestado”.

Garotinho está com recurso no TSE, mas vai também recorrer ao pleno do TRE. E garante que, “se perder, desisto da candidatura, não quero concorrer sub-judice”.

***

PS – Garotinho deixou entrever ameaças físicas a Zveiter: “Se eu perder no pleno do TRE, vou atribuir isso à tua influência, e não esquecerei”.

PS2 – O ex-governador está com a razão, nada se faz ou se acredita no Tribunal, sem que passe por Zveiter. Foi o grande informante do “Globo” na campanha contra o ex-amigo, desembargador Wider.

PS3 – Luiz Zveiter ainda não sabe, mas está na linha de tiro do Conselho Nacional de Justiça. A acusação (denúncia) está sendo considerada. A posição de Zveiter é indefensável. Poderá perder a presidência e ter que se aposentar.

PS4 – Iria “por água abaixo”, a bravata que tanto apregoa, de se transferir para o STJ ou STF.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *